Publicidade: Alfa

DPZ&T pode cair de novo e entrar Artplan na conta da Secom

DPZ&T X ARTPLAN

Se a situação de Temer está complicada em Brasília, não fica nada atrás o imbróglio que está sendo a concorrência pela conta da Secom, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República. Em mais um episódio digno de novela, a agência DPZ&T corre o risco de ser novamente desclassificada, depois de ter sido aceito seu recurso contra a defenestração do grupo de vencedores por ter colocado 60 dias e não 90 no prazo de validade da sua proposta.

Semana passada, a DPZ&T comemorou o retorno ao grupo do qual passava a participar a Calia/Y2, já que — em outro episódio rocambolesco — a Young & Rubicam, segunda colocada na disputa técnica, surpreendentemente abrira mão da conta de nada menos que R$ 208 milhões.

Nesta quarta, 5 de julho, em Brasília, durante a fase de entrega de documentação das concorrentes, a agência se deparou com um questionamento do representante da Artplan por a DPZ&T não ter apresentado, entre seus documentos, o Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf), relacionado no Edital. A DPZ&T, no entanto, discorda da exigência. Fonte da agência explicou à Janela que o Sicaf só é emitido por quem já tenha trabalhado para o Governo Federal, o que ainda não é o caso. A DPZ&T não tem mesma estrutura jurídica da antiga DPZ, ela sim já tendo fornecido ao Governo Federal. E o contrato da nova agência com a Petrobras, cuja conta conquistou recentemente, ainda não foi assinado.

Se a DPZ&T cair, sobe meteoricamente a Artplan, que havia sido a sexta colocada na fase técnica, com 76,50 pontos! Segundo a comissão de licitação, ela havia ficado atrás da NBS (primeira colocada, com 87 pontos), da Young & Rubicam (85,83 pontos), da DPZ&T (81,33), da Calia Y2 (80) e da Fischer América (77,50 pontos).

Como sorte também é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, a Fischer, que estava logo acima da Artplan, ficou de fora da fase de documentação e a agência dos Medina poderá pular de sexto para o terceiro lugar.

Publicidade: Dinâmica Talentos

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta