Publicidade: Alfa

Chris Jordão conta a história da trilha do comercial do Renault Captur, sucesso nas redes

Chris Jordão e o comercial de Renault Captur

EXCLUSIVO – Não há quem tenha assistido o comercial do carro Renault Captur ambientado no Museu de Arte Contemporânea de Niterói e não fique curioso por saber que bossa nova é aquela e quem é a cantora francesa de voz deliciosa mas que ninguém aqui reconhece.

É tanta gente perguntando em vários sites e nas redes sociais a respeito que a Janela foi atrás para descobrir os detalhes por trás da ficha técnica distribuída à imprensa no lançamento do filme.

A canção, que sedutoramente convida a passear com os cabelos ao vento, foi composta por Chris Jordão e Darren Solomon, da produtora Big Foote, especialmente para a agência Neogama, responsável pelas campanhas da montadora Renault.

E o crédito para a ideia de o filme ter como trilha uma bossa nova em francês é do próprio Alê Gama, sócio fundador da agência, que passou claramente para Jordão que, entre outros caminhos musicais — que chegou a incluir uma versão de rock –, gostaria muito de testar aquela opção!

O curioso na história é que, como Chris mora atualmente em Nova York, ele e seu parceiro Darren fizeram a versão original em inglês. E a tradução para o francês coube à cantora convidada a gravar o trabalho, Elizabeth Bougerol, que, como canadense, conviveu por toda a vida com os dois idiomas em seu país.

Elizabeth pode ser desconhecida no Brasil, mas sua carreira lhe deu o direito inclusive a ter verbete no site de cinema IMDb. Ela participa de uma banda, a “The Hot Sardines”, e já assinou músicas para filmes, como “Manthattan Romance”, de 2015. No site da banda, em hotsardines.com, o leitor curioso poderá encontrar vários clipes do grupo.

Jordão — que, entre muitos prêmios no Brasil e no mundo, foi indicado a Destaque de Produção pela ABP em 2016 — conta que nem chegou a fazer mais de uma versão da canção. A primeira sugestão foi aprovada por Gama. A partir daí, ele próprio assumiu o violão, Darren o contrabaixo e a gravação ganhou uma bateria de fundo e, na hora, surgiu a ideia de um assovio, pelo qual a própria Bougerol se responsabilizou.

Com tanto sucesso de público, a Janela perguntou a Jordão o porquê de a música ainda não estar disponível na internet para download. O motivo é estritamente legal. O diretor da Big Foote explicou que, quando uma trilha é entregue para um comercial, os direitos da equipe envolvida são restritos àquele específico trabalho. Para botar na internet, músicos e cantora precisariam receber pelo novo licenciamento. E aí, só a Renault se responsabilizando.

Para acompanhar o comercial, pelo vídeo abaixo, aqui está a letra da canção:

Viens te promener avec moi
On partira
Un deux trois
Les cheveux dans le vent
Entre deux cœurs et quatre roues
La vie est à nous
L’amour fou
Nous sert de carburant
Et quand les gens nous voient passer
On leur souffle un baiser
On trouvera notre chemin
Main dans la main
Un refrain tellement merveilleux
Qui roule à l’air du temps

Publicidade: Dinâmica Talentos

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
  • Helen B

    Poderia jurar que era o Nouvelle Vague – um coletivo francês que produz bossa nova com letras em francês e inglês – que cantava no comercial. Aí procurando no youtube alguma referência à cantora, descobri através dos comentários que a música foi feita exclusivamente para o comercial.

    • Alexandre Kill

      Bem na pegada do Nouvelle Vague mesmo.

    • Wickaeru

      Parece mesmo o estilo do Nouvelle

  • Dani

    Essa musica é tudo de bom. Linda.

  • Cláudio Oliveira

    Essa música foi feita apenas para o comercial do Captur no Brasil ou é usada em outros países?
    C’est magnifique!

    • Marcio Ehrlich

      A música foi encomendada pela agência de publicidade da Renault do Brasil, apenas.

  • Wickaeru

    Essa música tem que ser lançada para todo público como parte de repertório e não apenas para comercial de carro

seta