Publicidade: Alfa

Adilson Xavier autografa seu quinto livro: 2.990 Graus

Adilson Xavier e seu livro 2.990 Graus.

O premiado criativo carioca — que comandou a criação da Giovanni por muitos anos — autografa esta terça-feira, 19 de setembro, no Rio, seu quinto livro, batizado de 2.990 Graus.

O nome se explica: esta é a temperatura alcançada pelo maçarico, transformado em arma por um misterioso assassino que decide eliminar uma série de políticos acusados de corrupção do país.

Este é o primeiro trabalho no gênero policial do escritor, que tem no currículo o bem sucedido livro sobre Storytelling, lançado em 2015. Em conversa com a Janela, Adilson — hoje envolvido com a produtora de conteúdo Zola — explicou que se inspirou no que anda acontecendo com o planeta e com as pessoas: tanto a Terra está aquecendo cada vez mais como todo mundo anda de cabeça quente na Internet, se envolvendo em ferozes discussões sobre tudo o que acontece. Daí a alguém querer literalmente queimar a cabeça dos corruptos — que não são poucos no Brasil — é um pequeno passo.

Para complicar ainda mais a trama, adianta Xavier, enquanto a polícia se esforça para desvendar o mistério, um número cada vez maior de brasileiros passa a torcer para que o bandido elimine mais um dos incontáveis corruptos que infestam a nossa política.

O livro, que tem capa de Paulo Caetano, foi editado pela Tatiana Fulas. Com 315 páginas, ele terá preço de capa próximo de R$ 50,00. O lançamento acontece a partir das 19h, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon.

Publicidade: Dinâmica Talentos

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta