ABRADi-RJ reelege Carlos Paulo Junior com Gustavo Pereira como vice

Gustavo Esteves, CEO da Métricas Boss; Leandro Ginane, CEO da Device Lab; Carlos Paulo Jr.; Bruno Chamma, CEO da Kindle; e Marcelo Velloso, CEO da Oslo Digital; Juliana Diniz, CEO da Diz'ain; Gustavo Pereira; e Fábio Medeiros, CEO da Multicom Comunicação.

A Associação Brasileira das Agencias Digitais do Rio de Janeiro (ABRADi-RJ) elegeu no último dia 16/11 a sua nova diretoria, novamente com Carlos Paulo Junor, CEO da Umbrella Digital, na presidência. A novidade foi o retorno de Gustavo Pereira (Agência InboxOK), idealizador e membro fundador da associação, para assumir a vice-presidência.

Na foto, temos, na fila de trás, Gustavo Esteves, CEO da Métricas Boss; Leandro Ginane, CEO da Device Lab; Carlos Paulo Jr.; Bruno Chamma, CEO da Kindle; e Marcelo Velloso, CEO da Oslo Digital. À frente, Juliana Diniz, CEO da Diz’ain; Gustavo Pereira; e Fábio Medeiros, CEO da Multicom Comunicação.

Com mandato até 2020, essa é a maior chapa eleita que a ABRADi-RJ já teve, apostando na multidisciplinaridade para ampliar a atuação da associação e trazer novas oportunidades para os agentes digitais cariocas. Desde 2008 a ABRADi-RJ vem trabalhando “para transformar o nosso mercado digital em um ambiente democrático e inclusivo para todas as empresas que tenham as soluções digitais”, como explica seu fundador Gustavo Pereira:

“Essa sempre foi uma preocupação que eu tinha com o mercado. Percebi que nos últimos anos as agências digitais tinha uma grande necessidade de representatividade, normalização e amadurecimento. Dai me juntei com outros empresários que pensavam da mesma forma e fomos buscar inspiração em outros modelos pelo pais. Primeiro pelo Rio Grande do Sul, depois seguindo pelo Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo, Bahia. Até que em 2008 foi a vez do Rio de Janeiro e estamos nesta luta até hoje.” cita.

Dinâmica Talentos
Publicidade

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta