Secom e Transportes aumentam verba de publicidade em 25%

Palácio do Planalto

EM PRIMEIRA MÃO – A Secretaria Comunicação Social da Presidência da República (Secom) aumentou em 25% o valor do contrato firmado com as agências Artplan, Calia/Y2 e NBS em agosto de 2017, passando dos R$ 208 milhões iniciais para R$ 260 milhões.

As três agências foram as vencedoras da tumultuada licitação promovida pelo órgão no início de 2017, com data de 2016 (Concorrência SISPP Nº 1/2016).

No Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, o aumento de 25% elevou a verba gerenciada pela agência Link/Bagg — que teve seu contrato renovado por um ano — de R$ 20 milhões para R$ 25 milhões a partir de 20 de fevereiro próximo. A Link/Bagg, aliás, trocou, no contrato, os dados de sua matriz baiana para o escritório da agência em Brasília, onde a agência também atende a conta do Ministério da Integração Nacional.

Relembre a longa concorrência da Secom:

Secom faz concorrência de R$ 208 milhões em 2017 com data de 2016 (em 04/01/2017)

NBS, Y&R e DPZ&T levam a conta de Michel Temer (em 25/04/2017)

Sai DPZ&T e entra Calia na conta da Presidência da República (em 17/05/2017)

Virou moda: depois da Prole, a Y&R desiste do governo e Calia sobe de novo (em 22/06/2017)

Secom acata recurso e DPZ&T se garante na conta da Presidência (em 01/07/2017)

DPZ&T pode cair de novo e entrar Artplan na conta da Secom (em 05/07/2017)

Secom confirma desclassificação da DPZ&T e entrada da Artplan (em 14/07/2017)

Sem mais choro nem vela: NBS, Calia Y2 e Artplan levam a Secom (em 11/08/2017)

Dinâmica Talentos
Publicidade

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta