Agência Lume, de Minas, leva a conta da Eletronuclear

Eletronuclear - Angra

A agência Lume Comunicação Eireli, de Belo Horizonte, foi a primeira colocada, com 93,20 pontos, na fase técnica da concorrência pela conta da Eletrobras Termonuclear S.A. – Eletronuclear. Em segundo lugar ficou a única outra concorrente na disputa, a Brick Publicidade, do Rio de Janeiro, com 91,90 pontos.

As duas agora vão para a abertura das Propostas de Preço, o que normalmente não altera o resultado da primeira fase, já que a a vencedora desta sempre tem a opção de igualar seu preço a quem oferecer condições melhores que as suas.

A Eletronuclear, como a Janela publicou em primeira mão em fevereiro último, não atraiu mais do que estas duas agências em sua Concorrência n° DAN.A/CN-006/2017. A verba anunciada é de R$ 2 milhões, mas a possibilidade de privatização da empresa pode ter desestimulado outras agências a brigarem pela conta. A estatal estava anteriormente com a Agência3.

Nos últimos meses, esta é a terceira concorrência pública do Estado do Rio de Janeiro vencida por agência de outro estado. Em dezembro de 2017, a Prefeitura de Niterói entregou a sua conta para a E3, de Campinas. E, no mesmo mês, a Prefeitura de Maricá considerou como vencedora de sua concorrência a Agência Um, de Recife.

LEIA TAMBÉM:

Conta da Eletronuclear atrai apenas duas agências (em 05/02/2018)

Eletronuclear abre concorrência para publicidade (em 07/12/2017)

Dinâmica Talentos
Publicidade

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta