• DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
    Eletromídia
  • BB rejeita os recursos e mantém WMcCann e Lew’Lara\TBWA

    Banco do Brasil

    A NBS e a Master até que tentaram, mas o Banco do Brasil foi irredutível. O edital dizia “até 4 agências”, portanto, apenas duas serem escolhidas estava totalmente dentro das normas. E a NBS e a Master, que ficaram nas posições seguintes, ficarão realmente de fora da conta.

    Os advogados da NBS e da Master haviam alegado que os jurados não souberam justificar corretamente suas pontuações. Mas, corporativamente, claro, a comissão garantiu que todos trabalharam com “total lisura, isonomia e impessoalidade”. E manteve os resultados, sem chances de novos recursos nas esferas internas do banco.

    O Banco do Brasil licitou uma verba anual de R$ 500 milhões, podendo as agências terem seus contratos renovados até cinco vezes, como é praxe nos órgãos públicos. A Lew’Lara já atendia a conta com a Master, que agora cede o lugar para a WMcCann.

    MX Publicidade
    Publicidade

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta