Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Eletromidia investe para ampliar ocupação de OOH no Rio

Gigi Evangelista e Bruno Biondo, da Eletromidia Rio

De olho no potencial do mercado de pequenas e médias agências cariocas, além dos anunciantes diretos, a Eletromidia promoveu, no Rio, seu executivo Bruno Biondo (à direita, na foto) a gerente deste segmento. O profissional, que vinha atuando com grandes contas no escritório, passa a se dedicar em 2019 a mostrar para o mercado que empresas de qualquer porte podem ter resultados de venda anunciando em OOH.

Jued Andari, diretor da Eletromidia no Rio.
Jued Andari, diretor da Eletromidia no Rio.

“Anunciar em mídia exterior é um caminho sem volta”, defende Jued Andari, diretor da Eletromídia no Rio, citando que, atualmente, o meio já é o terceiro em investimentos publicitários no país, atrás apenas da televisão aberta e da mídia digital.

“Não quero que ainda exista quem pense que não consiga fazer, por exemplo, uma publicidade no metrô carioca, ou no VLT. Claro que é possível. E a Eletromidia tem agora uma gerência exclusivamente para ajudar esses clientes a planejarem suas campanhas usando com eficiência nosso portfolio de OOH em bancas, aeroporto, Metrô, VLT e Supervia”, explica Andari, que designou as executivas Amanda Correa, Bruna Alves e Flor Lopez para atuarem dentro desta Gerência de Pequenos, Médios e Diretos, comandada por Biondo.

Com o deslocamento do profissional para a nova área, a Eletromidia foi buscar no mercado Gisele “Gigi” Evangelista (ex-Band, Coca-Cola e Publicis, à esquerda na foto superior), que vai dividir com Patrícia Bahia a coordenação comercial dos demais clientes cariocas.

“Gigi tem a vivência de todo o tripé da comunicação: foi agência, anunciante e veículo”, elogia Andari, empolgado com as perspectivas da empresa para 2019:

“O Rio pode não mostrar os números de São Paulo, mas é uma praça extremamente representativa, quando analisada com atenção. E nem preciso falar das inúmeras marcas tradicionais que estão sediadas no Rio. O estado tem uma série de segmentos com enorme demanda de mídia, como os de educação, moda e, especialmente, varejo, em que tanto empresas que contam com dezenas de pontos de venda, como os pequenos negócios locais precisam falar diariamente com seus clientes”, lembrou.

Segundo Jued Andari, a reformulação da área comercial no Rio é inédita na Eletromidia, que também tem escritórios em São Paulo, Salvador, Brasília e Belo Horizonte.

“Sinal do quanto a gente acredita no mercado carioca!”, comemorou.

Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta