• Colunistas 2019. Para quem sabe vencer desafios.
  • Campanha da “Nova Previdência” será por concorrência

    Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto Ueslei Marcelino-Reuters)

    A Presidência da República assinou ontem, 14/02, a Portaria Interministerial nº 13, definindo que a campanha de divulgação do que está sendo chamado agora de “Nova Previdência” (e não mais “Reforma”) será definida por concorrência. A despeito de a publicação não citar a origem dos trabalhos, a  análise acontecerá a partir das propostas solicitadas em janeiro pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) para as suas agências Artplan, Calia/Y2 e NBS, como registrado à época pela Janela (veja link abaixo).

    Na última terça-feira, inclusive, as três agências tiveram a oportunidade de apresentar seus trabalhos em um auditório em Brasília, com a presença de representantes dos três órgãos: Secom, Casa Civil e Ministério da Economia.

    A comissão de seleção será formada por seis membros. Pela Secom, estarão Maria Lucia Valadares e Silva (secretária especial de Comunicação Social) e Emerson Muzi (gerente de Projetos Governamentais). Da Casa Civil, Gustavo Chaves Lopes (assessor especial) e Daniel Ramos (subchefe adjunto executivo para Assuntos Parlamentares). E do Ministério da Economia, Daniella Marques Consentino (assessora especial) e Rogerio Simonetti Marinho (secretario especial da Previdência e Trabalho).

    Como tudo no governo é definido por leis e portarias, a atual define inclusive que os membros da comissão deverão seguir os critérios do item 5.6.4 da Portaria nº 98, de 21 de julho de 2016, da SECOM/PR, que divide o julgamento em três partes:

    a) Planejamento de Publicidade: entendimento do briefing, proposição estratégica e defesa técnica;
    b) Solução Criativa: adequação ao briefing, originalidade, exequibilidade e defesa técnica;
    c) Estratégia de Mídia e Não Mídia: adequação ao briefing, níveis de alcance, otimização de recursos e defesa técnica.

    A informação consta da edição desta sexta, 15/02, do Diário Oficial da União, assinada por Carlos Alberto Dos Santos Cruz (ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República), Paulo Roberto Nunes Guedes, ministro da Economia, e Onyx Lorenzoni, ministro chefe da Casa Civil.

    (Foto de Ueslei Marcelino/Reuters)

    LEIA TAMBÉM NA JANELA:

    Secom retoma passagem de briefings para suas agências (em 14/01/2019)

    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta