Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Cariocas criam agência Kio para atender só projetos sociais

Sabrina Porcher, Suzana Tavares, Amanda Pereira, Mariana Santos e Renata Banharo - Kio

O Instituto Ekloos, que atua como “Aceleradora Social” no Brasil, apoiando ONGs sociais a se organizarem melhor, criou agora no Rio a agência Kio, que se apresenta como dedicada a “suprir a demanda de marketing de iniciativas sociais, trazendo estratégias inovadoras e qualidade de execução para seus projetos”.

Cobrindo desde identidade visual a campanhas de comunicação, a Kio já colocou no portfólio trabalhos para a Invepar, Instituto Triunfo, Banco da Providência e a Coca-Coca Femsa. O Ekloos nasceu em 2007, idealizado por Andrea Gomides, e a experiência de ter lidado com mais de 490 mil organizações sem fins lucrativos no Brasil apontou que a boa comunicação continuava sendo uma das maiores dificuldades que estas entidades enfrentavam.

Site feito pela Kio para a Femsa Coca-Cola
Site feito pela Kio para a Femsa Coca-Cola, no projeto “Ideias para um mundo melhor”.

Para Andrea, “viver em um mundo tecnológico, sem estar na internet, é quase como ficar escondido dentro de uma caverna”. O Ekloos até tentou por um tempo colaborar internamente com as organizações, até resolver dar vida própria à área, com o lançamento da agência Kio.

“Queremos resolver um problema social de uma forma autossustentável. Nossos planos começam com R$ 185 por mês, e incluem o desenvolvimento de uma comunicação integrada, que vai desde a criação da identidade visual até a gestão de redes sociais. Com preços acessíveis, conseguimos atender um maior número de organizações. Para as empresas, os valores são mais altos, mas seguem o mesmo princípio. Queremos pagar os custos e ampliar o impacto”, conta a executiva.

Na foto, Sabrina Porcher, Suzana Tavares, Amanda Pereira, Mariana Santos e Renata Banharo, a equipe da Kio.

Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta