Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Já é concorrência na Leader Magazine! De novo…

Estamos repetindo um título usado em 2016. Afinal, o anunciante carioca que mais concorrências já fez em toda a sua história ataca novamente. Depois de dois anos e meio na Artplan — onde havia estado três anos antes –, a rede de varejo Leader volta a abrir concorrência para agência de publicidade.

Na matéria de 2016, repetindo um alerta publicado em 2015, citávamos que a Leader não era, historicamente, o anunciante mais fácil de lidar neste país. E relembrávamos a quem viesse a pegar a conta para sempre deixar as suas barbas de molho.

Antes daquela matéria, a Leader teve sua house, a Promovenda, sediada em Niterói. Fechou a Promovenda e foi para a V&S. Em 2003 deixou a V&S e voltou para a Promovenda, de onde saiu em maio de 2004, indo para a Giovanni, onde ficou até outubro de 2005, quando anunciou que estaria fechando de vez a sua house e se concentrando na Agência3. Em 2006, levou a conta para a paulista Matos Grey, onde ficou apenas até 2010. Voltou ao Rio pela Artplan, onde ficou três anos, e passou pela JTrês e pela Binder, a partir de um acordo entre esta agência e a JTrês.

Fundada em 1951 na cidade fluminense de Miracema, a Leader, segundo seu site, está presente hoje em nove estados brasileiros, com 104 lojas. Em 2016, com dificuldades financeiras, o grupo viu seu controlador, o banco de investimentos BTG Pactual, pedir a sua falência. O banco atendia a solicitação da família Furlan, de São Paulo, reclamando pagamentos atrasados de R$ 9 milhões por conta da compra que, em 2013, a Leader havia feito da rede de lojas Seller.

O Bazar Leader, origem da rede, no interior paulista
O Bazar Leader, origem da rede, no interior paulista

No final daquele ano, a empresa acabou pedindo recuperação extrajudicial. Em 2018, segundo diferentes comentários do mercado, a empresa manteria uma dívida entre R$ 220 milhões e R$ 1,1 bilhão. Ainda em 2018, o BTG Pactual livrou-se da empresa vendendo seu controle para a sociedade de investimentos Legion Holdings, do empresário Fabio Carvalho.

Atualização às 15:00h

Em comunicado à Janela, a Leader negou a existência da concorrência, no entanto. Diz a sua assessoria que a Leader, no momento, está sem agência de publicidade. “Nem Artplan, nem outra”.

Estará a Leader pensando em reabrir sua house-agency?

LEIA TAMBÉM NA JANELA

África Zero confirma saída da complicada conta da Leader (em 30/06/2015)

Leader segura concorrência e JTrês assume a conta (em 18/08/2015)

Rede de varejo Leader reabre concorrência (em 16/11/2015)

Leader cancela concorrência e mantém conta na Binder (em 19/01/2016)

Já é concorrência na Leader Magazine! (em 06/09/2016)

Binder leva a concorrência de Natal da Leader (em 21/09/2016)

Conta da Leader volta para a Artplan (em 05/06/2017)

Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta