Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Coruja faz operação de guerra para Nike homenagear o Flamengo

Nike - Fazendo História

Quando os torcedores rubro-negros acordaram no domingo com a ressaca da comemoração pela vitória do Flamengo na Libertadores, já foram surpreendidos, em duas empenas da Rua Mário Ribeiro, no Leblon — exatamente em frente à sede do clube –, com a homenagem que a Nike estava fazendo ao time bicampeão.

Para as peças poderem estar lá, o Grupo Coruja, empresa de OOH responsável pelo espaço, montou uma operação de guerra, envolvendo gráfica e equipe de montagem. A Nike — concorrente da Adidas, que fornece as camisas oficiais do Flamengo –, não queria ficar de fora da festa se o time carioca levasse a taça. E já deixou a autorização de veiculação e o arquivo com a arte prontos com o Grupo Coruja, condicionando a exibição, claro, à vitória brasileira.

“Assistimos o jogo não só torcendo muito por conta do Flamengo como para o trabalho ir ao ar”, brinca Rudimila Borges, diretora do Coruja.

As empenas da Nike no Leblon foram parar no Instagram do Gabigol.
As empenas da Nike no Leblon foram parar no Instagram do Gabigol.

Os dois gols em três minutos do Gabigol dispararam tanto o coração dos flamenguistas quanto da equipe da empresa. Imediatamente a gráfica M2 (antiga M2Flex) foi acionada, em plena noite de sábado, para iniciar a plotagem, enquanto a equipe de instalação das empenas ficava a postos para quando as lonas — cada uma com 7 metros de largura por 12 de altura — estivessem prontas.

O resultado é que, no próprio domingo, a fotos das empenas foram parar nas redes sociais de muitos flamenguistas, inclusive do próprio Gabigol, que repetiu a frase “Fazendo História”.

Rudimila aproveita o case do Grupo Coruja para o que ela considera uma lição ao mercado publicitário: “isso quebra o tabu de que só o OOH digital consegue ser ágil. Nós provamos que a mídia OOH em grande formato estática também consegue ter agilidade. Nós provamos isso”, defendeu a executiva.

PUBLICIDADE

Eletromidia
Eletromidia
UM_Digital. Sem medinho de trabalhar com você.
Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta