• Ampro defende que eventos não sejam suspensos no Brasil

    Alexis Pagliarini e David Uip

    A existência, confirmada nos últimos dias, de brasileiros infectados com o coronavirus não deve ser motivo para a suspensão de eventos programados para acontecer no país. A afirmação é do presidente da Associação de Marketing Promocional, Alexis Pagliarini (à esquerda, na foto), após conversa com o Dr. David Uip para o programa Ampro Live Talks, promovido pela entidade.

    Médico infectologista e coordenador do Comitê de Contingência contra o coronavírus no estado de São Paulo, David Uip garante que “até este momento, não há indicação de suspensão do planejamento de eventos ou de idas e vindas”. Ele cita inclusive que esta é a orientação oficial do Ministério da Saúde. “Quem planeja, deve continuar planejando, os eventos devem continuar, nada se modifica”, afirmou.

    De acordo com o infectologista, é preciso “tomar cuidado com decisões emocionais”. “São apenas poucos casos no país, até o momento, entre centenas de suspeitos. Se você para as atividades hoje, está se responsabilizando por parar atividades nos próximos meses, encerrando um ciclo de negócios que envolve não só o país como o mundo inteiro. Claro que a vida é prioritária, no entanto, o índice de mortalidade é muito baixo, a morbidade, ou seja, a possibilidade de o indivíduo ficar doente grave também é pequena, a grande maioria das pessoas que adquirirem o coronavírus terá manifestações clínicas semelhantes a de um processo viral como o de outras gripes”, enfatizou.

    O mercado de eventos, a própria Ampro admite, está preocupado com os efeitos do medo do coronavirus. Nos Estados Unidos, por exemplo, o SXSW, previsto para acontecer de 13 a 22 de março, já recebeu o cancelamento da participação de empresas importantes, como Facebook, Amazon, Netflix e Twitter.

    ATUALIZAÇÃO ÀS 20:00H DE 06/03.
    A organização do SXSW — evento de inovação citado acima — rendeu-se ao volume crescente de cancelamentos e decidiu não mais realizar o festival.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    seta