• Brasileiros combatem tráfico de pessoas em ação em Portugal

    Maianga para APAV

    A agência Maianga, criada pelo fotógrafo brasileiro Sérgio Guerra, em Angola e Portugal, com profissionais brasileiros na criação, botou na rua uma campanha inusitada, combatendo o tráfico de pessoas.

    O problema não é muito divulgado no Brasil, mas afeta também muitas mulheres brasileiras, que são iludidas por convites para trabalhos na Europa e na Ásia e acabam semi-escravizadas. “O primeiro passo é desconfiar”, diz a série de anúncios produzidos para a Associação Portuguesa de Apoio às Vítimas (APAV).

    Junior Lisboa, diretor de criação da Maianga e dupla da também brasileira Paula Levindo, conta que a solução criativa foi “apresentar os principais argumentos utilizados pelos criminosos para atrair e convencer as pessoas a aceitarem as suas propostas de trabalho”. Como elas são armadilhas, as palavras acabam encaminhando para imagens como gaiola e ratoeira.

    “Este ambiente de desesperança e desespero do momento de profundas dificuldades económicas que vivemos é ainda mais propício para o tráfico de pessoas”, explica o criativo, que começou sua carreira na Bahia, passou em Brasília pela DNA, Master, Ogilvy e Agnelo Pacheco e, depois de um tempo de volta na Bahia, pela Propeg, se mudou para Angola, onde começou na Maianga.

    A agência, que abriu em Portugal há quatro anos, ainda mantém seu escritório em Angola, outro em Cabo Verde e ainda em Salvador.

    Ficha Técnica:

    Campanha “Armadilhas”
    Direção de Criação e Planeamento: Júnior Lisboa
    Criação: Júnior Lisboa e Paula Levindo
    Atendimento: Saymon Nascimento e Mara Anjos
    Operações: Catarina Pereira e Inês Ramos

    PUBLICIDADE

    Tupi FM.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Discussão

    1. Virginia Adams

      Parabéns aos criativos da campanha de combate ao tráfico de pessoas, não só pelo lado solidário, quanto pela forma criativa de sinalizar que é uma armadilha! Show de bola! Tomara que ajude muita gente!

    seta