Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 30/MAI/1980
Marcia Brito & Marcio Ehrlich

 

Janela Publicitária
Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Tribuna da Imprensa.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.


Não percam amanhã, às 14,30h na TV Bandeirantes, Canal 7, o programa "Propaganda e Mercado", durante o qual Maria Alice Langoni falará sobre a mulher na mídia, os irmãos. Hélio e Márcio Ramos mostrarão o tropicalismo na propaganda brasileira, e Maurice Cohen procurara esclarecer se a propaganda aumenta ou não o preço dos produtos.

Pesquisa revela penetração de jornais.

A McCann Erickson está distribuindo em seu Informativo de Mídia o resultado de uma interessante pesquisa da Marplan sobre a penetração dos jornais nos 8 principais mercados brasileiros: São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Salvador e Recife, e que vale ser conhecida como análise de comportamento do consumidor brasileiro.
Segundo o trabalho, Brasília é o mercado brasileiro em que percentualmente mais se lê jornais: 83% dos homens e 70% das mulheres têm este hábito, enquanto que no Rio, segundo colocado, os jornais são lidos por 82% dos homens e 66% das mulheres. As cariocas, no entanto leem menos que as mineiras, cuja percentagem vai a 68%.
Curiosamente, a penetração dos jornais em São Paulo só não perde para Recife. E apenas entre os homens, já que 74% dos paulistas leem jornais para 65% dos pernambucanos. Já as mulheres recifenses batem de 54% a 51% nas mulheres paulistas em penetração de jornal.
A pesquisa também comparou a leitura de durante a semana com a de domingo. No Rio, Belo Horizonte, Brasília., Porto Alegre, Curitiba e Recife, os jornais de domingo são mais lidos que os da semana, numa média de 12% a mais entre os homens e 19% a mais entre as mulheres.
Em São Paulo e em Salvador, no entanto, a situação se inverte, e a leitura de jornais cai nos domingos, tanto entre os homens quanto entre as mulheres.
Apenas como curiosidade, vale destacar que a pacata Belo Horizonte detém a menor diferença entre as percentagens de homens e mulheres, respectivamente, de 78% e 68%. E a maior diferença fica com a progressista São Paulo, onde o índice de leitura das mulheres fica 23% abaixo do mesmo índice entre os homens. Obviamente, em termos relativos pois 51% de paulistas é muito, mas muito mais que 68 % de mineiras.

Baiano quer definição da ABAP sobre IV Congresso.

Em 1978, no 3º Congresso Brasileiro de Propaganda, o plenário votou e aprovou a realização do 4º Congresso para este ano de 1980, e em Salvador, Bahia.
Pouco tempo depois, com a justificativa de que os publicitários baianos não teriam condições de organizar o evento, e principalmente por ter o centro de convenções de Salvador se incendiado, começou-se, a postergar a data de realização do Congresso, e mais, questionar sua cidade-sede.
José Roberto Berni, diretor da agência baiana Divisão & Engenho, um dos responsáveis pela organização local do 4º Congresso, esteve recentemente no Rio, e nos deu o seguinte depoimento sobre as perspectivas de realização do mais importante evento brasileiro do nosso setor:
"Acho que é preciso acabar com esta colocação de responsabilidade da Bahia pela realização do Congresso. Se ele sai ou não sai, não é uma resposta que caiba à Bahia dar. O problema especifico é saber se o mercado publicitário brasileiro quer ou não realizar este Congresso. A ABAP – Associação Brasileira de Agências de Propaganda até agora não se manifestou favorável à realização. A ABAP não deve ter nada contra a Bahia, ou qualquer outro lugar, mas me parece que ela não quer fazer o Congresso em si. Porque, onde quer que ele venha a acontecer, um tema será inevitável: a regulamentação profissional. E a ABAP está vendo na chance de mexer na Lei nº 4.680 um precedente muito perigoso, pois ela teme que a ABA - Associação Brasileira dos Anunciantes reivindique, por exemplo, comissões menores de agências, fim da bonificação, etc.
“Mas esta situação é inevitável. Não adianta ficar fugindo do problema. Mais dia, menos dia, se terá que regulamentar a profissão de publicitário, e com isto se mexerá na legislação.
"No entanto, há um artificio jurídico, já estudado, para não se mexer na Lei. Mas se procurar alterar apenas o Decreto nº 57.690, que regulamenta a execução da Lei nº 4.680. De qualquer maneira, acho que a ABAP não pode ficar fugindo para sempre. Além do que, se a legislação brasileira for realmente irreal, ainda que prejudique as agências, ela terá que ser modificada, ainda que leve mais cinco ou dez anos.
"Por isso acho que se a ABAP conseguir agora mudar o Decreto nº 57.690 sem alterar a Lei nº 4.680, se terá dado um passo muito importante para que tão cedo a ABA não terá oportunidade de levantar o assunto novamente".

Cartas & Telegramas

Que "Propaganda e Mercado", tenha sucesso e consiga a importância e o respeito que a "Janela Publicitária" já conquistou são os votos dos seus amigos da J. W. Thompson."
• • •
"Depois do êxito na mídia impressa os votos de maior, sucesso na hora em que vocês abrem uma Janela Publicitária no vídeo pt Focus Propaganda."
• • •
Formulamos prezados amigos votos plenos êxito lançamento TV Bandeirantes (pt) Antomar Marins Casas Sendas."
• • •
De Jomar Pereira da Silva para Paulo Saad, com cópia para estes colunistas:
"Meus parabéns pela estreia do programa -Propaganda e Mercado", conduzido por Márcia Brito e Marcio Ehrlich.
O tema do programa que por si só já é bastante interessante, cresce aos olhos dos telespectadores, pela maneira adequada, com que está sendo apresentado.
O Rio estava mesmo precisando de um programa assim.

Brainstorming • Brainstorming • Brainstorming

Elos Química Industrial, fabricante dos produtos de beleza Brazão, está agora na Labor. E Elos é dirigida por Gilberto Meirelles, o mesmo diretor de marketing que elevou os produtos Superstar à liderança do mercado.
• • •
Luís Salles (ex-JVS) assume na próxima segunda-feira o cargo de supervisor de contas na SGB. Estarão sob sua supervisão as contas de Tecnilar, Inega Jeans, Eletrobrás, Café Globo entre outras.
• • •
O Jornal do Commercio do Rio de Janeiro já confirmou para de 16 a 27 de junho próximos seu 4º Seminário de Marketing e Propaganda, com a presença de vários nomes importantes do setor. No último dia, o Jornal do Comércio fará também a entrega de seus "Destaques do Ano", e da premiação "Melhores Comerciais de Televisão 1979".
• • •
João Daniel Tikhomiroff, da produtora Jodaf, nos conta exultante que já recebeu sua nova moviola italiana Preyost, com 8 pratos e duas telas. Segundo João, a moviola dá para fazer projeções simultâneas e cortes perfeitos. O aparelho custou, com a importação, taxas etc., a bagatela de 3 milhões de cruzeiros,
• • •
Quem também está eufórico é Manolo Rodrigues, gerente da Canto e Mello Propaganda, porque de maio de 79 para maio de 80 seu faturamento aumentou 110%, fazendo com que a participação da verba das Óticas Fluminense passasse, em termos reais, a nada mais que 45% do atual faturamento. Além disso, a agência agora tem telefone próprio: 2112-4359.
• • •
O redator Marcello Silva (ex­Jotaé e ex-CBBA) é o novo contratado da Artplan.
• • •
Será votado na próxima semana, na Câmara, o projeto de lei do deputado Theodorico Ferraco (PDS-ES) que proíbe a propaganda de cigarros e bebidas alcoólicas na televisão, rádio e cinema.
• • •
No próximo dia 8 de Junho, serão divulgados em Bruxelas os resultados do Clio, desta vez economicamente com a entrega dos prêmios.
• • •
A Consuma Marketing Direto, de São Paulo, foi comprada pela Ogilvy & Mather Direct Response, e com isto teve seu nome mudado para Consuma Resposta Direta.
• • •
A Sima passou a representar comercialmente a TV Baré, Canal 4, de Manaus, AM.
• • •
E a Cebecê pegou a Gazeta de Noticias, do Rio, para o restante do pais, além da Rádio Melodia, de Petrópolis.
• • •
A McCann muda seu telefone para 292-1221, enquanto a A.S. Lara, que é no mesmo prédio da McCann, muda para 240-2174.
• • •
A entrega do Prêmio Colunistas 79 foi adiado para o dia 23 de junho, às 20:00h, no Maksoud Plaza, em São Paulo.
• • •
A Empresa Brasileira de Noticias será a responsável pela próxima edição da publicação "Autoridades Brasileiras", que era editada pela extinta Agência Nacional. A tiragem de "Autoridades Brasileiras" será limitada, estando sua distribuição aos assinantes prevista para agosto. Maiores informações poderão ser obtidas no Departamento de Comercialização da EBN, no 4º andar do edifício Toufic - Setor Comercial Sul - Brasília - DF - Cep: 70300 - Tel. 223-7155, ramais 258/259.
• • •
O Paulino da San Pancrazio, da Visão, comunica que a edição da "Visão Financeira", vai mostrar onde esta o dinheiro, quanto custa, quanto pode render etcetera e tal. E avisa, também que a data da capa é dia 23/06 e o fechamento publicitário, 12/06. Agora, os preços dos anúncios, vocês têm que saber com ele pra ver quanto podem render.
• • •
Tomou posse ontem, como presidente do Conselho Diretor do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais, o ministro Reis Velloso, e o Dr. Herculano Borges da Fonseca como diretor-geral.
• • •
Está prometendo ser bastante interessante a coleção "Nosso Século" da Editora Abril. Se realmente a empresa não deixar cair o nível de produção, como aconteceu com a coleção "Todos os jogos" na qual, muito do prometido não foi cumprido, a Nosso Século poderá vir a ser um dos mais importantes lançamentos culturais do ano.
• • •
O Clube de Criação e a Valorização do Profissional do Rio de Janeiro será o tema da palestra que Carlos Martins, presidente do CCRJ dará na próxima segunda-feira, às 19,00h no núcleo de fotografias da FUNARTE. O endereço é Araujo Porto Alegre, 80.
• • •
Correção à pergunta que fizemos semana passada sobre as ligações da Denison com a Ted Bates: nós havíamos esquecido completamente que em 1975 as duas agências assinaram um acordo de representação, sem participação acionário, como nos relembrou (o que o release deveria ter feito) Sérgio Ferreira, diretor da Denison.
• • •
O Ibam está promovendo um curso de embalagens que se iniciará dia 30 de junho, estendendo-se a 4 de julho.
• • •
Se há alguma coisa gostosa no colunismo publicitário é acompanhar as promoções das grandes editoras para seus veículos. Dificilmente surgem ideias de brindes inúteis ou que desagradem. A Vecchi, por exemplo, para promover a edição Banheiros e Cozinhas da Casa e Decoração, está enviando ótimas toalhas de praia dentro de uma bolsa plástica com alça que seguramente servirá quando o verão chegar. E, em conjunto com a Fax Filmes, a Vecchi está convidando a classe publicitária para sábado, à meia-noite, assistir a pré-estréia do filme A Rosa, uma biografia da incrível cantora Janis Joplin.
• • •
A Contato passou a representar, no Rio, a exibidoras de outdoors Exibição e Colagem, de São Paulo.
• • •
O redator Haroldo Cardoso assumiu a diretoria regional de criação da GFM/Propeg em São Paulo. Haroldo vem da Propeg baiana, e foi um dos principais responsáveis pelo desempenho criativo da agência, que inclusive a levou a ganhar tantos prêmios em 1979. Haroldo é um dos mais talentosos redatores de propaganda deste país, e agora, sediado em São Paulo, poderá efetivamente melhorar o nível da criação local da agência, mas a deixará constantemente preocupada com o risco de perdê-lo.