Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 26/SET/1980
Marcia Brito & Marcio Ehrlich

 

Janela Publicitária
Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Tribuna da Imprensa.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.


Propaganda e Mercado
Barry Day, diretor internacional de criação e vice chairman da McCann-Erickson, Jens Olesen, presidente da McCann no Brasil, e George Teichholz, novo gerente da McCann no Rio, estarão, este sábado, às 13:30 horas, no programa Propaganda e Mercado, falando da recente pesquisa realizada pela McCann International, sobre a publicidade e a mulher que trabalha fora. E mais: Propaganda e Mercado vai apresentar também Diler Trindade, diretor da Diler & Ellis Propaganda e Paulo Roberto Lavrille de Carvalho, novo presidente do Sindicato de Agências do Rio e vice-presidente da Salles, contando, em interessante entrevista, o que uma agência de propaganda pequena e uma grande podem fazer por clientes de variados portes. E ainda, como uma empresa pode procurar uma agência. Não percam! A TV é Bandeirantes, naturalmente.

ABAP quer seminário para desenvolver o Rio.

O capitulo-Rio da ABAP - Associação Brasileira de Agências de Propaganda, está mantendo contato com uma série de outras entidades sediadas no Rio de Janeiro, como a ANJ - Associação Nacional de Jornais, Associação Comercial do Rio de Janeiro, Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, e Sindicato das Agências do Rio de Janeiro, além do Governo do Estado e da Prefeitura do Município, para efetivar a participação de todos como co-patrocinadores de um Seminário sobre o Desenvolvimento do Rio de Janeiro.
Segundo Clementino Fraga Neto, presidente da entidade, a ideia de se promover um Seminário sobre o Estado do Rio de Janeiro partiu de um conceito básico: "a necessidade do Estado se voltar para dentro de si mesmo, abandonando a ótica nacional e mesmo universal do fluminense, e do carioca, principalmente”, que parece ainda manter latente os sintomas de uma síndrome da Capital, quando eventos políticos e econômicos fluíam para o Estado e o Município, sem que houvesse necessidade de um esforço para canalizar fatos e acontecimentos e, consequentemente, benefícios para o Estado­Município."
Ela acredita que um seminário seria "o fato gerador de reflexões, análises e propostas dos vários setores pensantes e atuantes do Estado, para, imediatamente após, ser o disparador de um processo do "lobby" fundamental à opinião do pais em favor do Estado e do Município do Rio de Janeiro."
Este seminário, não restrito à classe publicitária, obviamente, por ser ela apenas uma pequena parte do processo econômico, teria os seguintes objetivos, de acordo com a proposta da ABAP:
1 - Criar o necessário espírito comunitário e associativo para a busca de soluções a curto, médio e longo prazo para o desenvolvimento estadual e municipal;
2 - Despertar a consciência junto ao governo, empresários, políticos e os formadores de opinião do Estado no sentido de unir esforços para o processo de aceleração econômica do Estado e do Município;
3 - Formar um acervo de sugestões e propostas práticas para o desenvolvimento do Estado e do Município dentro do processo mais aberto possível, ou seja, contribuições de todos os setores atuantes;
4 - Iniciar um processo de consolidação e mesmo de geração de lideranças empresariais e efetivas no âmbito do Estado e do Município;
5 - Iniciar de forma ordenada um processo de "lobby", principalmente econômico, no âmbito federal.
Para alcançar estes objetivos, o Seminário para o Desenvolvimento do Rio de Janeiro contaria com grandes painéis, em que Governo, empresários, políticos, jornalistas, etc., debateriam sobre temas gerais, e abrangentes, e Painéis Setoriais (work-shops), com elementos também daqueles setores para análises mais objetivas.
Até o momento, a ABAP não tem data estipulada para a realização desse Seminário que depende somente da palavra definitiva das entidades co-patrocinadoras.

Schiller terá novo encontro com publicitários cariocas.

Dentro de duas semanas as principais entidades publicitárias do Rio de Janeiro deverão apresentar ao Governo do Estado, e em particular às Secretarias da Fazenda e da Indústria e Comércio, suas sugestões para uma mais rápida solução de alguns dos problemas pelo quais vem passando o mercado publicitário do Rio de Janeiro. Esta foi a primeira conclusão do chamado "Primeiro Encontro para Análise do Mercado Publicitário do Rio de Janeiro", levado a cabo na última terça-feira na sede da Secretaria da Fazenda do Estado, com a presença de pelo menos 20 diretores de agências, de uma representante de anunciantes e de alguns de veículos (convocados às pressas no mesmo dia, graças à lembrança destes colunistas aos organizadores do encontro de que a presença deles, inicialmente não prevista, seria indispensável. Apesar de não se mostrar muito convencido de que o mercado publicitário carioca passe por alguma dificuldade especial, e que o governo do Estado pudesse auxiliar em algo o setor, Heitor Schiller, Secretario de Fazenda, se comprometeu a analisar com atenção as propostas dos publicitários.

ABP aprova novo Estatuto para modernizar estrutura.

Na última semana, em Assembleia Geral Extraordinária, atendendo à convocação publicada nos jornais, a ABP - Associação Brasileira de Propaganda aprovou seus novos Estatutos, que darão à entidade uma estrutura mais moderna e eficaz. Por exemplo, modificou-se radicalmente a composição da Diretoria eleita, que a partir da próxima gestão (que será eleita em julho de 1981) só precisara apresentar um Presidente, um Vice-Presidente um Vice-Presidente para Assuntos Profissionais, um Vice-Presidente para assuntos administrativos. Após a eleição caberá a cada um deles nomear Diretores que se responsabilizarão por setores específicos, como Cursos, Regulamentação Profissional, Secretaria, Departamento Financeiro etc. A outra grande novidade é que a partir deste novo Estatuto, a ABP passa a ser uma entidade "sem fins lucrativos", informação de que, por não constar dos Estatutos anteriores, prejudicava sensivelmente a ABP.

Definições de Cargos e Funções na Mídia (III)

Após publicarmos os Códigos e Funções de Atendimento e Criação, segundo levantamento realizado pelo Sindicato das Agências do Rio de Janeiro, apresentamos hoje a relação dos cargos da Mídia. O conjunto destas sugestões foi entregue ao Sindicato dos Publicitários dos Rio como parte dos reestudos para a nova regulamentação profissional.
- Diretor de Mídia-Chefe do Departamento de Mídia:
Dirige, coordena e supervisiona o Departamento de Mídia, traçando junto com a Diretoria da Agência a política e a filosofia operacional do Departamento.
- Supervisor de Planejamento de Mídia:
Participa do planejamento geral da Campanha, encaminha o briefing e supervisiona todo o trabalho de planejamento.
- Supervisor de Compra de Mídia:
De acordo com a filosofia traçada pelo diretor de Mídia, estabelece as premissas e efetua negociações com os veículos, visando sempre o maior retorno possível para os clientes da Agência. Supervisiona os coordenadores de Grupos de Contas.
- Planejador de Mídia:
Sugere, recomenda e coordena o levantamento de dados necessários ao plano de Mídia.
Analisa as informações de pesquisa e executa o planejamento, procurando sempre o maior atingimento ao menor custo possível. Acompanha toda a execução da Campanha.
- Coordenador de Mídia (Grupo de Contas):
Encarregado de toda rotina executiva do Departamento, sendo responsável pela emissão de estimativas, autorizações, mapas de programação, recolhimento, de material, além do acompanhamento do dia-a-dia das Contas a seu Cargo.
- Supervisor de pesquisa de Mídia:
É responsável pelo trabalho de levantamento de dados sobre os diversos meios, pelo acompanhamento e análise das pesquisas de audiência, de mercado, concorrência etc., adquiridas pela Agência.
- Assistente de Planejamento de Mídia:
Por delegação do supervisor planejamento, auxilia na elaboração do plano de Mídia.
- Assistente de Supervisão de compra:
Assiste ao supervisor, executando todas as tarefas a ele delegadas, tais como continuidade de negociações, acompanhamento interno dos trabalhos, etc.
- Assistente de Pesquisa de Mídia.
Auxilia o trabalho de levantamento e coleta de informações, analisa e qualifica as pesquisas adquiridas.
- Assistente de Coordenação de Mídia;
Assiste ao coordenador, executando as tarefas a ele delegadas, tais como seguimento das rotinas, acompanhamento e a checagem das estimativas, autorizações e mapas de programação.
- Checking:
Coordena e supervisiona todo o trabalho de controle da execução dos planos, através dos boletins fiscais, elaborando documento mensal a ser enviado aos clientes da Agência.
- Auxiliar de Checking:
Elabora os mapas de controle, checando as faturas de veículos com os boletins fiscais.

Brainstorming • Brainstorming • Brainstorming

O Grupo de Mídia do Rio de Janeiro elegeu no último dia 23 seu novo Comitê Deliberativo para o exercício outubro de 80 a setembro de 81. O novo Comitê, que tomará posse em outubro próximo está constituído por Edinaldo de Jesus (Salles) como 1º secretário; Paulo Roberto Gomes (Caio) como 2º secretário; Sônia Penteado (MPM) como 1ª tesoureira; Ulisses Santos (GFM Propeg) como 2º tesoureiro; Estanislau B. Félix (Caio) como divulgador; Maria da Conceição (MPM) como coordenadora nacional; e Kerma Toscano (CBBA) como coordenadora. Só queremos aproveitar e lembrar aos amigos do Grupo de Mídia que a função de divulgador é restrita e profissionais formados em relações públicas ou Jornalismo, mesmo (ou principalmente) dentro de uma entidade profissional. Por que não prestigiar um RP ou um Jornalista?
• • •
Aliás, foi um sucesso o jantar em comemoração ao Dia Interamericano de Relações Públicas, promovido ontem, no Clube Naval, pelo Conselho Regional de RP e a Associação dos Diplomados em Comunicação Social, ambas presididas por Lício Ramos de Araújo. Carlos Alberto Rabaça, RP da Petrobrás, foi o orador da noite narrando as conquistas e vitórias dos RPs. Estiveram presentes representantes da Federação Interamericana de Relações Públicas, enviados pela ONU e UNESCO e representantes dos ministros Said Farhat e Murilo Macedo.
• • •
A Contato, representante dos outdoors da Impacto, de Salvador, envia um vidrinho de pimenta malagueta para promover as 180 tabuletas que a citada exibidora tem naquela cidade deliciosa. Lembramos à Contato que já nos havia mandado em outra promoção um vidrinho de azeite de dendê, que quando quiser pode nos mandar o camarão, que estamos tinindo pra preparar uma moqueca.