Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 09/JAN/1987
Marcia Brito

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Campanha do Copa mostra o hotel através do tempo

Giovanni para Copacabana Palace - O Copa e o Tempo
Merece destaque o conjunto de ilustrações de Nilton Ramalho que, seguindo a linha estabelecida pela criação, começa por peças em tom sépia (1923) e termina a 4 cores (1986), enfatizando sempre a imagem do sol, que aparece em posição ascendente, determinando a constante evolução do hotel.

Enfatizando a presença do Copacabana Palace como marco arquitetônico e hoteleiro ao longo deste século, a Giovanni & Associados criou e está veiculando a campanha "O Copa e o tempo", utilizando-se das datas e dos fatos históricos do país, relacionando-os com a presença do hotel.
Segundo Rodolfo Mayer Jr., diretor de atendimento da Giovanni, o produto final da campanha responde e até já supera as expectativas em toda a sua extensão, pois "conseguimos retratar com extrema fidelidade o perfil do único hotel em todo o Brasil, capaz de se apresentar, com tão expressiva aura de sucesso ao longo de 63 anos de nossa história".
A campanha, criada por Regina Cunha e Jeovah dos Santos com direção de criação de Edmilson Vieira da Silva e Adilson Xavier, revive os anos dourados do Copa, explorando a fase áurea de seu cassino - na época, um dos mais famosos do mundo - e a passagem, pelos seus aposentos, de reis, rainhas e grandes atrizes. Os anúncios enfocam, também, como o hotel participou da vida política e cultural do Brasil, tornando-se um marco histórico da cidade. Seus criadores consideraram três anos bases: 1923 (inauguração do hotel e abertura de seu cassino); 1946 (princesinha do mar e decreto do presidente Dutra proibindo o jogo); 1954 (época áurea do cinema nacional e suicídio de Vargas) e, finalmente, 1986 (Constituinte, Cruzado e tombamento do hotel).

McCann se articula no Rio

Aparentemente tudo andava em paz na filial carioca da McCann Erickson. Ao contrário do que se imaginava, o savoir-faire do vice-presidente de Operações, Ronaldo Marques, e do vice de Criação, Fernando Leite, não segurou a insatisfação da agência com a perda de um de seus principais clientes, a Esso, que após 50 anos de casa solicitou concorrência e acabou indo para a Thompson. Além da perda da Esso, a Reynolds também decidiu transferir o atendimento da conta de Camel para a sede da McCann em São Paulo. É claro que a agência precisou remanejar alguns profissionais que trabalhavam exclusivamente para a Esso. Fernando Leite se demitiu, voltando com sua malinha para São Paulo enquanto que Ronaldo Marques esperava sua transferência para um outro escritório da McCann em algum país do Terceiro Mundo.
Mas a agência está em boas mãos, com os competentes Milton "Cebola" Mastrocessario na direção de criação, Renato Loes, na vice-presidência de atendimento que, no momento, responde pelas operações do escritório e Willy Kautz que acumula a mídia e a área administrativa.

Curtas

• A conta dos cigarros Free, que tanta expectativa causou no mercado este final de ano, já tem nova agência. Foi para a Salles. O atendimento será feito pelo Rio, por Ernani Neves, diretor de atendimento e por Kleber Nina, supervisor de atendimento da filial carioca. Pena que a criação será São Paulo, apesar da competente equipe da agência aqui no Rio.
• Com a ida de Elysio Pires para o Governo, Euler Mateus assume a direção de operações da MPM­Rio, acumulando a mesma função na sede da agência em Brasília.
• João Philippe Borges deixou a Sul-América Seguros para assumir a vice-presidência regional da Souza Cruz aqui no Rio.
• Rachel Braga, diretora de arte da CBB/A Propeg, além de ser uma grande ilustradora de capas de livros para a Editora Record, é também uma das principais artistas postais brasileiras. É dela o recente selo em homenagem a Glauber Rocha, lançado no último Fest-Rio. Rachel já entra 87 com boas novidades, pois a ECT estará exibindo seus trabalhos junto com outros cinco artistas postais em uma exposição itinerante através do Brasil. Parabéns, Rachel.
• O diretor de arte Ricardo Pio, que já trabalhou na SGB, Denison e Editora Abril acaba de ser contratado pela Emcena. Aliás, a Emcena, com esta contratação, passa a atuar também como agência de propaganda além dos serviços de assessoria de imprensa, patrocínios e agenciamentos de ingressos artísticos.
• A Davene, que está entre os patrocinadores da Fórmula 1 no Brasil, encomendou à TV UM a vinheta de sua chamada. A criação está a cargo de Uajdi Moreira que viajou a New York para, através do escritório americano de sua produtora, desenvolver um trabalho com recursos de computer design, com efeitos em terceira dimensão.
• O Clube de Criação estará realizando, no dia 27, às 19:30hs, com o apoio do jornal O Globo, Rede Globo e Promocine, a apresentação dos comerciais premiados no Festival de Cannes. Os ingressos custarão 50 pratas; e maiores informações poderão ser conseguidas com Áurea Helena pelo telefone 541-5334.
• A CGC Produções Digitais, do conhecido José Dias, contratou a dinâmica Áurea Helena para cuidar de seu atendimento e divulgação.
• Foi da Oficina de Cinema os últimos comerciais criados pela Almap - Rio para a ABECIP. Ao todo foram cinco filmes criados para serem veiculados apenas uma vez, respectivamente nos dias 27, 28, 29, 30 e 31 de dezembro (Uau!!!). Tito Teijido, diretor da Oficina de Cinema explica que "o objetivo foi despertar, através dessa caracterização, a memória emotiva dos espectadores, criada através dos meios de comunicação". Parafraseando o sábio macaco eu digo que "não precisa explicar, Tito".
• A Contemporânea vem aí, soltando suas feras e mostrando vários bumbuns para seu novo cliente, lojas Bum Bum, fabricante de biquínis, sungas, maiôs e apetrechos de verão.
• Dia 15, Ano Nacional do Turismo, José Geraldo Machado estará autografando seu livro "Turismo, uma indústria abrangente para uma cidade de serviços", no salão Ipanema do Rio Palace, às 19:00hs. Estarei lá.
• A Editora Terra, Mar & Ar já está nas bancas com uma belíssima edição especial da Revista Fluir, com reprodução traduzida da revista Lopez, considerada a bíblia do surfismo havaiano. Os leitores e publicitários adeptos do surf, wind, body boarding e demais prazeres aquáticos não podem deixar de ir nesta onda.
• Para os empresários de shows e espetáculos artísticos surge um veículo bastante interessante, o jornal Berkeley News, com dicas de empresários, artistas e cachês, enfim, tudo o que envolve o mercado de espetáculos no Brasil.
• Correspondências para Praia de Botafogo, 340, grupo RIO. Cep: 22230. Rio de Janeiro.

CARTA

Querida Márcia,
Recebi o seu comunicado de "separação" profissional. Acho bom. Assim, em vez de dois em um, agora temos um em dois.
Para inaugurar a nova Janela Publicitária, conto as novidades aqui da SGB, que não se resumem à minha presença com a faca e o abacaxi na mão.
A equipe está renovada e pronta para uma virada daquelas que eu tive a honra de vivenciar na J. Walter Thompson, liderado pelo Ivan Stoy.
Temos, além de mim, o Marcos Guedes como Supervisor de Criação e meu dupla.
Temos o João Renha e o Álvaro Magalhães formando outra dupla. Mais uma dupla, formada pelo Jaime Kopke e pela Márcia Lana. E o Joseph Coe (o Joe), que veio para segurar a barra do Merchandising, contando com o texto da escriba-revelação Yeda Raja Gabaglia Lins. Somos, portanto, oito malucos.
O Marcos veio da MPM, o Jaime e a Márcia, da Tandem (do nosso Galletti) e o Joe veio da J. Walter Thompson. A outra dupla era remanescente e crescente e foi mantida com muito gosto.
É isso. As amostras-grátis estão circulando por aí: o cartaz para o Clube de Criação sobre o debate com o pessoal do Planeta Diário e o anúncio publicado no Jornal do Clube, o Jotacê. Dê uma conferida.
A turma tá toda acesa. E, como você vê, eu também.
Um beijão pra você e boa sorte na nova coluna, do Toninho Lima

Vinhos raros chegam ao Brasil.

A Silmar Import trouxe os vinhos Tondonia, Jean Léon, Cabernet Sauvignon e Chardonnay, originários de regiões vinícolas espanholas; e da França, Beaucastel Chateauneuf-Du-Pape, Cotê­Du-Rhone Guigal, Chablis Jean Durup, os grandes Bourgogne da Maison Louis Jadot, os tastevinados do Moillard, Chateaux Palmer/ Mahler-Besse, Muscadet Sauvignon, Vouvray de Poniatowski, Pouilly Fumé e Sancerre branco de Michel Redde, Hugel da Alsácia e mais 60 chateaux de Nathaniel Johnston, além dos champagnes Krug e Charles Heidsieck. Mas os amantes do vinho que desejarem adquirir essas raridades terão de ser pacientes, pois, como explica Sylvio Rocha, diretor da Silmar Import, "os vinhos sofrem muito na viagem e por serem bastante raros e desejados havia o risco provável de serem consumidos logo em seguida à compra". No estado em que chegam aqui, diz ele, perdem um pouco de suas características tão valiosas. Daí termos decidido mantê-los em local especialmente aclimatado, descansando, até que recobrem toda a sua vitalidade, ou seja, em fevereiro. O telefone para reservas é (O11) 533-9866.
Já a Casa Prata, um dos maiores importadores e distribuidores de bebidas importadas do Brasil, está colocando no mercado o vinho italiano Frascati, um produto da Cantine de San Marco, da Toscana, Itália.
"Trata-se de um vinho leve, fresco e recomendado para ser consumido no máximo em três anos, sendo hoje o recordista de vendas nos mercados da Itália e Estados Unidos", diz Rubens Caporal, diretor da Casa Prata. Segundo Caporal, o consumo brasileiro de bebidas importadas aumentou em 70%, de janeiro a novembro de 1986, em comparação com igual período de 1985. "Entretanto, alguns produtos, como o tennessean whiskey Jack Daniel's, tiveram suas vendas ampliadas em mais de 100% nos primeiro 11 meses deste ano". A Casa Prata, que importa e distribui cerca de 30 marcas de bebidas estrangeiras, coloca 80%, de suas vendas nos supermercados, principalmente no eixo Rio-São Paulo e cidades do centro-sul do Brasil. O Frascati será vendido no Brasil em garrafas tradicionais e também meias-garrafas. A caixa com 12 unidades custará cerca de 1.650 cruzados, e pode ser reservado pelo telefone (011) 282-6011.