Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 07/AGO/1987
Marcia Brito

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Pouca criatividade para o dia do pai

Contemporânea para Sapasso: Queremos Sapasso
A originalidade da Sapasso salvou o dia do pai

Já deu para notar que este ano o dia dos pais não mereceu muitos esforços criativos por parte das agências. Tirando uma ou outra promoção interessante, como a "Pipamania" do BarraShopping, pouco resta que mereça registro.
O Rio Sul repetiu o "Beijinho, Beijinho" criado originalmente para o dia das mães e substituiu a palavra presente por pai. O Shopping da Gávea recriou o "I love Pai" que dá prêmio para a melhor frase sobre a importância do pai na vida da gente. Dejavú total.
Shopping da Gávea: I Love Pai
I Love Pai
Justiça seja feita ao belíssimo comercial criado em São Paulo pela house da C&A. Todas as cenas mostram situações diferentes passadas durante uma formatura na qual a presença de pais e filhos cria momentos de grande emoção, conseguindo prender a atenção do telespectador para a peça.
Um anúncio que apesar de simples é muito bom e dá continuidade à linha de situações inusitadas criada pela agência Contemporânea para a Sapasso. Desta vez, diversos pais executivos durante uma reunião de diretoria estão sem sapatos. O título diz "Queremos Sapasso" e o texto segue: Dia dos pais é dia dos pés. Dê Sapasso e um abraço que ele merece.

Giovanni para Série Personalidade
 

Série Personalidade tem vídeos para TV.

O comercial de lançamento da Série Personalidade, que apresenta os maiores nomes da nossa MPB em compact disc, fitas e LP, foi produzido pela Eugênio Vídeo. Na verdade, o vídeo será feito em duas versões. Para a TV Globo, a peça terá 30 segundos e será veiculada durante 26 dias. Para a Bandeirantes a duração será de 45 segundos, com duração de 75 dias. Eliakim Araujo será o apresentador da série, que entra no ar no próximo dia 11. A campanha de lançamento da Série Personalidade foi criada pela Giovanni & Associados e os vídeos foram dirigidos por Cláudio Jardim e iluminação de Antônio Bonfim.

Loja de moda cria cesta básica como promoção.

A onda de rumores sobre uma crescente recessão econômica, que marcou o primeiro semestre de 1987, fez o consumo se retrair e a área de confecção foi uma das primeiras a sentir os reflexos. As vendas caíram assustadoramente, provocando promoções prematuras para desencalhar as peças de inverno.
Com quase todo o setor liquidando de uma só vez, é necessário criar uma estratégia para atrair a atenção do consumidor e fazê-lo acreditar numa remarcação de verdade. A Cesta Básica da Moda, inspirada na cesta básica de alimentos, foi a solução que a Spryder encontrou para se colocar em evidência e reduzir o déficit do guarda-roupa das pessoas de bom gosto.
O destaque da promoção está na alteração das fachadas de suas lojas de São Paulo, onde foram instaladas imensas sacolas de lona. Elas são idênticas às pequenas, que trazem dentro os produtos em oferta, inclusive têm a mesma inscrição: "Polo Spryder Cesta Básica da Moda".
Na Cesta Básica da Moda, o cliente escolhe a mercadoria e ganha um desconto de 40% na soma total da compra Mas o mapa da mina está nas sacolas prontas. Com Cz$ 800,00 o consumidor adquire um par de tênis, uma camisa de algodão de mangas longas e um cinto. Por Cz$ 2.500,00 compra-se uma calça de lã ou veludo, um par de sapatos, uma camisa de algodão em mangas compridas e um cinto.

SGB faz campanha para imagem da Previdência.

SGB para Anapp: É esta sua atitude...Ao contrário do que ocorre em outros países, como na França e nos Estados Unidos, por exemplo, no Brasil a previdência privada é praticamente desconhecida da maioria dos trabalhadores e muito pouco utilizada pelas empresas, como forma de benefício social, além de tratar de temas que o brasileiro pouco gosta de falar: aposentadoria, invalidez e morte.
E esta é uma situação que a Anapp ­ Associação Nacional da Previdência Privada - entidade que congrega 87 empresas do setor -- pretende mudar no País. Atualmente, o número de pessoas abrangidas pelo segmento aberto pouco ultrapassa a dois milhões e quase outro tanto está no segmento fechado (planos de previdência em grupo feito por algumas empresas), quando a população economicamente ativa no País é estimada em cerca de 55 milhões. Existem cerca de dois milhões de empresas no Brasil, mas apenas 77 entidades fechadas patrocinadas por empresas privadas e outras 103 de vinculação governamental possuem planos de previdência para seus funcionários.
Entre outros benefícios, a Anapp pretende mostrar que a previdência privada é um complemento necessário e vital para o trabalhador manter um padrão mais digno de vida ao se aposentar, considerando-se que a previdência social vai lhe dar uma renda bem inferior ao salário de que dispunha enquanto estava trabalhando. E mais, que é acessível a todas as faixas sociais, pois é a própria pessoa que escolhe o seu plano, além de contar com incentivos do Imposto de Renda. Para as pessoas físicas, foi fixado o limite de Cz$ 150 mil para dedução na declaração no exercício de 1987. No caso das pessoas jurídicas, as importâncias que as empresas pagarem em favor de seus empregados são consideradas como despesas operacionais, para efeito de apuração do lucro tributável. Essas importâncias podem ser deduzidas diretamente do imposto a pagar até o limite de 5%.
Para a divulgação dessas mensagens, a Anapp contratou a SGB Publicidade e Promoções, que já está veiculando uma campanha a nível institucional, através de anúncios em jornais e revistas de todo o Pais. A campanha foi dividida em duas fases, sendo que nesta primeira está sendo enfocada a previdência privada de modo racional, de forma a torná-la conhecida, tanto para pessoas físicas como para pessoas jurídicas.
A segunda fase utilizará um apelo mais emocional, buscando sensibilizar os públicos alvos quanto aos benefícios e à importância desse tipo de investimento, de forma mais agressiva em termos de comunicação.
A campanha utilizará os veículos de comunicação de massa, tendo como suporte Relações Públicas, mala direta e eventos promocionais/institucionais, como simpósios, seminários, etc.

Giovanni cria para o Copa a feijoada da Constituinte

Contemporânea para Copacabana Palace: O Feijão e a Constituição"O Feijão e a Constituição", ou seja, "Uma revisão temática sobre as características psicossociais do mais nacional de nossos pratos" lista seis princípios básicos para a elaboração de uma feijoada bem constituída, brincando com uma Constituinte que já está "engrossando o caldo".
Usando uma série de ganchos, o anúncio faz uma sátira à situação política brasileira, associando palavras de ordem, slogans etc, ao mais puro vocabulário de nossa culinária.
Os demais princípios de uma feijoada perfeita são: "A Constituição da Feijoada", "Liberdade às margens plácidas da piscina do Copa", "Abaixo o separatismo".