Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 13/NOV/1987
Marcia Brito

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

ABAP-Rio promove o III Festival de VT.

VT Rio Búzios 1987Será realizado nos dias 11, 12 e 13 de dezembro, o III Festival de VT Publicitário, o já consagrado VT Rio/Búzios 87. Com o apoio da Rede Globo e apoio técnico da produtora Tycoon, o mais importante festival nacional de VT reunirá na onírica Pousada nas Rocas, em Búzios, os maiores profissionais de criação e produção do País. A seguir, a Janela Publicitária dá todas as dicas para ninguém ficar boiando. Todo mundo tem que participar!

A MARÉ ESTÁ PRA VT.
O III VT Rio/Búzios 87 vai colocar no mesmo barco o talento e a criatividade das agências, produtoras, anunciantes, profissionais de criação, diretores, iluminadores e produtores.
E este ano com uma grande novidade: concorrerão separadamente VTs e Cine-VTs.
Você vai mergulhar de cabeça em debates e encontros com os grandes nomes da publicidade brasileira. E vai trazer à tona novas ideias técnicas, equipamentos e efeitos especiais.
Se o seu roteiro se sobressai neste mar de comerciais que navegam, todos os dias, em nossa televisão, siga o rumo deste festival.

BEM-VINDOS A BORDO
A chegada está prevista para a tarde do dia 11, sexta-feira. E você já está convidado para o coquetel de abertura na noite deste mesmo dia
No sábado, pela manhã, em vez de ficar a ver navios, você assiste a exibição de todos os comerciais inscritos. À tarde. você já vai ver o rolo dos finalistas, com direito a um debate sobre Cine-VT com os mais consagrados produtores e criadores do País.
À noite, a grande festa de entrega dos prêmios, com exibição simultânea dos comerciais premiados.
No domingo, seu dia é livre. Você solta as amarras para curtir os ventos favoráveis de Búzios.

INSCRIÇÕES
Você pode inscrever seu comercial em VT ou Cine-VT. Mas eles vão concorrer separadamente.
No segmento VT, seu comercial deve ter, pelo menos, 50% do tempo total de exibição originalmente produzido em equipamento de vídeo-tape.
No caso de Cine-VT, é importante que parte ou totalidade de suas imagens, captadas em equipamentos cinematográficos, tenha a finalização em vídeo-tape.
Em ambos os segmentos, só podem concorrer os trabalhos produzidos por empresa sediada no Brasil, durante o período de 19 de outubro de 1986 a 31 de outubro de 1987, e que já tenham sido veiculados comercialmente, no Brasil ou no exterior, através da televisão.

CATEGORIAS PARA TRABALHOS ISOLADOS
A seguir as categorias, tanto para VT como para Cine-VT, com os respectivos números de código que você deverá utilizar no preenchimento de sua ficha de inscrição.
01. Agropecuária (produtos, comércio e serviços).
02. Alimentação (produtos, comércio e serviços).
03. Bebidas Alcoólicas (produtos e comércio).
04. Bebidas Não Alcoólicas (produtos e comércio).
05. Brinquedos (produtos e comércio).
06. Cadeias de Varejo de Eletrodomésticos.
07. Cigarros e Tabaco (produtos e comércio).
08. Comunicação, Cultura e Educação (produtos e serviços).
09. Decoração e Produtos para o Lar (eletrodomésticos, móveis, acabamentos, utensílios, etc.).
10. Foto, Cine e Ótica (produtos­ comércio e serviços).
11. Imobiliário.
12. Limpeza e Higiene (produtos, comércio e serviços).
13. Lojas de Departamentos e Shopping Centers.
14. Medicamentos e Beleza (produtos, comércio e serviços).
15. Moda, Vestuário e Têxteis (produtos, comércio e serviços).
16. Pequeno Varejo.
17. Político-Eleitoral e Comunicação de Governo.
18. Supermercados
19. Transportes (veículos pessoais e profissionais, comércio, serviços e produtos afins).
20. Turismo e Lazer.
21. Uso Pessoal (produtos e comércio).
22. Vinhetas e Chamadas.
23. Serviços (comerciais, financeiros, médicos).
24. Serviços Públicos e Comunitários.
25. Diversos (que não se encaixem nas categorias anteriores).

CATEGORIA PARA CAMPANHAS
As séries de comerciais com o mínimo de 3 e o máximo de 7 peças. sejam qual for o produto, serviço ou anunciante concorrerão na categoria Campanhas (Código 26):

PREMIAÇÃO
• Grande Traineira de VT Publicitário (Prêmio Rogério Steinberg) ao melhor VT do festival.
• Grande Traineira de Cine-VT Publicitário para o melhor trabalho em Cine-VT.
• Grande Traineira de Campanha em VT para a melhor campanha em VT.
• Grande Traineira de Campanha em Cine-VT (Prêmio Rede Globo de Televisão) para a melhor campanha deste segmento.
• Traineira de Ouro ao melhor de cada categoria nos dois segmentos.
• Diplomas de finalistas a todos os trabalhos que ultrapassarem a fase de pré-seleção do festival.
• Grande Prêmio de Produtora.
À produtora que tiver o maior número de trabalhos considerados finalistas em todas as categorias de ambos os segmentos.
• Grande Prêmio de Agência.
A Agência de Propaganda que tiver o maior número de trabalhos considerados como finalistas em todas as categorias de ambos os segmentos.

PRÊMIOS ESPECIAIS
O júri ainda poderá conceder prêmios especiais aos trabalhos que, a seu critério, sejam merecedores dos seguintes destaques técnicos:
• Melhor Direção
• Melhor Edição
• Melhor Trilha
• Melhor Fotografia em VT
• Melhor Fotografia em Cine-VT
• Melhor Produção
• Melhor Efeito Especial
• Melhor Efeito Eletrônico
• Melhor Interpretação
• Melhor Direção de Arte
• Melhor Cenografia
• Melhor Maquiagem
• Melhor Casting

COMO PREPARAR SEU MATERIAL
Para serem aceitos, os trabalhos deverão atender aos seguintes requisitos:
• Trabalhos Isolados: uma cópia para cada trabalho, gravada no formato U-Matic, no sistema de cor Pal-M, com uma etiqueta na parte externa e frontal do cassete, indicando claramente o título do trabalho, o nome da agência, o nome da produtora, a secundagem, o segmento e a categoria a que concorre.
• Campanhas: um cassete no formato U-Matic para cada campanha, sendo que, todos os comerciais da campanha devem estar gravados em sequencia, sem claquetes intermediárias, no sistema de cor Pal-M, e com uma etiqueta na parte externa do cassete, indicando claramente o título da campanha, o título de cada um dos comerciais e sua secundagem, o nome da agência, o nome da produtora, o segmento e a categoria a que concorre.
• Mesmo no caso de um comercial participante de uma campanha também ser inscrito como trabalho isolado, deverá ser igualmente fornecida uma cópia à parte, de acordo com as determinações do item "Trabalhos Isolados".
• Os trabalhos concorrentes deverão ser entregues até as 18h do dia 30 de novembro de 1987, nos escritórios dos capítulos regionais da Abap ou na sede da Abap-Rio, na Praia de Botafogo, 210, sala 806, no Rio de Janeiro, acompanhados das respectivas Fichas Técnicas, do Formulário de Inscrição, da relação datilografada dos trabalhos inscritos e do pagamento correspondente, em cheque nominal à Associação Brasileira de Agências de Propaganda-Rio.

TAXAS DE INSCRIÇÃO POR TRABALHO INDIVIDUAL OU CAMPANHA
• Para apenas 1 trabalho isolado: 06 OTNs.
• De 2 a 5 trabalhos isolados: 05 OTNs para cada trabalho.
• Acima de 6 trabalhos isolados: 04 OTNs para cada trabalho.
• Campanha com o mínimo de 3 e o máximo de 7 peças: 07 OTNs para cada campanha.
O pagamento deverá ser feito em cheque nominal à Associação Brasileira de Agências de Propaganda-Rio.

TRIPULAÇÃO DE DELEGADOS
Mesmo que você não tenha nenhuma peça para inscrever, você poderá participar de todos os eventos programados pela organização do festival, como exibição dos VTs e Cine-VTs concorrentes e solenidades.
Para isso, você tem até o dia 10 de dezembro para se inscrever como Delegado; emitindo um cheque nominal à Associação Brasileira de Agências de Propaganda-Rio, no valor de Cz$ 1.500,00 (hum mil e quinhentos cruzados).

Brainstorming • Brainstorming • Brainstorming

• W/CGK NO RIO
Os empresários da propaganda carioca podem dormir em paz, por enquanto, pois Washington Olivetto, em conversa com esta colunista negou que esteja implantando a filial carioca de sua W/GGK sob a direção do conhecido, mas já aposentado profissional Edeson Coelho, conforme saiu publicado na coluna do Zózimo. Olivetto, porém, não descarta a possibilidade de concretizar a W/GGK no Rio. "Por enquanto, afirmou Olivetto, ainda não temos clientes cariocas suficientes que justifiquem tal investimento, pois a Swissair, cuja sede é no Rio, está sendo atendida por SP e a Roche, outro cliente nosso, está se transferindo agora para SP. Portanto, apesar do mercado do Rio ser um dos meus sonhos, ainda temos muito o que conquistar por aqui mesmo,

• MPM FICA COM CODISEG
Em concorrência da qual participaram sete agências, entre elas a Talent, Salles, Standard e SGB, a MPM foi escolhida pelo Codiseg - Comitê de Divulgação Institucional do Seguro para ser a agência responsável pela implantação de uma política de marketing institucional para a indústria brasileira de seguro.

• THOMPSON BRINDANDO
Comemorando a conquista da conta da Skol, a Thompson está enviando para todos os seus públicos uma latinha de cerveja com um mini folheto que diz: "A gente estava seco para contar esta novidade para você". Uma peça promocional muito criativa e oportuna

• KIBON NA GTM&C
Eloy Simões, Diretor de criação da GTM&C nos informou que a Sorvetes e Picolés Kibon-Sorvane, marca líder no Norte e Nordeste do País, e uma das maiores contas de publicidade da região acabam de entregar sua conta para a GTM&C, que a atenderá através de sua filial de Recife. Para quem não sabe, a GTM&G tem uma longa vivência nordestina, pois desde 1977 atende a conta dos sucos Maguary, além de ter sido a criadora do Festival da Moda em Fortaleza, hoje o segundo mais importante evento de moda do País.

• ELEIÇÕES DIRETAS PARA MÍDIAS E CONTATOS
O Grupo de Mídia e a Associação dos Contatos de Veículos estarão realizando no próximo dia 17, das 9:00 às 17:00 h. na sede da ABP, a eleição direta para escolha do contato e do mídia do ano. A forma de votação não poderia ser a mais democrática possível. O contato vota no mídia e o mídia vota no contato.

• JANELA COMUNICATIVA
As informações para a Janela devem ser enviadas para a Praia de Botafogo, 340 - grupo 210. Rio de Janeiro.

• STANDARD DISCUTE CRISE
Bill Phillips, Chairman of the Ogilvy Group esteve falando esta semana para convidados da agência sobre um tema já bastante discutido no mercado: "E possível tornar uma crise em bom negócio?" Para Bill, apesar de que a situação no Brasil é séria e desesperadora, a comunicação pode ajudar em muito as empresas a aproveitarem oportunidades e se beneficiarem com a crise. Ele lembrou que não é a primeira vez que nosso País está em situação difícil. Isto porque talvez ele não saiba que nosso País sempre esteve de maneira geral, em situação difícil, portanto, o trabalho de conscientização a empresários e ao governo sobre estratégias de "comunicação de crise", aqui, deve ser permanente.