Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 04/NOV/1994
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Rock vai unir esforços de mega-empresas

A Souza Cruz confirmou ontem que o conjunto Rolling Stones será a atração principal de seu próximo Hollywood Rock, que, no Rio de Janeiro, acontecerá dias 2 e 4 de fevereiro de 1995.
Com a vinda do mega-conjunto, será montado um esquema promocional que poucas vezes foi visto no Brasil, envolvendo, além da Souza Cruz, a Volkswagen, a Shell, a Mesbla e mais uma empresa que ainda está em negociações, de acordo com informações de Martha Bartholomeu, diretora da Promoter, responsável pela organização do evento.
O total dos investimentos é uma informação que, fora dos envolvidos, dificilmente alguém terá acesso. Mas Flávio de Andrade, diretor de marketing da Souza Cruz já avaliou que deve ser o dobro dos Hollywood Rocks normais, apenas pelo envolvimento dos Stones.
A Volkswagen entra no evento por já ser a patrocinadora da turnê do Rolling Stones na Europa e ter decidido ampliar o patrocínio também para o Brasil. Ela terá direito a merchandising no show e em todas as ações ligadas. A Mesbla e a Shell entrarão fornecendo os pontos de vendas em todo o Brasil para os ingressos.
Mas a Shell não se restringirá a esta participação. Bruno Motta, gerente de marketing da empresa, adiantou a esta coluna que pretende aproveitar ao máximo a oportunidade, desencadeando nacionalmente diversas ações promocionais e de merchandising ligadas ao Hollywood Rock e à vinda dos Stones. Assim como fazem com a Fórmula I, da qual também participa, a Shell imagina que poderá fazer promoções de sorteios com seus consumidores, dando como prêmio a vinda ao Rio para o show, incluindo passagem e hospedagem. Estas ações estão sendo decididas este mês pela área de postos de serviços da Shell, que vai adequá-las às diferentes necessidades da empresa nas diversas regiões brasileiras.

Marcio Ehrlich - Cartum: A Operação Rio
N.R. (2015): O assunto do momento no Rio era a "Operação Rio", como foi chamada, em 1994, a ocupação que o Exército brasileiro fez em diversas favelas da cidade.

Mesbla tem prejuízo mesmo tendo mudado de agência

Deu no Jornal do Brasil esta semana para quem quiser ler: a Mesbla teve uma brutal queda de vendas - principalmente a partir do 2º semestre - e dificilmente fechará 1994 no azul.
Curiosamente, o período em que a conta mudou de mãos, deixando a Young e entrando para o DM9.
Mas a coluna não está querendo, de forma alguma, crucificar a agência de Nizan Guanaes. Nem poderia, porque as campanhas feitas por ela para a Mesbla têm sido muito divertidas e de excelente nível de realização.
Mas este colunista achou que era uma boa oportunidade para lembrar o quanto a imprensa foi injusta com a Young na época em que se noticiou a perda da conta, explicada como tendo sido por uma "falta de criatividade que resultou em maus resultados para a Mesbla em 1993.
É claro que é peso demais para qualquer agência de propaganda alguém achar que ela pode ser a grande responsável pelo sucesso ou fracasso de marketing de qualquer rede de varejo. Se apenas um comercial substituísse todo um conjunto de ações de que se compõe um bom planejamento de marketing, melhor fariam os criadores se largassem seus teclados de computador para abrir cada um uma loja.
Os profissionais de marketing, responsáveis por grandes contas anunciantes, deveriam pensar um pouco mais nesta história, antes de novamente permitirem a imprensa - principalmente a não especializada - de usarem suas agências de propaganda como bodes expiatórios para seus próprios problemas.

Bridge cria para Esso promoção no N-NE

Imagine você dirigindo pela rua e começar a notar, no negro do asfalto, pegadas de tigre?
Essa sensação terão os motoristas de 14 praças das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste que se depararem com a promoção "Siga a Trilha", desenvolvida pela Bridge-Rio para a Esso.
As pegadas do tigre invariavelmente levarão os curiosos a postos de serviço Esso, onde, quem abastecer com 25 litros de combustível ou 3 de óleo concorrerá a carros Peugeot e Suzuki, além de 100 assinaturas de 12 jornais da região, que se associaram à promoção criada por Ricardo Galletti, diretor de criação da Bridge-Rio e pelo diretor de arte Adhemar Campos.
A verba da promoção será de US$ 1 milhão, com todas as peças promocionais de praxe. Em mídia, além de anúncios nos jornais participantes, apenas spots de rádio.

Aroldo Araujo - Manifesto Otimista
Anúncio veiculado pela agência Aroldo Araujo ao lado da Janela.

MKTMIX MKTMIX

• MELHORES DO RIO - A ABP já marcou para o dia 6 de dezembro próximo a Festa da Propaganda, na qual são homenageados os Destaques do Ano, aqueles profissionais que a diretoria da entidade escolhe a partir de sugestões do mercado. As planilhas para votação foram distribuídas, dando à ABP o prazo de 10 de novembro próximo para a sua devolução.
• PRIVATIZA OU NÃO? ­ O BNDES escolheu as agências Contemporânea, DPZ e Denison para prosseguir com a campanha de Desestatização. Só vai ficar faltando o governo prosseguir com a Desestatização...
• LUTO - Este colunista se associa à equipe do Ibope na tristeza pela perda de Paulo de Tarso Montenegro, esta semana. Deve-se ao sempre bem humorado Paulo a virada na história do Ibope que transformou o instituto no mega-grupo que é hoje, tocado com maestria por seu filho Carlos Augusto.
• PARABÉNS PRA VOCÊ - A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado. Dia 05: Geraldo Alonso Filho (Norton); Dia 08: Fernando Barbosa Lima (TV Manchete); Dia 09 - Paulo Giovanni (Giovanni); Dia 10: Carlos Henrique (Giovanni).
• CARTAS - As correspondências para a Janela devem ser enviadas para a Praia de Botafogo, 340 grupo 210, CEP 22250-040, Rio - RJ.