Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 16/DEZ/1994
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

GR.3 cresce no Rio depois da fusão

O escritório carioca da GR.3, surgido da fusão entre a BR.3 e a Grottera-Rio, vai fechar 1994 com um faturamento em torno de US$ 14 milhões de dólares, representando um crescimento de 40% sobre a sua projeção inicial para este primeiro ano em conjunto.
De acordo com Gustavo Bastos, diretor da GR.3-Rio, o número é resultado não só de um aumento de volume na verba dos clientes antigos como da conquista de vários novos clientes, que lhe permitem projetar inclusive um crescimento percentual ainda maior para 1995.
As mais recentes aquisições da agência, por exemplo, são os Cartões Nacional Visa especiais do Grupo Renasce (BarraShopping, Morumbi Shopping e BH Shopping) e do jornal Estado de São Paulo, que juntos darão à GR.3 um acréscimo de US$ 3,5 milhões nos números do próximo ano.
Na área de criação, também, a agência investiu, revivendo uma das melhores duplas dos últimos anos no mercado do Rio: Ernani "Naninho" Gouveia e Guaraci Fraga. E foi contratado um criador, vindo da Caio, que Gustavo Bastos considera um dos melhores novos talentos do Rio: Marcos Bassini.
Como reconhecimento à equipe, inclusive, a diretoria da GR.3 criou um plano de incentivo trimestral no qual todos os atuais 45 funcionários participam do crescimento da receita, independentemente do lucro. No primeiro trimestre de sua implantação, encerrado em setembro, ele já contemplou os funcionários com 1/2 salário, correspondente a um crescimento da receita da ordem de 18%.
No total, a GR.3 contabiliza a conquista de 11 novas contas em 1994, entre as quais a linha de higiene Aroma do Campo, Hotéis Portobello e Portogallo, Trem de Prata, Amsterdam Sauer, Sistema Globo de Rádio, Leite Campo Bello e Polygram. Na carteira da agência estão ainda o Consórcio Mesbla, os jeans Inega, o Banco Porto Real e a rede de varejo Ultralar & Lazer.

Estado atrasa pagamento e coloca agências em risco

Quatro agências de propaganda cariocas estão correndo o risco de ver seu resultado de 1994 seriamente prejudicado: Ferrari, JG, Leão Ramos e Pubblicità & Esquire, as principais credoras da dívida do Governo do Estado do Rio de Janeiro com suas agências, e que já beira a casa dos US$ 17 milhões.
Campanhas como do Banerj, da Turisrio e até da gigantesca promoção da Nota Fiscal - que teve a participação de Pelé - estão no rol das pendências, que só não foi maior porque as demais agências do grupo escolhido por Leonel Brizola tiveram pouca participação na mídia governamental do Estado nos últimos meses. O "pool" inicial contava com a presença também das agências Caio, Denison-Rio, Expressão e Premium. A Expressão, porém, ao ser comprada pela Young & Rubicam, neste segundo semestre, desligou-se do Governo do Estado.

Valdir Siqueira assume presidência da Fenapro

O diretor da V&S Comunicação, o publicitário Valdir Siqueira, nascido paulista mas carioca por opção, tomou posse quarta-feira à noite como o novo presidente da Federação Nacional das Agências de Propaganda-Fenapro, em solenidade realizada na sede da entidade.
Os demais integrantes da diretoria são Vice-Presidentes: Antônio Freitas (Master-PR); Tesoureiro: Amador Bueno de Camargo (Y&R­SP); Assuntos Éticos: Hugo Brockes (OM&B-GO); Relações Governamentais: Ricardo Pereira (DPZ-DF); Relações Inter­Associativas: Sérgio Braga (Nova Fronteira-MS); Planejamento e Desenvolvimento: Carlos Monteiro (CM-MG); Secretário: Luiz Oscar Lopes (Professa-RJ).

Marcio Ehrlich - Cartum: Estado deve R$ 15 milhões a agências de publicidade

Jobim, um garoto propaganda para ninguém botar defeito

A morte de Tom Jobim privou também a publicidade brasileira de um de seus melhores garotos propaganda.
Jobim, um verdadeiro gênio da nossa cultura, não tinha o menor preconceito contra ganhar dinheiro fazendo publicidade. Participou de dezenas de comerciais, vendendo - e bem - desde imóveis a refrigerantes. Este ano, inclusive, deu ao mercado o prazer de sua presença na festa do Prêmio Colunistas, como padrinho da Giovanni e agraciado com o título de Carioca da Gema.
Mas a morte do compositor acabou deixando algumas agências órfãs. Uma delas foi a Cult, que acabou envolvida em um episódio pitoresco, que - sem desrespeito à memória do Tom - merece ser contado.
O diretor da Cult, Arnaldo Cardoso Pires, há meses vinha tentando vender para a Prefeitura de Niterói um comercial com Jobim passeando pelas areias de Icaraí, comentando a beleza que era a vista do Rio do outro lado da baía.
A produção já estava toda armada para quando pudesse filmar. O diretor seria Ronaldo Uzeda. da Tec Cine.
Mas ora o cliente não achava oportuno, ora não se conseguia fechar orçamento e datas com Tom Jobim. Quando parecia que o comercial ia sair, Ronaldo e Arnaldo se preparavam todos e tudo voltava atrás.
Com todas as idas e vindas, porém. Arnaldo não desistia da ideia.
Finalmente no começo deste mês, tudo foi fechado. O cliente topou, Tom Jobim topou. A produção podia tocar tudo pra frente.
Chega a quinta-feira, logo de manhã, Arnaldo empolgado recebe um telefonema do Ronaldo, que sem mais explicações dispara: "O Tom Jobim morreu".
Arnaldo, desavisado, não teve dúvidas: era mais um problema pro Tom gravar o tal comercial. E não quis nem saber, respondendo imediatamente: "Morreu coisa nenhuma. Pode ligar de novo pra ele que esse comercial tem que sair de qualquer jeito".
Claro que não saiu. E a publicidade brasileira perdeu mais um comercial para incluir no rolo do inesquecível Tom.

MKTMIX MKTMIX

• PARABÉNS PRA VOCÊ ­ A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado. Dia 18: Nádia Rebouças (Oficina); Dia 20: Marcos Silveira (Young & Rubicam); Dia 21: Ricardo Guinsburg (McCann).
• FESTA DA PROMOÇÃO - Está com o sucesso garantido à festa do dia 20 de dezembro das agências e profissionais cariocas premiados no XIII Prêmio Promoção Brasil, no Mistura Fina. Estarão lá recebendo prêmios a Profissional de Propaganda do Ano, Marta Bartholomeu, e as agências Agência da Casa, Animus, BM&A, Casa da Criação, Cláudio Carvalho, Contemporânea, CPM, Cult, Fama, L&M, McCann Erickson, Mental Mark, Multinational, New Business, Unità e Young & Rubicam. As reservas podem ser feitas com Marcia Brito, pelos telefones 286-2515 ou 552-4141.
• É SODA - Foi mais um achado da W/Brasil o slogan da nova campanha da Soda Limonada Antarctica: "Sede é Soda". Para o público jovem, a que o produto se destina, a mensagem é bastante pertinente.
• NOVAS CATEGORIAS ­ Este ano, no Prêmio Colunistas­Rio, teremos duas novas categorias, que prometem ser bastante concorridas: categoria "Dó" e categoria "Passarinho quis pousar não deu voou".
N.R.(2015): A coluna ironizou várias agências terem tido a mesma ideia para homenagear a morte de Jobim.
• CARTAS - As correspondência as para a Janela devem ser enviadas para a Praia de Botafogo, 340 grupo 210, CEP 22250-040, Rio - RJ.

GR.3 para Maria Alice Langoni: Agência do Ano
Anúncio da GR.3 em homenagem a Maria Alice Langoni.