Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 03/JAN/1997
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

BNDES vai reunir agências para verba de R$ 17 milhões

Será esta segunda-feira, às 15 horas, a entrega das propostas da concorrência do BNDES, que costuma atrair muitas agências do mercado carioca, já que a sede de empresa é no Rio de Janeiro.
O BNDES dividiu sua conta em 3 partes, licitadas separadamente. A conta "A", no valor de R 4,5 milhões, cuidará da área institucional do banco e dos projetos como Finame. A conta "B", de R$ 5 milhões, diz respeito ao Programa Nacional de Desestatização. Mas o filé mesmo é a conta "C", que tem como único objetivo a criação de uma campanha para sensibilizar a população para a importância da desestatização da Vale do Rio Doce. A verba desta dificil tarefa é nada menos que R$ 7 milhões.

MKTMIX MKTMIX

• PARABÉNS PRA VOCÊ - A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado: Dia 04: Yasmin Xavier (Secretaria da Giovanni); Dia 05: Mari Wilner (Mídia da Pubblicità); Dia 06: Carlos Manga (Diretor); Dia 07: José Guilherme Vereza (Diretor de Criação da V&S); Dia 08: Márcia Ramalho (Fotógrafa), Roberto Leal (Presidente da J. W. Thompson); Dia 09: Roberto Bahiense (Presidente da Pubblicità).
• NOVAS NO GLOBO - O setor comercial está sofrendo mudanças, a partir da decisão de Júlio César Santos de deixar a empresa, após 20 anos, onde ocupava a superintendência comercial. Agora, este cargo fica extinto, passando os seis gerentes da área a se reportarem diretamente a José Padilha, o diretor de Mercado do jornal.
• MAMADA PREMIADA ­ O único comercial brasileiro premiado em Londres foi da Merit, para o Leite Melk. No filme, um homem sozinho assiste em casa pela TV um baile de Carnaval com várias mulheres de seios nus. De repente ele se levanta, vai até a cozinha, abre a geladeira e começa a tomar o Leite Melk pelo biquinho da embalagem.
• MARKETING BEST - A organização da festa do Marketing Best que ocorreu no Jockey foi da Unimarket, empresa dirigida por José Grossi. Neste evento, a Dinâmica de Comunicação foi responsável pela parte receptiva, com o fornecimento, treinamento e supervisão do trabalho das 10 modelos que ajudaram a embelezar a festa.
• ÁLBUM DE VIAGEM - Roberto Bahiense comemora seu aniversário no próximo dia 9 com o vernissage de sua exposição de fotografias ‘‘Tout Droit”, produzidas a partir de viagens internacionais. Será na Livraria da Travessa, que fica na Rua Visconde de Pirajá, 462-A.
• NO CONDADO - Maria Lúcia Figueiredo de Carvalho é a nova coordenadora de publicidade da Prefeitura. Resta saber se ela terá o que fazer, se o novo prefeito aceitar os conselhos que lhe deixou César Maia. A 59ª recomendação de Maia a Conde foi que "continue minimizando gastos de publicidade”.
• CONTA BANCARIA - A Década, agência de Pedro Nonato, conquistou a conta do Banco Cédula, instituição especializada em crédito direto ao consumidor, com 13 lojas no Rio e Grande Rio.
• AS ÁGUAS ROLARAM ­ Voltou para a Publicis Norton a conta das águas Perrier, que estavam na Contemporânea.
• CARTAS - Correspondências para a Janela devem ser enviadas até 4ª feira para a Praia de Botafogo, 340 grupo 210, CEP 22250-040, Rio - RJ. Ou por e-mail para: ehrlich@pobox.com. A Janela também tem a sua versão on-line, encontrada em web.cip.com.br/ehrlich/janela.htm.

Lembrando ainda as principais notícias de 96

Continuando a retrospectiva de 1996, vocês ficam com o resumo do que a coluna publicou de mais significativo durante o segundo semestre.
JULHO
• José Blanco deixa a direção da Thompson no Rio para assumir a presidência do escritório da agência em Santiago do Chile.
• A conta do Bob 's vai para a Chris Colombo.
• A Grottera decide que em agosto fecha o seu escritório no Rio, desestimulada pela perda da conta do jornal O Globo para a Giovanni.
• Entram no ciberespaço o site da Janela Publicitária e o site Globo On, do jornal O Globo.
• E eleita a nova diretoria do Sindicato dos Publicitários do Rio, com Cleverson Valadão na presidência.
• Antônio Servolo se afasta da Choros para entrar no Sistema Globo de Rádio. Na produtora assume a direção geral Edeson Campos.
AGOSTO
• Marcelo Giannini assume como diretor de arte na Salles­Rio.
• O redator Sérgio de Paula, com o fim da Grottera, se junta a Marcos Silveira na Doctor.
• A D+W pega a conta da W. Shock, varejo de eletrônicos e importados.
SETEMBRO
• Carlos "Russo" Di Célio assume a direção de criação da GR.3, no lugar de Ernani Gouveia, que foi para a Caio ocupar a vaga deixada pela ida de Eduardo Corrêa para a Propeg.
• A Zapt pega a conta da Data Control para o Rio de Janeiro.
• Maria Alice Langoni deixa a sociedade na GR.3.
• Delano D'Ávila deixa a criação da Norton-Rio.
• A Contemporânea perde a conta da DuLoren, que vai para a Doctor de Marcos Silveira e Sérgio de Paula. E Sérgio Pavan deixa a direção executiva da Contemporânea.
• O estúdio fotográfico carioca Diapositivo, do Ricardo Elkind, é escolhido o Estúdio do Ano do Prêmio Produção Brasil.
OUTUBRO
• A Zapt, com Paulo de Tarso na vice-presidência de criação, pega as contas das Óticas Ponto de Vista e do shopping Top Iguaçu.
• A Luz reconquista a conta do IBEU e a Doctor a do colégio CEL.
• No Prêmio Promoção Rio, o Barrashopping foi escolhido o Cliente do Ano, a Artplan a Empresa de Promoções do Ano e a Tátil a Empresa de Design do Ano. O título de Empresário de Marketing Promocional foi para Alexandre Accioly Rocha, da Quatro A e o de Profissional para Péricles de Barros, do Globo.
• Carlos Campana deixou a V&S e poucos dias depois assumiu na Caio como diretor de atendimento.
NOVEMBRO
• Johnny Ferrari volta de São Paulo para assumir a direção de criação da Norton-Rio.
• A Propeg inaugura seu escritório no Rio e se desvincula da associação que mantinha com a agência Cláudio Carvalho.
• Marcelo Giannini assume a direção de criação da Salles-Rio.
DEZEMBRO
• Ricardo Galletti deixa a direção de criação da Cult para trabalhar por conta própria, em casa. Na agência Andrea Lobato e Igor Broseghini, supervisores de criação, ficam cuidando da área. E na agência entrou Aías Lopes, como diretor de operações.
• A Standard vence a concorrência da Sul América Seguros, que era atendida pela Norton.
• Anthony Talbot deixa a Contemporânea, onde dirigia um grupo de contas, para ser sócio da Doctor.
• Ronaldo Conde deixa a direção de criação da Pubblicità para assumir na V&S uma função dupla de novos negócios e criação. Junto com ele entrou na agência a conta do jornal O Dia, cuja primeira campanha já foi criada pelo próprio Ronaldo.