Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 14/JUL/2000
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Volta da Inquisição?
Igreja ameaça processar quem usar imagem de Cristo sem autorização
Até parece que já estão resolvidos todos os problemas sociais e políticos do Brasil com que a Igreja Católica em tempos saudosos se envolvia. Tanto que, nas últimas semanas, a Igreja Católica pôde se dedicar a uma polêmica, ao que parece, fundamental para o futuro do catolicismo: o uso abusivo que, segundo D. Eugênio Salles, muitas agências de publicidade estão fazendo da imagem da estátua do Cristo Redentor, cujos direitos, garante ele, pertencem à Igreja.
Tal como em tempos mais tenebrosos, a Igreja Católica ameaçou mandar para a fogueira – desta vez, ao menos, dos tribunais de justiça- as agências de publicidade que decidissem publicar anúncios com a imagem da estátua sem antes pedirem a aprovação formal da autoridade religiosa.
Para o mercado publicitário, a notícia foi interpretada exatamente sem meias-palavras: as lideranças da Igreja Católica no Rio de Janeiro resolveram decretar a volta da censura prévia, da mesma forma que os militares exigiam aprovar livros e músicas para uma pretensa defesa dos símbolos nacionais.
Uma das questões mais discutidas pelos publicitários é se a estátua do Cristo Redentor é uma imagem religiosa ou um símbolo do Rio de Janeiro. "O Cristo Redentor é um Pão de Açúcar" declarou Marcos Silveira, da agência Doctor, que já recebeu uma vez o protesto da Igreja por utilizar a imagem da estátua em um anúncio da DuLoren. Silveira chega a propor que se a Igreja insistir com a tese, uma solução é "os cariocas fazerem uma vaquinha para comprar a estátua da Igreja e doar para a cidade do Rio de Janeiro.
Curiosidade, nenhuma entidade ligada à criação publicitária se manifestou com protesto à censura da Igreja. A reação oficial veio da Abap-Associação Brasileira de Agências de Publicidade , cujo presidente do capítulo Rio, Arnaldo Cardoso Pires, considerou a atitude da Igreja Católica como "um absurdo completo". Para Arnaldo, o Cristo Redentor é claramente um símbolo carioca e apenas por esta razão é usado na publicidade. "Não é o Cristo na cruz que a publicidade usa e sim uma estátua que ganhou importância porque está integrada ao Corcovado e à natureza exuberante do Rio de Janeiro", lembra ele.
Diz Cardoso Pires que a Abap-Rio não vai admitir qualquer espécie de censura prévia a suas agências, e já enviou consulta à Abap nacional para saber que garantias legais o mercado pode ter para continuar livremente. A entidade, aliás está se manifestando contra esta e outras tentativas de censura que, comenta o presidente da Abap-Rio, estão surgindo numa onda realmente preocupante para o mercado. "As pessoas esquecem que se não houvessem propaganda não haveria a TV e o rádio livres como são "lembra Arnaldo, que ainda pergunta: "O que é pior para o Brasil: propaganda de cigarro ou de mau político, da qual o Brasil está cheio e ainda por cima com horário gratuito?
Apesar de não acreditar que a ameaça da Igreja vá intimidar os criadores, Arnaldo lamenta que a atitude possa assustar os clientes, gerando neles a dúvida na hora de aprovar um anúncio que utilize a estátua do Cristo Redentor. Como na época dos militares, a censura é mais danosa ainda que a imposta.

Gorodicht convoca eleições para o GAP-Rio
O atual presidente do GAP-Grupo de Atendimento e Planejamento do Rio de Janeiro, Marcelo Gorodicht, está convocando os profissionais do setor para as novas eleições da entidade.
O prazo de apresentação de candidaturas será até as 18:00h de quinta-feira, 10 de agosto de 2000. Cada candidato deverá registrar o seu interesse através de carta enviada ao escritório da FischerAmerica-Rio. Podem concorrer apenas profissionais atuantes nos departamentos de atendimento e planejamento das agências de publicidade do Estado do Rio de Janeiro, ficando a configuração da chapa a critério do candidato à presidência.
Caso seja registrada apenas uma candidatura válida, ela será automaticamente considerada a vencedora da eleição, sendo empossada imediatamente. Havendo mais de um candidato, fica definida a data de 23 de agosto de 2000 para a votação e posse do vencedor, em local ainda a ser definido. Neste caso, em data anterior à eleição a atual diretoria do GAP promoverá um debate público, para que os profissionais e a imprensa especializada tomem conhecimento das plataformas dos concorrentes.
O mandato dos novos diretores do GAP-Rio será de dois anos a contar da data da posse.

Alitalia voa de volta para a Thompson carioca
Depois de uma "escala " de seis meses na JWT de São Paulo, a companhia aérea Alitalia aterrissa de volta no Rio de Janeiro, no escritório carioca da J.Walter Thompson.
Mesmo com a conta em São Paulo, a Thompson-Rio ganhou uma medalha de prata no Prêmio Colunistas deste ano com a peça "Spaghetti", criada pela dupla Raul Fernandes e André Eppinghaus, levando a que o presidente da companhia aérea , Luca Martucci, declare que ficou "felizes por voltar para a agência carioca e continuar com a dupla de criação premiada à frente da conta".

Doctor apresenta campanha de Brizola
Mande um recado para FHC via Leonel 12A campanha publicitária do candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, será toda baseada numa paródia à campanha do DDD da Embratel, aproveitando a coincidência de o número do candidato 12, ser a inversão do 21 da operadora.
O selo da campanha foi apresentado esta quinta-feira à imprensa pela agência Doctor, responsável pela sua criação, com seu diretor Marcos Silveira justificando o tema como "uma brincadeira de espírito carioca para um candidato que é o mais carioca de todos".
Ainda esta semana começa a ser se exibido o outdoor que marca o bordão da campanha "Faz um 12". Silveira diz que não teme protesto da Embratel ou de suas agências de propaganda. "A Embratel não pode se apropriar de alguém ‘fazer um número’, já que antes do 21 os cariocas já cantavam "faz um 4 aí que eu quero ver’ para provocar quem tivesse bebido".

Carioca inicia processo de absorção da Laxmi
A agência Comunicação Carioca – presidida por Sérgio de Paula – está iniciando um processo de absorção da estrutura e das contas da agência Laxmi, dirigida por George Ellis, cujo principal cliente é a construtura Gafisa. Segundo de Paula, o diretor de criação da Carioca, Sílvio Lachtermacher, já está operando alguns jobs para a Gafisa em conjunto com a Laxmi no endereço desta agência no bairro carioca do Leblon, mas a tendência é que em poucas semanas a operação se concentre no mesmo prédio do bairro de Botafogo onde está sediada a Carioca.

MKTMIX

* PARABÉNS PRA VOCÊ - A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado:
14/07, sexta-feira: Carlos Pedrosa (Redator da Contemporânea), José Zaragoza (Vice-Presidente de Criação da DPZ), Paulo de Tarso (Redator), Grazia Franklin Machado (Executivo de Contas da J.Walter Thompson), Renata Fonseca (Coord. Atendimento da Publicis-Norton);
16/07, domingo: Orlando Lopes, Luis Carlos Sinoti (Diretor de Criação da Millenn);
17/07, segunda-feira: Caio César Valli (Vice-Presidente de Atendimento da Artplan);
18/07, terça-feira: Armando Strozenberg (Presidente da Contemporânea), Cássio Faraco, Cillas Amaral (Diretor de Criação da Publicis-Norton), Flávio Guerreiro (Redator da V&S);
19/07, quarta-feira: Cláudia Castro, Isabela Gatti (Diretora da Bel & Lia), Paulo Antônio Magoulas, Cesar Ferreira, Sandra Sartié (Gerente de Mídia da McCann Erickson), Renata Barbosa (Executiva de Contas da V&S), Sandra Sartier (Gerente de Mídia da Giovanni,FCB);
20/07, quinta-feira: Maria Helena Diniz (Diretora de Operações da Diniz), Rogério Ehrlich (Fotógrafo);
* RETORNO DA DUPLA – O diretor de arte Luciano "Animal" Gaberel é o novo contratado da criação da Artplan. Ele deixa a Doctor para recompor a dupla que fazia na agência com o redator Ricardo Weitsman, que há poucos meses foi para a Artplan ser supervisor de criação da a equipe dirigida por Marcos Apóstolo.
* RENOVAÇÃO – A Doctor acaba de dar uma bela renovada na sua equipe. Na criação, entraram os diretores de arte Fabiano Pinel, Felipe Fonseca, Antônio Guerra, Marco Martins e Caroline Portella, além do redator Marcos Mello e da assistente de arte Elisa Nunes. E no atendimento entrou Karin Nascimento, como executiva de contas, par cuidar de Duloren, Banco Boavista, Net e Yen.
* NÃO TÃO CEDO – Celso Loducca está desmentindo a afirmação que circulou na praça de que está para abrir um escritório no Rio de Janeiro. Foi um mal entendido causado pela frase de que era sua intenção ter escritórios em outras praças, garantem seus assessores, dizendo que com certeza nem este ano isto acontecerá.
* FOI-SE O PACOT – Aos 67 anos, o coração do grande Antônio Pacot pregou-lhe uma peça na última sexta-feira. Pacot foi diretor de arte da LM, diretor de criação da Premium e supervisor de criação das agências Norton e Pubblicità. Depois, criou sua agência Pacto e ultimamente foi dirigir a criação da Unimark, onde criou toda a campanha dos 500 anos da Propaganda Brasileira, para a Memória da Propaganda. O Pacot trabalhou muito para Sérgio Dourado, Golden Cross e outros grandes clientes do Rio, Entre suas campanhas. Mais conhecidas ficaram a do sorvete Sem Nome, a Notinha Por Favor (para o Governo do Estado) e Balé das Moedas (para p Banerj). Pacot foi do tempo romântico em que os criadores de propaganda não tinham vaidade e sabiam que um anúncio é apenas um anúncio, nada mais que um anúncio. Vai ser uma pena não mais encontrar o Pacot por aí.