Voltar Imprimir Enviar p/ um Amigo

Eletrobras oficializa conta na Agência3 e Leiaute

A Agência3 continuará à frente da conta da Eletrobras
EM PRIMEIRA MÃO - Depois de muitas idas e vindas, a Eletrobras publicou na edição desta sexta-feira, 21/10, do Diário Oficial da União, o resultado de sua concorrência DAC n° 01/2016, para a escolha das agências que cuidarão de sua publicidade, com uma verba, no primeiro ano, de R$ 28 milhões.

Como a Janela já havia previsto em matéria de 08/07, foram vencedoras as mais pontuadas desde a área técnica: Agência3, que havia, então, alcançado 97,67 pontos, e Leiaute, com 93,33 pontos.

Curiosamente, no último dia 10, o mesmo Diário Oficial publicava que a empresa havia considerado,como habilitadas, além da Agência3 e da Leiaute, a Nova/SB. Esta agência, na fase técnica, havia se colocado em quarto lugar, com 87,67 pontos, abaixo da Prole -- que, portanto, perdeu o terceiro lugar --, com 88,67.

PENDENGA

Enquanto isso, na Eletrobras Eletronuclear, a concorrência n° GCN.A/CN-319/2015 continua sem solução. Em 13 se setembro último, a Janela registrou na matéria "Agência3 sai na frente da Eletronuclear" que a mesma Agência3 havia chegado em primeiro lugar na fase técnica, com 79,34 pontos, deixando em segundo lugar a Propeg, com 78,57 pontos e em terceiro a mineira Fazenda, com 78,05 pontos.

Recursos impetrados a partir deste resultado levaram a Comissão de Licitação a revisar as notas, e publicar, no Diário Oficial de 14 de outubro, aviso desclassificando a Propeg e alçando a Fazenda ao primeiro lugar, com 78,05 pontos e a Agência3 ao segundo, com 73,49.

Aberto novo prazo de recurso, desta vez, foi a hora de a Agência3 protestar. A agência já entrou com seu recurso mas, como o prazo desta fase termina esta sexta-feira, só a partir da próxima semana a Comissão vai julgar as alegações da Agência3 e de quem mais eventualmente tiver entrado, para que a concorrência possa voltar a caminhar, com a convocação para a abertura da Proposta de Preços.

QUE FAZENDA É ESSA?

Leitores da Janela entraram em contato curiosos com a presença da agência mineira Fazenda na cabeça da concorrência da Eletronuclear. Até porque, na já citada matéria de julho, havíamos registrado que ela também disputou a conta da Eletrobras e, na ocasião, foi desclassificada.

Pelo site da agência, em fazendacm.com.br, ficamos sabendo que, a agência, dirigida por Thales Alves da Silva, é sediada em Belo Horizonte, e tem, na grande maioria de sua lista de clientes, prefeituras de cidades mineiras, como Itaúna, Carmópolis de Minas, Conselheiro Lafaiete, Congonhas, Pouso Alegre, Ribeirão das Neves, Claudio e Formiga, entre outras. A Eletrobras Eletronorte também aparece na relação, assim como a Assembleia de Minas.

Em 2013, o nome da agência foi envolvido em suspeita de corrupção, apontada pelo Ministério Público de Minas, envolvendo seu cliente Prefeitura de Itaúna. Segundo o MP, o ex-prefeito Eugênio Pinto e sua ex-namorada e ex-chefe de gabinete, Íris Léia Rodrigues, teriam dado vantagem à Fazenda Comunicação e Marketing Ltda, que -- de acordo com matérias publicadas em sites noticiosos da região -- "recebeu mais de R$ 700 mil em contratos de publicidade". Tudo isso para preparar uma futura candidatura de Íris Léia à Prefeitura. Na época, a agência distribuiu comunicado assegurando que não tinha qualquer envolvimento com a denúncia.

(Marcio Ehrlich - 21/10/2016)

 
[ ÚltimasAnterioresGuia do MercadoSobreFale Conosco ]
 
Copyright 2017 © Todos os direitos reservados a Janela Publicitária.