• DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
    Eletromídia
  • Petrópolis deixa agências corrigirem sua documentação

    Pórtico de Petrópolis

    Numa iniciativa que a Janela não lembra de já ter visto em concorrências públicas de publicidade, a Prefeitura de Petrópolis convocou todas as seis agências participantes da sua concorrência — e que foram desclassificadas em sua totalidade pela subcomissão técnica — para voltar para casa e refazer suas propostas corrigindo os erros que as desclassificaram.

    Como já havíamos apontado em 30/10, os técnicos convocados por Petrópolis para julgar os trabalhos das agências sequer chegaram a olhar as propostas criativas apresentadas. Antes, consideraram as participantes Agência Um (PE), Calix/Cálice (DF), Binder (RJ), Duelo (Volta Redonda), E3 (Campinas) e Eurofort (RJ) impossibilitadas de prosseguir por, na sua maioria, irregularidades formais como uso de espirais de encadernamento, formato das etiquetas de CD e espaçamento do texto das propostas.

    Estas são burocracias exigidas normalmente pelos editais de licitação, com a justificativa de que, se não padronizar, os julgadores poderão identificar a origem do material. Situações de um Brasil que gosta de fazer as coisas para inglês ver, como se não fosse possível uma agência mal intencionada entrar em contato direto com qualquer um julgador e lhe falar do seu material.

    Enfim, a partir da publicação — a ocorrer nos próximos dias no Diário Oficial — da decisão tomada ontem, 19/12, quando aconteceu a reunião das agências em Petrópolis, todas as licitantes terão oito dias úteis para ajustar suas etiquetas e detalhes similares, para submeter novamente os materiais. A decisão da subcomissão se baseou em uma recomendação da Lei nº. 8666, que regula concorrências públicas, de que é mais econômico para o Estado permitir a refação do que reiniciar o processo do zero. A Lei nº. 12232, que se refere especificamente às concorrências da área de publicidade, é omissa a respeito.

    A dúvida que ficou no ar, após a reunião, segundo nos informaram seus participantes, é se apenas oito dias úteis serão suficientes para refazer uma apresentação que, originalmente, as agências tiveram 40 dias para preparar.

    Compareceram ao encontro, pela subcomissão da Prefeitura, a presidente Simoni de Sá Ferreira Teixeira e os membros Fernanda Aparecida Cordeiro e Lúcia Aparecida Baptista de Souza. E, pelas agências, Glaucio Luiz Sampaio Pereira da Silva Binder (Binder), Paulo Cesar de Almeida (BCA), Leonardo Baptista Velasquez (Eurofort) e Beatriz de Azevedo Silva Rothe (Duelo). As agências Cálice e E3 não enviaram representantes.

    LEIA TAMBÉM:

    Cidade de Petrópolis tem 6 agências atrás da verba de R$ 6,5 mi (em 26/06/2018)

    Petrópolis retoma concorrência para verba de R$ 6,5 mi (em 13/09/2018)

    Burocracia embaralha concorrência de Petrópolis (em 30/10/2018)

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta