• Secom suspende edital de licitação para ouvir mais o mercado

    Palácio do Planalto

    A Secretaria de Comunicação Social do Ministério das Comunicações — a antiga Secom da Presidência — decidiu suspender temporariamente o edital de licitação que escolheria três agências de publicidade para atender o Governo Federal, cuidando de uma verba de R$ 270 milhões.

    A justificativa, segundo a nota do órgão, seria “aprimorar as normas do edital, depois de a Secom ouvir questionamentos de entidades representativas do setor para realizar uma melhor avaliação técnica e aprimorá-lo”.

    A Janela tomou conhecimento de que a Associação Brasileira de Agências de Publicidade – Abap e a Federação Nacional das Agências de Publicidade – Fenapro, já estavam em contato com a Secom questionando alguns itens do edital.

    A conta da Secom foi renovada recentemente com as agências Artplan, Calia/Y2 e NBS.

    A Abap e a Fenapro chegaram a emitir, no final desta tarde, comunicados sobre a suspensão da concorrência da Secom.

    Recebemos positivamente a decisão da Secretaria Especial de Comunicação (Secom) do Governo Federal em revisitar a licitação para escolha das agências de publicidade. Acreditamos que os investimentos de órgãos públicos em comunicação devem sempre ser conduzidos em diálogo com a sociedade e observando de forma transparente as normativas que regem a atividade. A troca de informações e o diálogo democrático com o setor produtivo são fundamentais para o fortalecimento de um mercado publicitário ético e sustentável.
    Associação Brasileira de Agências de Publicidade
    A FENAPRO, que representa mais de 10 mil agências de todo Brasil, através dos Sinapros estaduais, comunica que apoia a decisão da Secretaria de Comunicação Social do Ministério das Comunicaçoes de suspender o edital de licitação do Processo SEI 00170.000100/2020-36 referente a contratação de agências de publicidade para atender o governo federal.
    Com o objetivo de aprimorar as normas do edital e realizar uma melhor avaliação técnica e aprimorá-lo, a Fenapro agradece a compreensão da Secom e estará sempre trabalhando para aprimorar e apoiar as iniciativas que colaboram com a indústria da comunicação com transparência, ética e compromisso com o nosso país.
    Federação Nacional das Agências de Propaganda

    PUBLICIDADE

    Tupi FM.
    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    seta