• SBT. Conecta o Rio com você.
    • Embrasil
  • Rio Motorsports abre mão e F1 pode cair de novo no colo da Globo

    Reginaldo Leme e Galvão Bueno

    Pelo jeito, se a F1 quiser continuar sendo transmitida pela TV no Brasil, vai ter que aceitar o quanto a Globo quiser pagar, já que deram para trás todas as negociações que a Liberty Media — dona da categoria — tentou fazer no Brasil.

    A empresa carioca Rio Motorsports, que também está tentando viabilizar a construção de um autódromo em Deodoro, com menos de dois meses de informar que havia conquistado o direito de comercializar a F1 com exclusividade, oficializou que está fora:

    “A Rio Motorsports comunica que decidiu por declinar da opção dos direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil. A decisão foi tomada devido às incertezas com o calendário para a temporada 2021, provocadas pela segunda onda de contágio por Covid-19 na Europa”.

    Já o UOL conta uma história diferente, de que a quebra do contrato veio pela Liberty Media, por falta de garantias financeiras da Rio Motorsports.

    No meio de tudo isso, também não deu certo a tentativa de a TV Cultura, emissora pública ligada à Fundação Padre Anchieta, assumir as transmissões, como imaginava a Rio Motorsports. Não só pela falta de recursos financeiros como pela baixa audiência da estatal.

    Como a Globo, para renovar o contrato, havia oferecido 20 milhões de dólares por ano, e a Liberty Media queria 22, provavelmente esta vai aceitar a contraproposta, melhor do que acabar ficando sem nada no mercado brasileiro.

    Também segundo o UOL, representante da emissora informou que “a Globo retomou as conversas com a FOM / Liberty Media sobre os direitos da Fórmula 1, sempre considerando a nova realidade mundial dos direitos esportivos”

    PUBLICIDADE

    Tupi FM.
    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    seta