• São 13 à mesa disputando as redes sociais da Petrobras

    Petrobras - Redes Sociais

    A briga pelos R$ 36,1 milhões de gerenciamento das redes sociais da Petrobras holding vai ser dura. Nada menos que 13 agências compareceram esta tarde para a entrega de documentos, realizada de forma totalmente digital — como convém aos tempos e ao tema –, pela plataforma Zoom.

    Foram elas: Agência3, Agência Um, Artplan, BriviaDez, EngajaTech, FSB, Ingresso Total, Jussy, Comum, Nova/SB, Ogilvy, Rede e W3.

    A expectativa era de comparecerem 14 agências, mas a Accenture apareceu na abertura informando que declinou de participar.

    A disputa é do tipo “Técnica e Preço”. Ou seja, depois que forem definidas as mais pontuadas tecnicamente, elas terão que oferecer preços menores para realizar o serviço, o que poderá baixar sensivelmente a expectativa original dos R$ 36,1 milhões.

    Essa concorrência começou recebendo o número de “Oportunidade 7003132338”, tendo como escopo “serviços de planejamento, acompanhamento, avaliação, criação, produção, publicação e gestão de conteúdo para canais digitais internos e externos e redes sociais”. Após impugnações da ABRADi, a concorrência foi relançada, agora com o número 7003277968. Vale citar que a Petrobras está com duas concorrências na área digital. Além dessa há a “Oportunidade 7003362153”, que diz respeito a “Serviço de conceituação, planejamento, criação, manutenção de ambientes digitais que compõem a presença digital da Petrobras”. Ou seja, os sites da empresa.

    A experiência de entrega digital, comandada com tranquilidade por Daniel Correa da Silva Alves, da Comissão de Licitação, foi curiosa, não sem percalços como a própria dificuldade inicial da equipe de conectar todos os seus membros, o que obrigou a um adiamento do início dos trabalhos.

    Outro problema foi o tempo mais longo, além do previsto, para algumas agências conseguirem subir seus arquivos zipados para o servidor da Petrobras. A situação aconteceu especialmente com a agência Rede, o que chegou a motivar, por outro participante, a solicitação do registro em ata da causa do atraso na sessão, marcada inicialmente para as 14:00h e que, até as 17:00h, ainda não havia sido concluída.

    Mas, no todo, foi uma boa solução para evitar, em plena segunda onda da Covid-19, a aglomeração de advogados e publicitários.

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    Petrobras vai escolher agência para cuidar de seus canais (em 05/07/2020)

    Abradi quer alterar o edital da Petrobras para a área digital (em 01/09/20)

    Petrobras faz consulta pública sobre sua concorrência digital (em 08/09/2020)

    Petrobras retoma licitação para agência digital (em 24/09/2020)

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    code

    seta