• SBT 945x150 - 2021-02-04
  • Eduardo Rezende cria nova empresa de Mkt e desativa Colaborativa

    Eduardo Rezende

    Fundador, nos anos 90, da agência Percepttiva, rebatizada como Colaborativa em 2017, Eduardo Rezende vai lançar em breve no mercado uma nova empresa de marketing “com foco consultivo”, como definiu, em conversa com a Janela, o executivo.

    O movimento coincide com mudanças que começaram a acontecer na agência em 2020 e que incluíram a ida do sócio Eduardo Ribeiro para a Agrega, do ramo imobiliário, e a saída também de Marcelo Fróes da sociedade, não só assumindo a Diretoria de Vendas e Marketing de outra empresa da área imobiliária, a Prolotes, como se unindo a Sérgio Silveira para um acordo operacional com a agência do irmão deste, Leo Silveira, a Wide (veja mais a respeito abaixo).

    A nova empresa será controlada pela holding REM, que Rezende abriu com Rodrigo Bendelá e Marco Siqueira. Ainda sem nome definido, ela terá como sócios três profissionais vindos da Colaborativa: Fúlvia Solano e Myrna Louro, do Rio, e Michel Dias, de São Paulo. O grupo já começa atendendo a Direcional Engenharia e seu novo braço, a Riva Incorporadora. Mas aberto a novas prospecções nos mercados carioca e paulista. A empresa vai contar também com profissionais oriundos da Colaborativa, como o criativo José Amorelli.

    Diz Eduardo Rezende que, apenas na área imobiliária, a consultoria atuará nos mercados do Rio, São Paulo, Minas, Brasília e Amazonas, com 35 lançamentos previstos para R$ 3 bilhões em VGV (Valor Geral de Vendas).

    Parceria na Wide

    Quando deixou a Colaborativa, Marcelo Fróes fechou uma parceria com a agência Wide para levar algumas das contas que ele atendia, assim como seu time de colaboradores. Entre os seis profissionais que mudaram de casa estava o diretor de arte Daniel Bradock. E entre as contas, BrasilBrokers Niteroi, ProArt e Helbor, alem da recém conquistada VIC Engenharia, uma das construtoras de condomínios residenciais destinados ao programa Minha Casa Minha Vida, como também é a Direcional.

    Segundo Leo Silveira, CEO da Wide, há expectativas de que a agência assine mais de 20 lançamentos em 2021, com cerca de R$ 4 bilhões de VGV nos próximos anos.

    PUBLICIDADE

    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    9 + 1 =

    seta