• CEB procura agência, mas diz que sua verba é sigilosa

    CEB Brasília

    Está no comunicado da Companhia Energética de Brasília (CEB Distribuição S.A.), sobre sua licitação para a escolha de uma agência de publicidade: “Orçamento estimado: sigiloso”.

    O edital da chamada Licitação de Técnica e Preço CEB-H nº 001-S01424/2021″, está no Portal de Compras da CEB, onde se vê que o valor está preenchido apenas com XXXXX.

    Edital CEB
    Quem quiser conquistar a conta não tem como saber se valerá a pena investir.

    A conta, que andou pela agência Cálix, era de R$ 2,5 milhões. Mas como a empresa está em processo de privatização, analistas do mercado avaliam que poderá, agora, chegar a R$ 10 milhões.

    A entrega da documentação está prevista para dia 12/05, às 10:00h, em Brasília.

    A privatização da CEB

    O leilão de privatização da CEB Distribuição, acontecido em dezembro de 2020, foi vencido pela Bahia Geração de Energia S.A., empresa controlada pela Neoenergia, que ofereceu lance de R$ 2,515 bilhões por 100% das ações. Os passivos de curto prazo da CEB estão avaliados em R$ 1,453 bilhão, e os de longo prazo em R$ 924 milhões.

    O contrato foi assinado na terça, 02/03, em Brasília, e a previsão é que a nova controladora assuma plenamente os serviços até junho deste ano.

    ATUALIZAÇÃO EM 03/05/2021

    A CEB emitiu um “Aviso de Prorrogação” da entrega da sua documentação para 07/07/2021, já que, o edital foi republicado e, desta vez, constando o valor da verba, estabelecida em R$ 622.600,00.

    ATUALIZAÇÃO EM 07/2021

    A partir de medida cautelar apontando irregularidades no edital, Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) acatou as críticas e recomendou à suspensão da concorrência do CEB.

    PUBLICIDADE

    PUBLICIDADETupi FM
    PUBLICIDADE

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    code

    Discussão

    1. Luis Vargas

      Nunca havia visto uma conta”sigilosa”! Quem sabe também a comissão de licitação será “sigilosa”?

      1. Marcio Ehrlich

        Nem nós, Vargas… nem nós!!

    seta