• Calia se manifesta sobre ação do Governo com influenciadores

    Flavia Viana no Instagram para Calia e Secom

    A agência Calia está distribuindo uma “nota de esclarecimento” sobre a inclusão de seu nome em uma reportagem da agência de notícias Pública, intitulada “Influenciadores digitais receberam R$ 23 mil do governo Bolsonaro para propagandear “atendimento precoce” contra Covid-19“.

    A matéria, que chega a linkar a publicação da Janela de 2020 sobre a renovação da Secom com suas agências , foi reproduzida em dezenas de outros sites, e denuncia que a Secom da Presidência e o Ministério da Saúde teriam gasto “mais de 1,3 milhão de reais em ações de marketing com influenciadores sobre a pandemia”, incluindo R$ 85,9 mil destinados ao cachê de 19 “famosos”, um dos quais a ex-BBB Flávia Viana, que teria recebido, apenas ela R$ 11,5 mil, além de João Zoli, Jéssika Taynara e Pam Puertas, que postaram dizendo para seus seguidores que, caso sentissem sintomas da Covid, era “importante que você procure imediatamente um médico e solicite um atendimento precoce”.

    Veja o comunicado da Calia a respeito:

    Com relação a matérias jornalísticas que abordam o uso de dinheiro público para o pagamento de influenciadores digitais, a Calia esclarece que:

    1 – A campanha “Atendimento Precoce” teve como objetivo informar a população sobre a importância do atendimento médico imediato em casos de identificação de sintomas relacionados à Covid-19.

    2 – O uso de influenciadores digitais em campanhas publicitárias públicas ou privadas é uma prática comum, que tem por objetivo ampliar a divulgação da mensagem aos seus vários públicos.

    3 – O roteiro guia, utilizado pelos influenciadores, reforça a importância dos protocolos de higiene (lavar as mãos com água e sabão, álcool gel e o uso de máscara) e orienta a busca pelo atendimento médico em caso da identificação de sintomas.

    4 – A influencer Flávia Viana manifestou arrependimento pelo trabalho realizado, entre outras declarações desencontradas. Não há do que se arrepender, seu post orienta a população de forma correta e responsável, conforme indicação do roteiro guia que ela recebeu:

    “Oi, meus amores! Eu estou aqui para alertar sobre uma medida importante sobre o coronavírus.
    Gente, uma dica responsável agora, se vocês sentirem os sintomas de COVID, que são dor de cabeça, febre, tosse, cansaço, perda de olfato e paladar, é muito importante que você procure imediatamente um médico e solicite um atendimento precoce, que é essencial, pois quanto mais cedo começar o tratamento, maiores a chance de recuperação, viu? E não se esqueça, lave sempre as mãos com água e sabão ou use álcool em gel e, ao sair de casa, use máscara.
    Vou deixar o site aqui com todas as orientações sobre o coronavírus, tá bom?
    Vamos cuidar da nossa saúde!”

    5 – O objetivo da comunicação pública é informar e orientar a população. Qualquer ação fora deste contexto é um ato de má fé, fakenews, causa desinformação e é um desserviço ao País em um momento em que todos devem buscar união para enfrentar esta terrível pandemia.

    Calia Comunicação
    Ficamos à disposição.

    PUBLICIDADE

    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    + 21 = 28

    seta