• Morre John Jagger, um inglês irreverente na publicidade carioca

    John Anthony Jagger (2015)

    Morreu este domingo, 11/04, aos 75 anos, o publicitário John Jagger, um inglês que chegou nos anos 1970 ao Rio e conseguiu juntar o humor natal com a descontração carioca.

    John Jagger
    Jagger, no início de sua carreira executiva.

    John Anthony Jagger nasceu em Bingley, no distrito de West Yorkshire, na Inglaterra, em 20/01/1946. Ele chegou a estudar Alemão e Russo na Universidade de Exeter. Veio ao Brasil pela Ogilvy & Mather, depois de passar por vários países, atuando em pesquisa de mercado. Ele contava aos amigos que na Costa Rica, um dos índices para estabelecer a classe social dos moradores era o número de lâmpadas que tinham em casa. E na Arábia Saudita era o número de esposas.

    Até por conta desta experiência, a Standard Ogilvy & Mather, em 1986, o colocou no comando de um departamento de Planejamento Publicitário, “responsável pelo conhecimento maior do consumidor para ajudar a criação no desenvolvimento de uma publicidade mais efetiva”, como a Janela publicou na época.

    Na área, ele ensinava a quem vinha trabalhar com ele: “Sempre se coloque no lugar do entrevistado”. E recordava a frase de David Ogilvy: “A consumidora não é uma idiota – é sua mulher.”

    Nos anos 1990, ele transferiu-se para o marketing da Souza Cruz, empresa que era atendida pela Standard.

    Jagger sempre foi frequentador assíduo das reuniões do Bar Virtual, que juntava publicitários cariocas mensalmente para conhecer bares e restaurantes da cidade. E também não perdia o Carnaval de rua do Rio, raramente deixando de sair a caráter.

    John Jagger, um inglês que se tornou um folião carioca.
    John Jagger, um inglês que se tornou um folião carioca.

    Fumante inveterado, em 2017 se descobriu com um câncer de pulmão, chegando a ser internado mais de uma vez no Copa D’Or. Segundo informações de amigos, teria falecido de falência geral dos órgãos.

    Ele deixa a mulher, Maria Glória Mentzinger Jagger, duas filhas, Tanya Jagger Bedford e Michelle Jagger, e dois filhos, Scott e John Jagger, além de 5 netos e 2 bisnetas.

    PUBLICIDADE

    Tupi na TV.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    53 − = 48

    Discussão

    1. Ricardo Oberlander

      Um carioca raro, na melhor linhagem dos “gringos” que adotam o Rio e são adotados pela cidade. Profissional de Marketing clássico, fiel ao consumidor, demonstrava seu conhecimento com rigor e generosidade, desprovido de pretensões ou vaidade. Um amigo sempre disponível e divertido, do qual muitos guardaremos bons momentos. Que descanse em paz.

    2. Maria Glória Jagger

      E hoje nós despedimos de nosso querido highlander!!!!!
      Nossos amores não partem, apenas mudam para outras dimensões

    3. Priscila

      Meu amigo, John fez sua estória e deixou seu legado.
      Muitas de suas expressões estão nas nossas memórias e estarão nas ações que repetiremos por ter absorvido esse lado irreverente, algumas vezes incompreendido.
      Thanks John!
      ✨🌟✨🌟✨🌟✨

    4. Neide Cabral

      Gente boa! Um Inglês mais carioca impossível. Aquele que nunca entendeu porque não existe a palavra “menas” rsrs
      Que esteja na paz!

    5. Alessandro

      Nobre John Jagger, seu humor e verve vão fazer falta.

    seta