• STF libera Calia de ter seus sigilos quebrados pela CPI

    Nunes Marques (Foto Fellipe Sampaio-STF)

    O ministro Kassio Nunes Marques atendeu a solicitação da agência Calia de não ter seus sigilos financeiros quebrados pela CPI da Covid. A decisão original dos senadores afetava as agências Artplan, Calia e NBS, que atendem a conta da Secretaria de Comunicação do governo federal.

    Disse Nunes Marques em sua suspensão que a decisão da CPI foi precipitada e sem base jurídica. Não há “menor indício de dolo” que indique “consumação de qualquer crime ou mesmo ilícito”, afirmou Marques.

    A iniciativa da CPI deveu-se às campanhas que foram autorizadas pelo governo federal sobre a Covid 19.

    E as outras?

    A Janela está entrando em contato com as agências Artplan e NBS para saber se ambas irão entrar também com recurso no STF para se beneficiar da decisão do ministro Nunes Marques.

    Segundo o advogado Emerson Franco de Menezes, especialista no atendimento a agências de publicidade, em consulta pela Janela, ações do gênero são individuais, ou seja, elas não beneficiam automaticamente as duas outras agências.

    Representantes da Artplan e da NBS afirmaram estar tomando conhecimento agora do fato e irão estudar os próximos passos.

    (Foto de Nunes Marques por Fellipe Sampaio-STF)

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    CPI da Covid quebra sigilos das agências Artplan, Calia e NBS (em 10/06/2021)

    PUBLICIDADE

    PUBLICIDADETupi FM
    PUBLICIDADE

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    code

    seta