• Donas de casa declaram seu orgulho e querem apoio dos anunciantes

    Home Conteúdo - Nosso Cantinho

    Em tempos de expressões como “empoderamento feminino”, as mulheres também têm o direito de querer ser donas de casa? Para o grupo que se reuniu na startup Home Conteúdo, presente nas principais redes sociais, não só têm como devem lutar contra o preconceito e mostrar orgulho por quererem se dedicar aos afazeres domésticos.

    O movimento é recente. Nasceu em março último, mas o vídeo “Orgulho de ser dona de casa”, publicado no YouTube, por exemplo, já teve mais de 68 mil visualizações e superou 2.600 comentários, a maioria de mulheres felizes por encontrar quem também goste de cuidar do lar.

    Sérgio Jordão, publisher da startup, conta que o objetivo agora é conseguir patrocínios para as atividades das donas de casa influenciadoras que participam do Home Conteúdo. “Decidimos trazer um olhar de orgulho e valorização da profissão de Dona de Casa, à partir da abordagem do preconceito que existe tanto na sociedade quanto dentro da própria comunidade”, diz o documento que está sendo distribuído ao mercado.

    Ele destaca que hoje há mais de 100 canais no YouTube voltados às mulheres interessadas em receitas, decoração e arrumação da mesa, atraindo mais de 80 milhões de seguidores em todas as redes.

    Algumas das influenciadoras que participam do Home Conteúdo já fizeram projetos para ABIC, Supermarket e Casa & Vídeo. Mas o objetivo é chamar a atenção também das agências de publicidade. Os links para as páginas do grupo estão em homeconteudo.com.br.

    PUBLICIDADE

    Tupi na TV.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    53 − 44 =

    seta