• Abracom quer ver concorrências mais justas na área corporativa

    Daniel Bruin

    A Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom) divulgou esta semana um manifesto em que pede que clientes da iniciativa privada se conscientizem da importância de promover concorrências mais justas e transparentes.

    Daniel Bruin (foto), presidente do Conselho Gestor da Abracom e sócio da agência XCom, diz que, nesta época em que as empresas afirmam valorizar tanto as práticas do ESG — Environmental, Social and Governance — elas também precisam “praticar os princípios em toda a cadeia de valor, incluindo os processos de contratação de produtos e serviços”.

    A Janela já escreveu aqui várias vezes sobre as dificuldades do setor com o poder público, mas, em conversas que temos tido com empresários da área de comunicação corporativa, na iniciativa privada os problemas não são menores. Ouvimos relatos de cliente que só aceitaria assinar contrato com a agência após um período de teste — mesmo tendo a feito passar por concorrência. Houve a que chamou várias agências para sua concorrência dando menos de uma semana de prazo para a apresentação do planejamento. E até uma empresa que já avisou a quem quisesse sua conta que só se dispunha a começar pagar em 120 dias após o início dos trabalhos.

    A Abracom, ao abrir a discussão por seu manifesto, quer alertar para a ocorrência de práticas cada vez mais frequentes de disputas baseadas apenas em menor preço, com entrega de propostas criativas sem qualquer remuneração e falta de transparência nos critérios de seleção das empresas vencedoras.

    “Não basta declarar boas intenções. É preciso praticar os princípios de ESG em toda a cadeia de valor da empresa. Do funcionário à alta direção, da comunidade aos fornecedores”, lembra o texto da Abracom.

    O presidente-executivo da Abracom, Carlos Carvalho, conta que a entidade vai insistir nessa discussão em seus canais, nos de seus associados e na mídia até o final de 2021, divulgando as hashtags #RespeitaAsAgências e #ConcorrênciaLegal. O manifesto pode ser lido no site da Abracom.

    PUBLICIDADESBT Rio
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADETupi FM

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    code

    seta