• Pregão da Fundação BB recebe proposta de R$ 12 milhões e fecha com uma de R$ 223 mil

    Fundação BB

    O questionamento se o formato de leilão é o mais adequado para a escolha de agência surgiu novamente esta semana, com a realização do pregão eletrônico da Fundação Banco do Brasil para serviços de comunicação corporativa e digital.

    Com a participação de cerca de 15 agências e propostas iniciais apresentando uma média de R$ 3,2 milhões — uma delas com o valor de R$ 12 milhões –, o pregão acabou considerando como “arrematante” uma proposta de R$ 223 mil.

    O vencedor foi Renato Alves Costa, cujo primeiro lance foi de R$ 840.100,00. Em contato com a Janela, o executivo disse preferir não falar sobre o pregão, antes de ter seu contrato assinado. Mas nos informou que o serviço será prestado por sua empresa, que tem o nome de fantasia Bamba. Este seria, diz Renato Costa, o maior cliente já atendido pela agência.

    Edital deixava dúvidas, dizem participantes

    A pergunta de executivos de agências, em conversa com a Janela, é se o trabalho que o mercado entendeu custar em média R$ 3,2 milhões por ano, até porque exige uma equipe exclusiva, pode ser prestado por R$ 223 mil, ou seja, R$ 20 mil por mês, com a mesma qualidade, independente de que empresa for.

    Um dos dirigentes comentou que o edital da Fundação BB deixava muitas lacunas, como o escopo do monitoramento que a empresa contratada precisará fazer nas redes sociais. E isto poderia ter deixado imprecisa a avaliação de alguns participantes. “Não havia sequer uma definição objetiva da árvore de palavras que os serviços digitais deverão acompanhar”, criticou, citando que sua agência, por exemplo, tem contratos em que somente este monitoramento, sem nem considerar o pessoal necessário para a sua análise, custa de R$ 8 mil a R$ 150 mil por mês.

    O próximo passo da licitação nº 916019, como é usual nos pregões, será a Bamba comprovar à Fundação BB que terá condições de atender a demanda. Em caso negativo, a consulta seguirá pelas agências seguintes classificadas: Explorata Produtora Ltda. – ME, SA Produções e Serviços Ltda ME, Politic Mkt Ltda., Galo Comunicação Ltda., AIS Comunicação e Estratégia Ltda, Ideias Chaves Comunicação Branding e Estratégia Ltda, Savannah Soluções em Comunicação Ltda., Ex-Libris S/S e Santafe Ideias e Comunicação Ltda.

    Ainda participaram do pregão empresas como In Press Oficina Assessoria de Comunicação Ltda e IComunicacao Integrada Eireli.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADETupi FM e NovaBrasil FM

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    Fundação BB faz pregão para assessoria de comunicação (em 05/01/2022)

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    Discussão

    1. Stalimir Vieira

      Os nomes das primeiras colocadas são bem sugestivos: bamba e explorata.

    seta