• Lambança na licitação corporativa do MCom obriga a convocação de nova sessão

    Jair Bolsonaro

    Dois erros da comissão de licitação para a maior conta corporativa da história do país — R$ 60 milhões  anuais do Ministério das Comunicações (MCom) –,  acabaram atrasando o andamento do processo que escolherá a agência responsável por promover o governo Bolsonaro no exterior.

    Primeiro, publicaram a ata com o escaneamento ilegível da página 11. Com a ata precisando ser republicada, o MCom teve que prorrogar o prazo final para a apresentação de recursos.

    Depois, descobriram que duas notas que eram da agência Weber Shandwick (S2 Publicom) foram lançadas na planilha como sendo da FSB. E vice-versa.

    E isso tudo devidamente testemunhado e assinado, não só pelos membros da comissão, como de um integrante da Controladoria-Geral da União (CGU), consultores do MCom e representantes das duas agências envolvidas e da Approach, a terceira participante da disputa.

    Resultado: tudo o que aconteceu no último dia 26/01, quando os envelopes apócrifos da Concorrência 02/2021 foram abertos e os autores das propostas revelados, ficou cancelado. O MCom teve que publicar nesta quarta, 02/02, a convocação de uma nova reunião apenas para oficializar as notas certas nos seus devidos lugares.

    Na verdade, o erro não vai alterar em nada o resultado. Pelo contrário. A FSB, que já está em primeiro, terá uma vitória ainda mais folgada. Acontece que a Weber Shandwick, que na pontuação final havia ficado com 81,01 pontos, 4,68 abaixo dos 85,69 da FSB, vai cair ainda mais, passando a ter menos que 80 pontos. Com isso, ficará automaticamente desclassificada, junto com a Approach e seus 77,84 pontos.

    ATUALIZAÇÃO EM 07/02/2022

    Após a confusão criada pela Comissão de Licitação, concedendo notas para a Weber Shandwick (S2 Publicom) que deveriam ter ido para a FSB, as agências foram convidadas a comparecer este dia 07/02/2022 para receber a informação correta, que ficou desta forma:

    Empresa Plano de Comunicação Capacidade de Atendimento Relatos de Soluções de Comunicação Total
    FSB 68,6 18,3 4,7 91,5
    Weber Shandwick 58,1 13,0 4,1 75,2
    Approach 55,5 17,6 4,8 77,8

    Como citamos acima, com esses números, tanto a Weber quanto a Approach ficaram abaixo de 80 pontos e foram consideradas desclassificadas.

    (Foto de Bolsonaro pelo Correio Braziliense)

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADETupi FM e NovaBrasil FM
    PUBLICIDADE

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    Licitação corporativa do MCom coloca FSB mais perto da verba de R$ 60 milhões (em 26/01/2022)

    São apenas 3 agências atrás dos R$ 60 mi corporativos da Secom (em 13/12/2021)

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    seta