• MCTI duplica verba corporativa e renova com a agência BR+

    Marcos Pontes - MCTI

    A verba de comunicação corporativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) passou dos R$ 11,5 milhões alocados inicialmente em 2021 para R$ 22,4 em 2022. Este é o valor com que o órgão está renovando seu contrato com a agência BR+, vencedora da licitação nº 1/2017.

    A agência iniciou seu trabalho de assessoria de imprensa e relações públicas, a partir de 19/02/2018 — sob a presidência de Michel Temer –, para o então chamado MCTIC, que ainda envolvia a área de Comunicações, hoje um ministério independente, sob o comando de Fabio Faria. A verba inicial foi de R$ 18,3 milhões, que despencou para R$ 9,9 milhões no ano seguinte, já com Jair Bolsonaro eleito.

    O que chama a atenção no reajuste atual é que, no final de 2021, o próprio ministro da pasta, Marcos Pontes (foto), chegou a manifestar sua insatisfação, junto à imprensa, pelo corte de R$ 600 milhões que o MCTI sofreu em seu orçamento. Segundo o site Poder 360, ele teria pensado em deixar o ministério depois do corte da verba.

    Na verdade, mesmo no início de 2021, o coordenador-geral de recursos logísticos do MCTI, Domingos Carlos Pereira Rego, assinava um apostilamento levando o valor do contrato daquele ano para R$ 15,3 milhões, demonstrando o interesse em investir mais na comunicação de Pontes com a mídia.

    A BR Mais Comunicação Ltda. pertence ao publicitário Edson Campos, que já foi diretor de marketing da Embratur e também tem atuado com marketing político.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADETupi FM e NovaBrasil FM

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    seta