• Huggies fortalece diversidade em filme da Accenture

    Accenture Interactive para Huggies, da Kimberly-Clark

    A fabricante de produtos de cuidados pessoais Kimberly-Clark, que já vinha há tempos exibindo crianças negras em suas embalagens das fraldas Huggies, deu mais um passo em defesa da diversidade na campanha que entrou no ar em toda a América Latina, trazendo também um casal de homens curtindo seu novo filho.

    As peças desenvolvidas aqui pela Accenture Interactive seguem o conceito “Bebê, Estamos Juntos Nessa”, lançado pela Droga5 NY e já adotado nos Estados Unidos e em alguns países da Europa. Como informa Carolina Gormezano, head de marketing de Huggies no Brasil, o país agora se alia ao reposicionamento mundial da marca.

    No filme que já está sendo exibido pela TV, o roteiro mostra que “ser bebê é demais”, com toques de humor reforçados pela direção de Kitty Bertazzi, para a produtora de filme O2, e pela locução de Geraldo Cortes, para a produtora de áudio Squad.

    A Kimberly-Clark afirma que a campanha passou por testes e validações com consumidores do Brasil e da Argentina, sendo considerada por eles como “irreverente”, “empática” e “moderna”. Mas não deixa de ser curioso que no YouTube, onde o filme está sendo exibido, há protestos de quem acusa a empresa de estar lacrando. “O que é que custa colocar um homem e uma mulher para fazer papel de pais de um bebê? Meu Deus, é final dos tempos mesmo”, critica um usuário.

    De acordo com os criativos da Accenture Interactive, Natália Mamede e Caio Scaff, responsáveis pela conta, o objetivo era “retratar famílias reais, incluindo características étnicas e culturais nas campanhas de cada localidade”.

    Além da mídia TV, haverá ações nos pontos de venda, em ambiente digital, além de ativações com influenciadores e ações de PR coordenadas pela agência PROS.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADETupi FM e NovaBrasil FM

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    seta