• Fracassa o projeto paulista de fazer um carnaval oficial em julho

    Pierrot

    A ideia de jerico da Prefeitura de São Paulo de fazer um carnaval oficial nos dias 16 e 17 próximos deu com os burros n’água.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE

    Nenhuma agência de eventos nem anunciante apareceu para bancar a folia, orçada inicialmente em R$ 10 milhões e, depois, baixada para R$ 6 milhões para ver se alguém se manifestava.

    Como até a última quinta-feira ninguém se manifestou, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) mandou todo mundo guardar as fantasias, alegando que não faria sentido o próprio município bancar a festividade.

    Em São Paulo, agora, a iniciativa está causando polêmica, já que há blocos que estavam se preparando para ir às ruas. Pra fazer festa, o brasileiro nem precisa de convite, não é?

    Além disso, a secretária de Cultura, Aline Torres, chegou a declarar em abril que haveria desfile de blocos com ou sem patrocínio. Segundo a Folha de São Paulo, a secretária não respondeu à demanda do veículo se ela manteria a declaração.

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    São Paulo anuncia Carnaval de Rua em julho e busca patrocinadores (em 07/06/2022)

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    seta