Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 09/AGO/1996
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Grottera fecha no Rio e conta do Globo vai para Giovanni

O jornal O Globo oficializou esta semana a entrega da sua conta de marketing comercial ­ que inclui classificados, jornais de bairro, noticiário e comunicação ao trade para a Giovanni.
Segundo Paulo Eboli, da área de marketing do Globo, o jornal tomou a decisão de mudar de agência porque não aceitou passar a ser atendida por São Paulo com o fechamento do escritório carioca da Grottera, sua agência anterior. "Fazemos questão de prestigiar o mercado carioca", explicou Eboli, justificando que "a Giovanni, além de carioquíssima, é a agência líder do mercado carioca".
A informação de que a Grottera havia decidido sair do Rio não é nova, mas até há alguns dias havia a predisposição dos diretores da agência - Sérgio de Paula e Milton Santana - de manterem a estrutura da Grottera-Rio com outro nome. Sem a conta do Globo, porém, o projeto dos dois naufragou. Já nesta semana tanto os 22 funcionários como seus diretores começam a procurar novos destinos profissionais, antecipando o encerramento oficial das atividades da agência no final de agosto.
Sérgio de Paula adianta que não pretende abrir nenhuma nova agência. Suas preferências estão entre se empregar em alguma agência de grande porte ou se associar a alguma de porte médio ou pequeno, que possa absorver as contas a que ele tem acesso, como a da Churrascaria Porcão. O criador, que no penúltimo Prêmio Colunistas foi o redator mais premiado, estava na Grottera há 10 meses vivendo a sua primeira experiência como dirigente de agência. Esta quinta, Sérgio de Paula distribuiu um texto dando seu depoimento sobre seu período na Grottera, que a Janela reproduz no box ao lado.
Na Giovanni, a conta do Globo entra oficialmente a partir de setembro, mas a agência já está desenvolvendo projetos para o jornal. Em outubro, o Globo lança um novo produto que já terá campanha criada pela Giovanni. O Globo, como anunciante, não tem uma verba de comunicação estabelecida como as demais empresas do mercado, já que toda a veiculação feita na Rede Globo de Televisão não tem custos e não gera comissão de 20% para a agência. Para compensar esta perda, o jornal paga às suas agências um fee mensal que se soma às comissões normais praticadas pelo mercado em outros trabalhos de veiculação e produção.

Sérgio de PaulaA impressão que dá é a de que trabalhei uma vida inteira na Grottera. Dez longos meses de trabalho, muito trabalho, uma vontade obstinada de fazer bem feito, de motivar uma equipe a ser maior e melhor do que ela era e acreditava ser.
E que equipe. Batalhadores incansáveis se multiplicando pra satisfazer um chato que não largava do pé. Um chato que acreditava obcecadamente no sonho do fazer uma bela agência de propaganda voltada pra ideia, pra criação, para as soluções as mais eficazes e diferenciadas possíveis. Uma agência sem hora de sair. Uma agência admirada e respeitada pelos clientes. Uma agência admirada e respeitada por seus profissionais. Pelos fornecedores. Por este mercado tão ávido de admirar e respeitar novas agências.
Não sei se consegui. Acho que nunca saberei com certeza. Certeza que posso ter é que não foi a decisão de São Paulo de fechar o Escritório-Rio que vai me dizer que não consegui. Nem mesmo a ida da conta do Globo para uma agência sem dúvida melhor e mais estruturada e tão cheia de talentos que vai me dizer que não consegui. Porque trabalhamos muito e trabalhamos bem. Trabalhamos muito e trabalhamos sério. Formamos profissionais novos. Desenvolvemos trabalhos memoráveis. Em poucos meses fomos uma das agências mais premiadas do Rio. Vimos nossos clientes anunciar e vender mais.
A sensação é do dever cumprido. Tristeza pela perda, pelo sonho não concretizado. Mas orgulho por ter tentado concretizar um sonho.
Agora é recomeçar. Continuar a buscar o que há quinze anos venho buscando: um job, um papel em branco, uma chance de fazer.
Muitos vão achar que é demagogia, mas não posso deixar de agradecer ao Globo por ter me dado (e como deu) esta chance. De agradecer a cada concessionária do Grupo Mesbla e à Rio-Cabo por terem me dado esta chance. De agradecer ao Milton, ao Grottera a cada um desses profissionais talentosos e inesquecíveis da Grottera Rio por terem me dado esta chance.
Já, já a gente se encontra de novo. Chance não vai faltar.
Sérgio de Paula

Concorrência da USA tem happy-end na V&S

Quem quiser queimar o filme da V&S agora vai ter muito trabalho. A agência está cada vez mais cercada de clientes ligados à área cinematográfica. Depois de atender há alguns anos as contas da Net-Rio e do canal de TV a cabo Telecine - especializado na exibição de longas-metragens - a V&S conquistou esta semana duas novas contas afins. Foi para lá o recém-lançado no Brasil canal de cabo USA, exibido no Rio pela Net e disputado em concorrência há algumas semanas por seis agências cariocas. E também acaba de ser confirmada na agência a conta da distribuidora de filmes UIP­United International Pictures. Este cliente estava na Contemporânea - onde inclusive chegou a ganhar alguns prêmios, como o Colunistas, mas mudou de pouso para se adequar a um alinhamento internacional com a agência Young & Rubicam, que é representada no Rio de Janeiro por sua associada V&S.
Na V&S, aliás, o atendimento foi reforçado com a entrada de Ana Cecília Matos, integrando o grupo dirigido por Polika Teixeira.

Denison cria outdoor promocional para sampling de Serenata de Amor

Denison para Serenata de Amor, da Garoto: Tá com raiva do trânsito?A Denison Rio vai aproveitar promocionalmente os engarrafamentos das grandes capitais brasileiras para a nova campanha do bombom Serenata de Amor, da Garoto.
A partir do próximo dia 15, nos principais pontos de estrangulamento de trânsito - o que no Rio não foi dificil de encontrar -, a Denison exibirá um outdoor com uma grande foto do bombom e o texto "Tá com raiva do trânsito? Morde aqui". Simultaneamente, demonstradoras uniformizadas com as cores do Serenata de Amor estarão distribuindo o produto entre os carros, numa ação que será nacionalmente operacionalizada pela Rocha Azevedo, de São Paulo.
A peça foi criada por Fernando Barcellos, diretor de criação da Denison-Rio e sua nova dupla, o redator Sérgio Maldonado, que vem da ZYD, de São Paulo, um extinto braço paulista da agência e também assumiu o cargo de diretor de criação adjunto da Denison-Rio.

MKTMIX MKTMIX

• PARABÉNS PRA VOCÊ ­ A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado: Dia 09: Roberto Civita (Diretor da Editora Abril); Dia 10: Mauricio Costa Leite (Diretor de Criação da Ferrari); Dia 11: José Luiz Vaz (Diretor de Arte da Contemporânea); Vicente Nolasco (Diretor de Arte); Dia 13: Marlene Fuchs (Diretora de Mídia da D+W); Dia 15: Claudete da Silva Lima (Gerente de Pesquisa da Standard).
• CASA DE FERREIRO - Antônio Torres, o diretor de criação da Publinews, é conhecido romancista, com inúmeros livros lançados no Brasil e através do mundo. A novidade é que seu filho, Gabriel, de 22 anos, também está lançando um livro, com nada menos que 686 páginas. Só que nada romanceadas e sim sobre computadores. Dia 15 ele coloca o livro "Curso Completo de Hardware" à venda nas livrarias, lançado pela Axcel Books. O curioso agora é saber se Antônio Torres vai ser convencido a largar a máquina de escrever para assumir um micro montado pelo filho...
• CARTAS - Correspondências para a Janela devem ser enviadas para a Praia de Botafogo, 340 grupo 210, CEP 22250-040, telefone (021) 552-4141. Ou pela Internet, com o e-mail [email protected]