Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 10/OUT/1997
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Rio leva 8 Lâmpadas de Ouro em festival ganho pela Young

Sem a participação de importantes agências como Almap/BBDO e DM9, terminou esta quarta-feira, no Rio, o 19° Festival da ABP - Associação Brasileira de Propaganda. A agência mais premiada no concurso - que teve até cenas de pugilato no júri de filmes - foi a Young & Rubicam, que contabilizou 262 pontos entre seus prêmios. O Prêmio Especial das Produtoras mais premiadas ficou com a Jodaf na categoria filme e com a Plug na categoria rádio.
O comercial "Explicação", que a W/Brasil criou para a Folha de São Paulo e já havia ganho o Leão de Prata em Cannes, foi escolhido como o Grand Prix de Filmes. Nele, um locutor explica, em cima de fotos p&b daquele jornal dos últimos presidentes deste Getúlio, as curiosidades da sucessão presidencial no Brasil.
O segundo lugar das agências ficou com a F/Nazca, que somou 174 pontos. A carioca Giovanni chegou em 6° lugar, com 52 pontos e, considerando-se dois empates no 5° e no 6° lugares, a também carioca D+W contabilizou um 8° lugar, com 48 pontos.
Os outros Grand Prix foram concedidos para "Difícil mesmo é a vida", da Dez para o Universitário (Campanha de Filmes); "Limpador de para-brisas", da Fischer, Justus para Lerin (Anúncio); "A gente só pensa em futebol", da Y&R para Umbro (Campanha de Anúncios); "Celular", da Dez para SuperPizza (Campanha de Rádio).
Das 46 Lâmpadas de Ouro concedidas - 26 para filmes, 10 para anúncios e 3 para outdoors -, o Rio de Janeiro ficou com 8. Foram eles:
Anúncios
"Contém Vida", da Chris Colombo para Normandia.
"Carro Novo", da FCB para Ceras Johnson.
Outdoors
"Cores", da Casa da Criação para Avaphoto Lab. Fotográfico.
"O que é isso, companheiro", da Giovanni para Columbia Tristar Films
Filmes
"Ligación", da Giovanni para CCAA.
"Referência", da Giovanni para Casas Sendas.
"Monumentos", da Contemporânea para Agenco.
"Cidade Maravilhosa", da Salles DMB&B para Rio Sul Shopping Center.

Executivos de Marketing passam a receber oficialmente a Janela

O capítulo carioca do Clube dos Executivos de Marketing, braço da ABA - Associação Brasileira de Anunciantes, acaba de firmar um acordo com a Janela Publicitária, através do qual a edição das sextas-feiras do Monitor Mercantil passa a ser distribuída para todos os membros da entidade.
O Clube dos Executivos tem mantido uma programação mensal ativa de confraternização entre seus associados durante a atual gestão de Thomaz Newton Naves, diretor da agência DMV/RSC. Na última segunda-feira, o Jornal do Brasil foi o patrocinador do Happy Hour do Clube, comemorado no Provisório, novo bar da moda de Ricardo Amaral. As fotos mostram alguns momentos do encontro:
Igdal Parnes, Jonas Suassuna e Jorge Ferreira
Representando o patrocinador, Igdal Parnes, diretor de marketing do Jornal do Brasil, com Jonas Suassuna, presidente da Zapt e da Abap-Rio e Jorge Ferreira, gerente de mídia da Varig.
Thomaz Naves, Flavia Amaral e Cahique Equi Hayla Carvalho, Márcia Alvaredo, Alexandre César Barbeta e Norton Gabriel Torres
O anfitrião Thomaz Naves, presidente do Clube dos Executivos de Marketing no Rio, com Flávia Amaral, supervisora de atendimento da Década, e Carlos Henrique Equi, diretor de planejamento da Staff/CP&F e presidente do GAP-Grupo de Atendimento e Planejamento.
Um encontro de profissionais de veículos: Hayla Carvalho e Márcia Alvaredo, da Sólida (representante de veículos publicitários), são ladeadas por Alexandre César Barbeta, diretor comercial da Recreio Veículos, e Norton Gabriel Torres, gerente de vendas empresariais da Wilson King, dois varejistas de veículos automotivos

BarraShopping volta às grandes promoções e sorteia 52 carros

Caio Valli Luiz Alberto Marinho
Caio Valli Luiz Alberto Marinho

Depois de ter suspendido por quatro anos suas promoções com sorteio de carros, o BarraShopping, maior shopping center da América Latina, volta a usar esta estratégia. A partir de 14 de outubro e até dezembro ele estará sorteando 52 carros Palio, com o objetivo de aquecer as vendas para o período de Natal, quando espera­se um crescimento de 10% era relação ao ano passado. Para concorrer basta trocar RS 100,00 em notas fiscais por um cupom.
"Com esta promoção estamos dando um bom motivo para as pessoas virem ao BarraShopping e não ao concorrente", acredita Luiz Alberto Marinho, até semana passada gerente de Marketing do shopping. Segundo ele, esta é a maior promoção já realizada pela empresa. "Como as vendas estão estacionadas em relação a 96, a intenção é alavancar os últimos três meses do ano para garantirmos um bom Natal e aumentarmos a compra média neste período de R$ 70 para R$ 100", avalia Marinho. Para outubro já é esperado um aumento de 5% e nos meses de novembro e dezembro, 10%.
O investimento total do shopping com a promoção chega a R$ 2,5 milhões, incluindo a campanha publicitária estrelada pelo ator Miguel Falabella, que vai ao ar dia 6 de outubro. Haverá dois filme de 30" para TV, anúncios em jornais e revistas (Elle, Cláudia e Nova) e material promocional (galhardetes, mobiles, carros decorados) espalhado pelo shopping. "A Artplan foi pioneira nas grandes promoções de shopping centers e agora está voltando com uma maior ainda, seguindo a tendência atual que é aliar publicidade com promoção", afirma Caio Valli, vice-presidente da Artplan.

III Prêmio Promoção Rio será julgado em outubro

A Abracomp está lançando nacionalmente seu Prêmio Promoção Brasil, que este ano chega à 16ª versão. No Rio, será realizada a única regional desta premiação, o III Prêmio Promoção Rio, para inscrições de trabalhos de empresas e profissionais atuantes neste mercado.
O Prêmio Promoção foi criado para permitir o destaque de trabalhos que hoje, em inglês, recebem o nome de "non­advertising", e que, portanto, estão fora da disputa do Prêmio Colunistas de Propaganda. No Prêmio Promoção, em geral, concorrem peças que não tenham sido criadas ou produzidas para serem veiculadas comercialmente na mídia tradicional ou que, no caso de serem veiculadas, gerem obrigatoriamente uma ação no receptor da mensagem, além da simples aquisição do produto ou serviço diretamente no ponto-de-venda.
Por isso, a premiação está bastante abrangente, cobrindo tanto os casos promocionais propriamente ditos como trabalhos de embalagens e design.
Por exemplo, podem ser inscritos eventos ou ações promocionais, sejam institucionais, comunitárias, de promoção de vendas, de esportes, ações de sampling, congressos, convenções, feiras e exposições.
Entre as campanhas promocionais estão as de promoção de vendas de varejo, de vendas de produtos, campanhas de incentivo e campanha de merchandising.
Existe uma área apenas para campanhas ou ações de marketing direto e também são julgadas peças promocionais como anúncios ou encartes de promoção do varejo, comerciais de promoção de produtos e de serviços, cartazes de eventos, displays, relatórios de diretoria, peças de ponto-de-venda, calendários e publicações técnicas.
Na área de design, concorrem programas de identidade visual, marcas, logotipo, selos, decoração de ponto-de-venda, projetos de stand, capas de disco e de livro e ainda rótulos. Finalmente, há ainda uma área para julgar embalagens.
As inscrições e as informações no Rio de Janeiro e também para os estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Espírito Santo e Tocantins podem ser conseguidas na Dinâmica de Comunicação, à Praia de Botafogo, 340 grupo 210, Rio, RJ. Tel: (021) 552-4141 - Fax: (021) 552-4547, com Rita de Cássia.

Yes Produções se expande e cria nova geração de artistas

Antônio Carlos Accioly

A Yes Rio Produções, com 60 filmes criados este ano, já superou o faturamento de R$ 2,5 milhões do ano passado e projeta fechar o ano com R$ 6 milhões. A meta mais cobiçada é consolidar sua expansão, com escritório a ser aberto em São Paulo, ainda este mês. Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, são os próximos "pontos" de negócios focados pela Yes, que também ampliou para 450 metros quadrados a sua sede na torre do Rio Sul.
A nova geração de controle da Yes, com os sócios Antônio Carlos Accioly, Leonardo Sérvulo, Rudi Lagemann (Foguinho) e Caio Abreia (21 anos), garante que iniciou uma revolução nos meios da produção de filmes comerciais no Brasil, trazendo o jovem para dentro da operação criativa, descobrindo novas angulações e efeitos especiais para os filmetes publicitários e para o "curtas". Ousados, prometem partir para os média-metragem de competição.
A Yes tem uma equipe técnica fixa de cinco profissionais, mas faz um giro mensal de 60 profissionais especializados e terceiriza quase tudo em termos de equipamentos, para se equalizar às produtoras mais estruturadas dentro e fora do país.
Analisando o atual mercado de produção, Accioly diz que "o fluxo de artistas retorna aos meios publicitários depois de um vôo cego pelo cinema, que praticamente faliu". E explica que "da tela do cinema, esse fluxo de mão-de-obra migrou, em parte, para a publicidade e, em parte, para as telenovelas. Hoje, ocorre uma verdadeira inversão de rumo". Para o diretor da Yes, a produtora também está sendo um centro de treinamento para os estagiários de artes cênicas. "Nós estamos formando uma nova galera dentro da criação publicitária no Brasil. Com eles, nasce uma nova safra de artistas formada no próprio meio criativo", diz.
Accioly destaca, ainda, que a nova gestão da Yes já começa a caminhar para o mercado externo. Estão orçadas co-produções na Itália e na Espanha. A matéria-prima utilizada para chegar ao sucesso, segundo Accioly, está na riqueza e multiplicidade de imagens do Rio. Outro ganho relativo está no clima de concentração de artistas nesta cidade, procedentes de vários pontos do país, em busca de mercado na TV Globo.

Coca Light supera em 5 meses expectativas de lançamento

Em pouco mais de cinco meses de seu lançamento, o refrigerante Coca­Cola Light - substituto da Diet Coke - já esbarrou na sua meta de vendas para um ano, que seria de chegar a 3% do mercado de refrigerantes do país. Pelo último Relatório Nielsen, de Junho/Julho de 1997, Coca Light chegou a 2,9% no Rio de Janeiro e 2,8% em São Paulo, contribuindo com 4% a 5% do volume total de vendas previsto para a empresa esse ano. Segundo Mônica Horcades, gerente do produto, em todo o Brasil, o refrigerante já vendeu 40,6 milhões de litros.
O investimento total para o lançamento da Coca Light no Brasil demandou cerca de US$ 30 milhões, entre pesquisas, embalagens, produção, mídia e ações promocionais, que se localizaram em São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio e Curitiba. Somente em São Paulo, o programa de degustação atingiu um público superior a 1 milhão de pessoas.
A campanha vem sendo assinada pela DPZ. Na atual fase de sustentação, o filme "Esquinas" mostra o produto sendo consumido por pessoas de diferentes estilos, mas todas de bem com a vida. A trilha sonora baseou-se no tema desenvolvido pela Mega para a marca: "Bem mais você".

MKTMIX MKTMIX

• PARABÉNS PRA VOCÊ - A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado:
Dia 10, sexta: Almir Salles (Dir. Presidente da Casablanca), Henrique Meyer (Diretor da Psom Produções), Ivo Hochleitner, Milton Santana, Ricardo Galletti (Gerente de Comunicação da Rede Manchete);
Dia 11, sábado: Erly Francisco de Jesus (Diretor de Mídia da Publinews), Fabiana Xavier Brito (Diretora de Criação da Promarket);
Dia 12, domingo: Ivan Peter Stoy, Ricardo José Garcia (Diretor de Criação da Mais);
Dia 13, segunda: Amauri Nicolini (Diretor Técnico da Brainstorm);
Dia 15, quarta: Fred Moreira (Redator da Doctor), João Bosco Franco (Redator da Contemporânea), Rosaline Hester (Supervisora de Atendimento da Doctor);
Dia 16, quinta: Eduardo Domingues (Diretor de Operações da Caio);
• MISSA - Deve ser marcada para este domingo, em local ainda a ser definido no Rio, a missa de 7° dia de Mário Murta, o conhecido Diretor da Propeg que faleceu domingo passado (ele faria aniversário hoje, sexta). Quem quiser se informar melhor pode ligar para a agência, pelo telefone 541-0909.
• BEST-SELLER - A Eco conquistou o job de lançamento do novo livro de Sidney Sheldon, "O Plano Perfeito". A campanha terá filme, outdoor e outbus.
• TROCA-TROCA - Esta semana o que não faltou foi movimentação nas agências cariocas. Na D+W saiu o supervisor de criação Reuber Marchesini, enquanto era contratado, como diretor de criação, o redator Fernando Campos, que estava na Giovanni. Junto com ele vai seu dupla, o diretor de arte Carlos André Eyer, que o acompanha desde a JWT e a Casa da Criação. /// Para cobrir a saída de Fernando, a Giovanni contratou rapidamente outro novo talento da propaganda carioca, o redator Rynaldo Gondim, que havia deixado a Caio no final de setembro. /// Na V&S saem o redator Marcos Pedrosa e o diretor de arte Rodrigo Rosman. A agência desmontou também a sua assessoria de imprensa. Gisela Campos tornou-se estagiária da criação e Flavia Bezerra deixou a agência. /// Na Cult, reformulando sua equipe, deixaram a empresa a atendimento Bia Pinilla e a mídia Cecília Veloso. /// A Artplan contratou a diretora de arte Elisa Guimarães (ex-DPZ e Doctor) para fazer dupla com André Kassu. /// A jornalista Elisa Araujo, co-editora de Blue Bus, entra na assessoria de imprensa InPress para atender Mesbla, deixando a Fundação Roberto Marinho.
• QUEIRA DESCULPAR... - Mas a Telerj mudou o telefone do estúdio do Hamdan para 558-2191. Mas o fotógrafo avisa que o mercado também pode falar com ele pelo telefone 558-5967 (que à noite é fax direto) e pelo pager 528-0000 código 270.660.
• CARTAS - A Janela Publicitária é publicada todas as sextas-feiras. Correspondências para a coluna devem ser enviadas para a Praia de Botafogo, 340 grupo 210, CEP 22250-040, Rio - RJ. Ou para o e-mail [email protected]