Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 29/NOV/2002
Marcio Ehrlich

 

Esta edição da Janela Publicitária foi publicada originalmente no jornal Monitor Mercantil.
O seu conteúdo foi escaneado e transcrito para ficar à disposição de consultas pela internet.

Propeg-Rio muda de nome em dezembro
Ainda em 2002 a Propeg-Rio ganha um novo nome. A informação, passada em primeira mão para a Janela por Rodrigo Sá Menezes, presidente do Grupo Interamericano, que controla a agência, é de que a decisão reforça a estratégia iniciada há dois anos com o fechamento da Propeg de São Paulo e a abertura da NBS nestes dois mercados. "O nome Propeg está muito vinculado a contas públicas", explicou Sá Menezes.
Simultaneamente à mudança, o Grupo Interamericano abre o escritório da nova agência em São Paulo, também focado no atendimento de contas da iniciativa privada. A movimentação faz parte das alterações que o grupo está estudando há alguns meses e tornaram-se públicas a partir de publicação de notícia de um "racha" entre Rodrigo e seu sócio na Bahia, o publicitário Fernando Barros.
O presidente do Interamericano adiantou também à Janela que é prematuro falar sobre como ficará o contrato com a Petrobras, cliente da Propeg-Rio. "Muita coisa ainda está em processo de estudo para a nova estrutura do grupo e tudo o mais que está sendo publicado não passa de especulação", garantiu.
Qualidade Técnica
Há muitos anos a maior agência do mercado baiano, a Propeg sempre teve a sua imagem fortemente vinculada a Antônio Carlos Magalhães, amigo pessoal de Fernando Barros. A despeito da inegável influência que o político teve nos negócios da empresa, qualquer analista de mercado precisa reconhecer que Sá Menezes nem por isso prescindiu de investir em talentos para manter a sua qualidade técnica. Muitos publicitários de nome já passaram -- ou continuam -- nos quadros da empresa.
Com os novos rumos da política nacional, valorizar este aspecto de capacidade profissional não deixa de ser uma estratégia oportuna para garantir a sobrevivência da agência.

Nova agência recusa comissões e prêmios
Eduardo ForbesEncerrada a campanha eleitoral para o Governo do Estado do Rio deste ano, três profissionais que trabalharam juntos na comunicação do candidato Jorge Roberto da Silveira, resolveram liderar uma alternativa de trabalho para uma época tão bicuda para quem está buscando emprego. Álvaro Gabriel, o Alvinho (ex Caio, MPM, Salles, Fischer e DPZ), Armando Madeira (ex DuLoren) e Eduardo Forbes (ex Fischer, Contemporânea, Fiat e Thompson, na foto), estão lançando a Cooperativa de Comunicação, que propõe uma nova forma de relacionamento entre agências e clientes, reagindo contra a "linha de produção velha e superada que, surpreendentemente, é a mesma desde a criação das agências de propaganda".
Creditando ao formato tradicional a razão para os relacionamentos cliente-agência estarem " tão desgastados", os três publicitários explicam que, a despeito do nome, a empresa não será uma central captadora e gerenciadora de serviços periféricos e sim uma empresa com profissionais fixos. Dizem eles, ainda, que a Cooperativa não se remunerará nunca através de comissões, sejam elas de que origem for. "Toda a remuneração da Cooperativa está baseada em um fee e uma margem de lucro transparente para o cliente", contam. Além disso, nenhum funcionário ou diretor terá uma mesa de trabalho. Cada um sentará na estação de trabalho que mais lhe convier no momento. Apenas os clientes terão salas exclusivas "que delas poderão dispor como quiserem", garantem eles.
Apesar da aparente liberdade, o release da Cooperativa deixa claro que a instituição é cheia de regras. O texto não cita os clientes para os quais já estão trabalhando por que "o próprio conceito da Cooperativa prega que, os trabalhos, sejam de que natureza for, só poderão ser divulgados em consenso". Outra regra é que a Cooperativa de Comunicação não participará de festivais ou concursos. Mas com a ressalva de que terá "muito gosto de estar sempre presente em mostras sem objetivo de premiação".
A nova agência está instalada na Av. Pres. Wilson, 231/5º andar (Centro, Rio-RJ), com o telefone (21) 3804-7687 e o e-mail [email protected].

ID&A, Salles e Doctor lideraram Prêmio Globo
As agências ID&A (com 2 GP, 1 Prata e 2 Bronze), Salles D'Arcy (1 GP, 1 Ouro, 2 Prata, 1 Bronze) e Doctor (1 GP, 1Ouro e 1 Bronze) foram as mais premiadas no 6º Prêmio O Globo de Publicidade, cuja entrega realizou-se esta quarta-feira, em festa com número restrito de convidados -- reflexo dos novos tempos -- mas com a elegância retomada das primeiras versões.
A campanha "Colunas", da ID&A (reproduzida aqui), foi um dos grandes destaques da noite, ajudando o seu criador, o diretor de arte Daniel D'Ávila a sair da festa como o mais premiado criador. Ele contabilizou 2 GP, 1 Prata e 2 Bronze. Os outros dois diretores de arte mais premiados foram Humberto Fernandez (com 1 GP, 1 Ouro e 2 Prata) e Daniel Moraes (1 GP e 1 Ouro).
Entre os redatores, o topo da lista foi ocupado por Fred Moreira (com 1 GP, 1 Ouro e 2 Prata), seguido por Rodolfo Sampaio (com 1 GP, 1 Ouro, 1 Prata e 1 Bronze) e Rafael Pitanguy (1 GP e 1 Ouro).
Estes foram os Grand Prix concedidos pelo concurso:
Grand Prix Rio de Janeiro: "Agora seu celular ATL...", da Salles D'Arcy Publicidade Ltda. para ATL . Ficha Técnica: Diretor de Criação: Rodolfo Sampaio / Diretor de Arte: Humberto Fernandez / Redator: Fred Moreira / Rodolfo Sampaio / Mídia: Amália Bina Machado / Atendimento: Flavia Miguez / Produtor Gráfico: Max Barreira / Fotografia: Leonardo Vilella
Grand Prix Demais Estados: "Para quem gosta de terra...", da Fischer América para Toyota . Ficha Técnica: Diretor de Criação: Paulo Pretti / Diretor de Arte: Marcelo Bueno / Redator: Sérgio Scarpelli / Mídia: Rosana Martins / Atendimento: Claudia Kalim / Produtor Gráfico: Claudio Dirani / Fotografia: Richard Kohout
Grand Prix Classificados: Campanha "Leitura Dinâmica" – 5 peças, da ID&A para Land Rio. Ficha Técnica: Diretor de Criação: Raoul Noticia / Redator: Daniel D'Ávila / Diretor de Arte: Daniel D'Ávila. / Mídia: Denise Alves / Atendimento: Lydianne Oliveira / Produtor Gráfico: Jorge de Oliveira / Ilustrações e artes: Daniel D'Ávila / Fotografia: Daniel D'Ávila
Grand Prix Melhor Utilização do Meio Jornal: Campanha "Leitura Dinâmica" – 5 peças, da ID&A para Land Rio. Ficha Técnica: Redator: Daniel D'Ávila / Diretor de Arte: Daniel D'Ávila. Ficha Técnica: Diretor de Criação: Raoul Nótrica / Mídia: Denise Alves / Atendimento: Lydianne Oliveira / Produtor Gráfico: Jorge de Oliveira / Ilustrações e artes: Daniel D'Ávila / Fotografia: Daniel D'Ávila
Grand Prix Voto Popular: "Privacidade", da Doctor Propaganda para Atlântica Residencial . Ficha Técnica: Diretor de Criação: Marcos Silveira / Diretor de Arte: Daniel Moraes / Redator: Rafael Pitanguy / Mídia: Jair Barcelos

Malas falam no Aeroporto de Brasília
Quem tem chegado nos últimos dias ao Aeroporto JK, de Brasília está encontrando, em todas as esteiras de bagagens, malas declarando em altos e bons balões sua alegria por estarem indo para os hotéis Manhattan Plaza e Kubitschek Plaza.
A idéia é de Cillas Amaral e Cristiane Baggio, da agência Gabinete C, que conseguiu fechar a promoção com a Infraero. O sucesso está sendo tão grande que o diretor dos hotéis, Hélder Carneiro, já pensa em repetir a ação nos aeroportos do Rio e São Paulo.
Cillas, que é diretor de criação da Gabinete C, explica que em cada esteira foram colocadas duas malas, uma com a mensagem do Manhattan Plaza e outra do Kubitschek. Elas estão fixas por peso, recheadas com sacos de brita, e ficam permanentemente girando, podendo ser vistas por todos os passageiros que desembarcam a qualquer hora. Em uma se lê a frase "Oba! Vou para o hotel Manhattan Plaza" e em outra o balão diz "Maravilha! Vou para o hotel Kubitschek Plaza."

Calia-Rio reduz estrutura com saída de Guto
O publicitário Guto Graça já começa a operar em sua nova estrutura na agência Portfólio a partir desta segunda-feira, 2 de dezembro. Ele está deixando a sociedade no escritório carioca da agência Calia, Assumpção, que há pouco menos de um ano comprou sua agência Commente, levando para lá contas como Recreio Veículos, Bingo Arpoador e Top Shopping.
Estas contas -- assim como alguns profissionais da equipe -- seguem com Guto para a Portfólio, enquanto ficam na Calia, Assumpção as contas da Coca-Cola e Shell, que ela já atendia via ponte-aérea antes da compra da Commente. O criativo Marcelo Mendes continua como diretor de criação da Calia-Rio, que também deve se mudar de endereço, já que o prédio de 3 andares em Ipanema ficou superdimensionada para as novas necessidades.
O novo endereço da Portfólio é Rua Djalma Ulrich, 229 sobreloja, com o telefone (21) 3813-3030.

Estudantes ganham site de publicidade
Para os estudantes de publicidade do Brasil que buscam um estágio na área de criação publicitária está sendo lançado o site "Trampolim", em www.trampolim.art.br, uma iniciativa dos publicitários Paulo Lisboa e André Gola, formados em 1999. O site promete expor o talento dos alunos em peças criadas para "apoios culturais" a empresas que irão disponibilizar briefings e informações necessárias simulando um job real.
Além disso, o Trampolim conterá colunas de profissionais de diversas áreas como direção de arte, redação, internet, ilustração, fotografia e estudantes que já estão no mercado, dando dicas, experiências profissionais e analises do mercado contribuindo para a integração das Instituições de Ensino, Agências e Estudantes. Toda coluna trará trabalhos pertencentes ao portfólio de cada colunista. Fazem parte do time de colaboradores Caio Grafietti (Grey), Davi Amarante (Edson, FCB), Rodrigo de Almeida (Almap), Javier Talavera (W/Brasil), Ricardo Rique (Ampla), Miguel Bemfica (DM9) e outros grandes profissionais do mercado.
O portal conta com o apoio da ABAP e com a colaboração do CCSP-Clube de Criação de São Paulo e do CCRJ-Clube de Criação do Rio de Janeiro.

MKT MIX
* PARABÉNS PARA VOCÊ
- A Janela se abre para comemorar os próximos aniversários do mercado:
29/11, sexta-feira: Marcelo F.Mendonça (Diretor de Arte da Elan Garden), Michelle Paganotti (Diretora de Arte), Paola Rocha (Supervisora de Contas da Giovanni FCB);
30/11, sábado: Isabella Torquato (Diretora de Arte da Giovanni FCB);
02/12, segunda-feira: Luiz Alberto Marinho, Miriam Galleger;
03/12, terça-feira: Eduardo "Duda" Moncalvo (Diretor de Atendimento da G/staff), Marco Antonio Vieira Souto, Marcelo Hallais (Diretor de Mídias Interativas da V7);
04/12, quarta-feira: Cláudia Rabello, Balbina Azeredo (Mídia da Rv);
05/12, quinta-feira: Guilherme Juliani (Diretor de Grupo de Contas da Giovanni FCB), Carlos Lobo (Diretor de Planejamento da Script);
* VENTO NO ROSTO - A 100% conquistou a conta do Consórcio Nacional Honda para o Rio e Espírito Santo. A campanha começou a ser veiculada esta quinta, 28, em rádio, TV e backlight, até final de fevereiro, com o conceito "Não é mágica, é o consórcio Nacional Honda". Diz o diretor da agência, Gustavo Bastos, responsável pela criação com Fabio Augusto e Chico Linhares, que "esta é a primeira vez que a Honda faz um trabalho específico para o consórcio".
* EUFORIA - Reagindo contra a negatividade do noticiário sobre o mercado, Marcio Jórviéri, diretor da produtora Jórviéri conta que não tem do que reclamar. E exemplifica com o que está fazendo, em parceria com a CM comunicação: A rede City Farma, após anos sem lançar nada em mídia eletrônica, está no ar com seu jingle de aniversário de 10 anos, criado e produzido pela eles, que igualmente assinam um rock and roll da campanha das massas Paty, que haviam sido retiradas do mercado até serem compradas pelas massas Cadore. E também é criação e produção da Jórviéri a peça de rádio com a qual a Raquel Alimentos, fabrica de embutidos como hambúrgueres e salsichas, estréia no mercado publicitário.
Théo Drummond* O PRÓXIMO IMORTAL? - Aos 77 anos, o publicitário Théo Drummond (foto), presidente da carioca Agência3, não consegue parar de escrever. Dia 4 de dezembro, Dia Mundial da Propaganda, ele autografa seu novo livro "Palavras de Observante", a partir das 19h, no restaurante Canto D'Alice, em Laranjeiras (Rua Alice, 146 - Tel.: 2245-2284). Théo já tem obra para disputar uma cadeira na ABL!
* TESTEMUNHAL - O Liceu de Artes e Ofícios (Rua Frederico Silva, 86 - Praça Onze, Rio-RJ) está com as matrículas abertas para o curso de publicidade e propaganda de 2003. Quem está dando o aval para o curso, este ano, são alguns de seus ex-alunos que hoje estão no mercado: Francisco D. Lucchini, redator da Propeg, Luis Claudio Salvestroni, diretor de arte da V&S e Bia Esteves, supervisora de contas da G/Staff.
* PARA ELAS - A Ric Propaganda conquistou a conta da Flick, grife carioca de moda feminina com 5 lojas próprias. A divulgação será através de busdoor e anúncios no caderno Ela do Jornal O Globo, além de merchandising nas lojas.

Reforços do Mercado
INFOGLOBO (RJ) -
Irene Junqueira, que durante muitos anos respondeu pela área de eventos e promoções dos jornais O Globo e Extra, é agora a nova responsável pela área de Marketing Publicitário do grupo.
RIC PROPAGANDA (RJ) - Contratou Bruno Barreto (ex-Unlike) para integrar uma das duplas criativas e Jeferson Batista para Atendimento.
REBOUÇAS & ASSOCIADOS (RJ) - O redator Paulo Azeredo é o novo criador da agência, e já chegou assinando a campanha "Natural, O Gás de Ipanema", para a CEG, junto com Fred Toledo, Rodrigo Brum, Jorjão e Luiz Fernando Favilla. A estratégia é se comunicar com cada bairro onde será feita a vistoria e posterior conversão do gás manufaturado para o gás natural.

Janela, há 25 anos
A coluna continua voltando no tempo, para relembrar o que foi notícia na Janela 25 anos atrás:
04/11/1977 - Roberto Medina anuncia os planos para o novo edifício-sede da agência, em construção na Lagoa: teria, além da estrutura da Artplan, "uma mini-agência como laboratório de estágios para estudantes, uma produtora de comerciais completa e um estúdio de criação de desenhos animados mais afeitos à cultura brasileira". Morre o publicitário Hugo Weiss, diretor da Caio Domingues. Nos tempos em que bancos de imagens ainda tentavam se impor no Brasil (contrariando fortes pressões dos fotógrafos e criadores), a ABP e a Editora Abril patrocinam pela primeira vez no país uma mostra organizada pelo The Image Bank com alguns dos melhores fotógrafos do mundo. Franco Paulino anuncia que está procurando uma casa para ser sede de sua agência, em expansão no Rio. Ziraldo é anunciado como representante da Imprensa Nanica no debate sobre o tema promovido pelo Grupo de Mídia do Rio.
11/11/1977 - A ABA-Associação Brasileira de Anunciantes emite um pronunciamento confirmando seu apoio à realização do III Congresso Brasileiro de Propaganda mas posicionando-se a favor da legalidade das house-agencies e informando que quer discutir no Congresso a Lei nº 4680, o Decreto 57.690, os custos de veiculação e bonificações e os custos de produção em geral, inclusive de fonogramas e filmes publicitários. A carioca Zurana, uma das maiores produtoras de fonogramas do país, contrata Gutemberg Guarabira para sua criação. A agência Estrutural, de Rogerio Steinberg e Armando Strozenberg, se expandindo, ocupa a casa ao lado de sua sede para abrigar a criação e o planejamento.
18/11/1977 - O CCRJ-Clube de Criação do Rio declara seu apoio ao III Congresso. Em entrevista à Janela, Paulo Roberto Lavrille de Carvalho, presidente da ABP-Associação Brasileira de Propaganda, propõe que o nome "ABP" seja adotado por todas as entidades publicitárias regionais. Assim, a APP-Associação Paulista de Propaganda, se tornaria ABP-SP. E reclama da falta de participação dos publicitários: "a classe critica, mas na hora mesmo, ela sai fora. Com 15 cruzeiros de mensalidade da ABP, o que eu posso dar?".
25/11/1977 - É marcado para 2 e 3 de dezembro, em Porto Alegre, o I Encontro dos Clubes de Criação do Brasil. O cartaz do evento é ilustrado por uma bandeja com uma faca e um queijo e exibe a frase: "Os profissionais de criação deste país precisam tomar consciência de sua própria força". Paulo Lavrille reúne na sede carioca da Salles os presidentes de quatro outras entidades regionais: APP (SP), ACP (SC), AMP (MG) e ARP (RS), como preparação ao III Congresso. O uso nacional do nome "ABP" não dava certo mas dava-se início a uma entidade nacional que chegou a ser criada mas acabou não vingando: a AP's Brasil.

Cartas
De Marcello Silva, diretor da FiftyPlus:
"Prezado Márcio,
Você realmente tem na mão o portal mais importante deste mercado. Não imagina a quantidade de mensagens que recebemos, gente dando força, consultas. Enfim, sua notícia botou a Fifty no mercado. Mãos à obra.
Forte abraço do
Marcello"
De Mário D'Andrea, diretor da Loducca Paraná:
"Caro Marcio
Nosso mercado publicitário é tão volátil e nossa atividade vem se tornando tão "descartável" de uns tempos para cá que temos que admitir: num mercado como esse, qualquer profissional que mantenha uma atividade por 25 anos beira o heroísmo.
Quero lhe dar os mais sinceros parabéns pelos 25 anos da sua coluna. E que possamos contar com suas notícias e a inteligência dos seus comentários por outros tantos.
Mario D'Andrea"
De Joacy Medeiros, diretor da Dumbo Publicidade (Natal-RN)
"Prezado Márcio,
Fiquei feliz em receber sua Janela direto, via e-mail, na janela do meu computador. Foi bom assim. No dia-a-dia a gente termina não vendo tudo que precisa, assim você me deu a oportunidade de lê-la, como diz o matuto, de cabo-a-rabo.
Vejo também com alegria, e muita, que a nossa Janela chega aos 25 anos. Nossa porque a Janela é de todo o mercado, e a sua trajetória é uma reafirmação de sucesso, dedicação, inteligência e desprendimento de um profissional que elegeu a valorização da propaganda como uma de suas principais metas. Esse profissional se chama: Marcio Ehrlich. E a Janela há muito virou portal da propaganda. Parabéns.
Com um abraço, de Joacy Medeiros"
De Anthony Talbot, gerente de circulação do InfoGlobo:
"Marcio,
Um abraço forte no amigo pelos 25 anos de coluna da Janela Publicitária. É um marco importante para o mercado publicitário nacional e principalmente carioca.
Que seu sucesso continue.
Abração,
Anthony"