Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 28/FEV/2007
Marcio Ehrlich

 

20 agências disputam Petrobras

EM PRIMEIRA MÃO - Apenas 20 agências -- das 41 que retiraram o edital -- se apresentaram esta segunda-feira para disputar as três vagas oferecidas pela Petrobras para a sua conta publicitária: Agnelo Pacheco, Artplan, Carillo Pastore, Contemporânea, DPZ, Duda, Elipse, F/Nazca, Fischer América, Giacometti, Giovanni+DraftFCB, Heads, Lew Lara, Libra, Link, McCann-Erickson, Nova SB, Ogilvy, Quê (PPR) e Z+.
Até o momento da publicação desta nota estava acontecendo a entrega dos documentos, com verificação do seu conteúdo e rubrica de todas as páginas entregues, o que, segundo amigos da Janela, levará a reunião até próximo do final desta tarde.
PETROBRAS DESISTE DO BV
A disputa pela verba de R$ 80 milhões anuais para cada agência será mais animada do que se previa no começo da concorrência. Afinal, a Petrobras anunciou que retirará do seu contrato a exigência de que as agências lhe repassem a Bonificação de Volume, e que gerou protesto do CENP, conforme nota publicada na Janela em 24/01/2007. A BV é responsável atualmente por uma receita substancial das agências, principalmente em uma conta volumosa como esta.

HABILITAÇÃO PARA TODAS: Nenhuma agência teve problemas de falta de documentos na primeira análise da comissão de licitação e todas continuam na disputa. (17:00h)

Agência3 e Binder fazem acordo por Gafisa

EM PRIMEIRA MÃO - Amigos da Janela garantem que a Agência3 acaba de fechar um acordo com a agência Binder/FC+G para transferir, para esta, a conta imobiliária da Gafisa, que ela passou a concentrar desde 2006.
A Agência3 tem um núcleo especializado em marketing imobiliário, que cuida do lançamento de diversas empresas do setor, herança da experiência do Théo Drummond, que já na sua agência Genesis desenvolvia trabalhos para elas.
Ainda não está claro se, no acordo, haverá alguma transferência da equipe da Agência3 que pertence ao tal núcleo imobiliário.
A Janela tentou entrar em contato com os presidentes das duas agências -- Álvaro Rodrigues, da Agência3, e Gláucio Binder, da Binder/FC+G -- mas ambos estavam indisponíveis até o momento da publicação desta matéria.

Agência3 e Binder FC+G: a versão oficial

A respeito da notícia dada em primeira mão pela Janela sobre um acordo que estaria acontecendo entre a Agência3 e a Binder/FC+G, a assessora de imprensa das empresas distribuiu o seguinte comunicado:

Agência3 e Binder FC+G formarão holding de comunicação

A Agência3 e a Binder FC+G - duas das agências de maior crescimento e investimento do mercado carioca - anunciam a criação de uma holding de comunicação com a participação acionária das duas empresas. Para o primeiro semestre, já trabalham no lançamento de uma nova empresa no segmento de interatividade e conectividade com atuação nacional. A entrada em outras áreas de comunicação, seja através da criação ou aquisição de outras empresas, já está sendo estudada.
Ambas as empresas acreditam no potencial do Rio de Janeiro e vão investir cada vez mais neste mercado. Os sócios pretendem expandir as atividades para outros estados, apostando no crescimento da economia brasileira e, principalmente, do mercado de comunicação.
"Essa união mostra que tanto a Agência3 quanto a Binder FC+G estão dispostas a competir por contas cada vez maiores", revelam os sócios das duas agências.
Unindo esforços, tanto a Agência3 quanto a Binder FC+G visam mostrar competitividade, compartilhar experiências, investimentos e prospecções, uma vez que, tanto as duas empresas quanto seus principais executivos, vêm recebendo reconhecimento com a conquista de diversos prêmios. Vale ressaltar que não se trata de uma fusão. As agências continuarão funcionando de modo independente nos mesmos endereços e mantendo suas equipes.
Agência3
· 6 anos.
· R$ 80 milhões de faturamento em 2006.
· 83 funcionários.
· 22 contas nos segmentos - público, educação, transporte aéreo, varejo, turismo, cosmética, plano de saúde, previdência e mercado imobiliário.
Binder FC+G
· 5 anos.
· R$ 60 milhões de faturamento em 2006.
· 56 funcionários.
· 18 contas nos segmentos bebidas, produtos de beleza, educação, seguro e previdência, concessionária de serviços públicos, indústria automobilística, varejo, farmacêutico e telefonia.


Segundo Theo Drummond, diretor da Agência3, o modelo será semelhante ao adotado pela holding YPY, de Nizan Guanaes, para suas agências África e MPM, que funcionam independentemente e, muitas vezes, como concorrentes. O publicitário negou que já tenha havido qualquer negociação fechada em relação à conta da Gafisa (como chegou aos ouvidos da Janela) ou de qualquer outro cliente das duas empresas. "Isto poderá acontecer no futuro, mas se for da conveniência dos clientes", adiantou.

Infoglobo deixa Giovanni por F/Nazca

O Infoglobo, que publica os jornais O Globo, Extra, Expresso e Diário de São Paulo, comunicou ao mercado esta terça-feira que, por conta da uma reestruturação em sua área de marketing, decidiu entregar duas de suas principais contas para a F/Nazca Saatchi & Saatchi: a do jornal carioca O Globo e do paulista Diário de S.Paulo.
A conta do O Globo estava na Giovanni+DraftFCB desde 1996, colecionando inúmeras medalhas em todas as premiações brasileiras. A agência foi responsável, entre outros projetos, pela criação do conceito Faz Diferença e pela campanha de lançamento da Revista O Globo, em 2004. O Diário de São Paulo estava sem agência desde janeiro deste ano.
Ainda não se sabem os bastidores da mudança e o comunicado da empresa não deixa isto claro. Nas palavras creditadas a Paulo Novis, diretor-geral do grupo, “com a mudança, a Infoglobo promove a integração da operação de marketing e comunicação de suas marcas nas praças Rio e SP, maximizando sinergias operacionais e esforços de comunicação. Para ampliarmos nossa liderança, precisamos nos reinventar a cada dia".
A justificativa não destaca os inegáveis méritos técnicos da F/Nazca (nem o excepcional desempenho que a agência vem tendo no Rio de Janeiro), deixando a entender que a agência teria sido escolhida por ter escritórios nas duas praças. Como a Giovanni também os tem, provavelmente até há mais tempo, há que se esperar os comentários que circularão no mercado.
Enquanto isso, a Contemporânea e a AgênciaClick continuam atendendo, respectivamente, as contas do Extra/Expresso e O Globo Online. E a DPZ, a área estratégica de comunicação da Infoglobo com o mercado anunciante.

Marketing desastroso pára a cidade de Boston

Os marketeiros conseguiram passar dos limites esta quarta-feira, 31, nos Estados Unidos, causando milhões de dólares de prejuízos às empresas e à população locais, numa ação de guerrilha para promover a série de animação Aqua Teen Hunger Force, exibida pelo Cartoon Network, da rede TNT.
Os moradores de Boston -- uma das dez maiores cidades americanas -- descobriram, com pavor, na manhã desta quarta-feira, que mais de dez dispositivos eletrônicos estavam distribuídos por diversos pontos da cidade de grande circulação de público, inclusive embaixo de viadutos. Alertadas as autoridades, ruas e pontes foram fechadas e linhas de metrô evacuadas durante horas, enquanto esquadrões anti-bombas tentavam rastrear a cidade para desativar a ameaça, causando um dos maiores nós que a cidade já viveu em sua história.
Quando o estrago já estava feito, a polícia descobriu que os dispositivos eram apenas luminosos com a silhueta de um dos personagens da série (imagem ao lado), desencadeando, a partir daí, uma série tão grande de protestos que a TNT viu-se obrigada a se desculpar publicamente pelo fato de sua campanha de marketing ter sido confundida pela população como uma ameaça. No comunicado, a emissora informou que imediatamente passou para as autoridades em que locais todas as peças estavam colocadas -- o que incluía outras cidades americanas -- como mobilizou a empresa de marketing responsável pela ação -- cujo nome não foi revelado -- para que os retirasse das ruas.
Segundo comentaristas de emissoras americanas de televisão, já se especula que a TNT terá um prejuízo maior do que o lucro obtido com a divulgação do desenho animado. Além de diversas empresas e pessoas prometerem que vão acionar judicialmente a rede pelos prejuízos causados com a paralização da cidade, não é improvável que os patrocinadores do programa retirem os seus apoios, para não verem seus nomes vinculados ao desastre.

Veja vídeos da cobertura:
http://www.youtube.com/watch?v=-uQ0CUp9Px4
http://www.youtube.com/watch?v=fQLojQV7nMs
Matéria da CNN

Polícia de Boston começa prisões por marketing do pânico

Depois do desastre de marketing que foi a ação promocional do Cartoon Network para sua série Aqua Teen Hunger Force, a polícia de Boston prendeu os dois artistas responsáveis pela produção dos dispositivos confundidos com bombas pela população e pelas autoridades americanas. Peter Berdovsky, 27, e Sean Stevens, 28, serão processados por terem causado desordem na cidade.
Até agora, não há notícia de terem sido presos também os responsáveis pela agência que contratou Peter e Sean, a Interference Inc., de Nova York, uma das maiores do setor especializado em marketing de guerrilha. O site da agência, www.interferenceinc.com, está fora do ar desde então e seus executivos, de acordo com a imprensa americana, não estão sendo encontrados para prestar esclarecimentos.

Veja vídeos da cobertura:
http://www.youtube.com/watch?v=-uQ0CUp9Px4
http://www.youtube.com/watch?v=fQLojQV7nMs
Matéria da CNN

Abril abre inscrições para seu Prêmio de Propaganda

A partir de segunda-feira, 5 de fevereiro, estão abertas as inscrições para o 21º Prêmio Abril de Publicidade 2007, que julgará os trabalhos veiculados de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2006 em qualquer veículo do Grupo Abril: revistas, sites e MTV.
O regulamento está disponível no site www.premioabrildepublicidade.com.br e as inscrições vão até 16 de março. Além do prêmio nacional, a Abril destaca as regionais Norte/Nordeste, Central, Sul e Rio de Janeiro.
Nas últimas três edições a Publicis Brasil venceu no Rio. Em 2004, com a campanha "Coleção Outono-Inverno", para o Shopping Rio Sul, criada por Rodolfo Sampaio, Humberto Fernandez e Carlos Eduardo Lopes. Em 2005, com a campanha institucional para Varilux, criada por Rodolfo Sampaio, Marcio Juniot, Daniel Leitão e Carlos Eduardo Lopes. E em 2006, com a campanha feita para a Bavária Exportação, da Cervejarias Kaiser. A equipe de criação era formada por Adriano Matos, Humberto Fernandez e Rodolfo Sampaio. .

Vizoo quer crescer em São Paulo

Depois de 10 anos de existência, a revista Vizoo, editada no Rio pelo fotógrafo Pedro Garrido, vai investir R$ 500.000,00 em 2007 para ampliar a sua presença entre os anunciantes paulistanos, através de ações de marketing e participação em eventos do trade, que estão sendo coordenados pela agência Giovanni+DraftFCB.
Entre 2002 e 2005, a Vizoo Editora cresceu na média de 21% ao ano. A expectativa agora é atingir um crescimento em torno de 35% até o fim de 2007, aproveitando o espaço cada vez maior, no mercado, das revistas customizadas, como as produzidas pela editora: Expert, Way Desing e Folic.

Nizan cria spots para protestar por violência urbana

O bárbaro crime contra o menor João Hélio, arrastado por 7 quilômetros por ladrões que não deixaram sua mãe retirá-lo do cinto de segurança, também mobilizou o publicitário Nizan Guanaes, que está propondo a emissoras de rádio veicularem dois spots que ele redigiu propondo que a população se manifeste.
No texto distribuído por sua assessora de imprensa, não fica claro se os spots já estão prontos ou também precisarão do apoio de alguma produtora para finalizá-los.
Vejam a seguir o comunicado, na íntegra:

"O Nizan pediu para eu te enviar este material. São os textos dos spots que ele criou hoje para veicular nas principais rádios do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília com a finalidade de despertar à população para que a morte do garoto João não seja apenas uma estatística. Vale ressaltar que se trata de uma iniciativa pessoal do Nizan Guanaes, “pai do Antônio”, um pouco mais velho que o João, e não do presidente da Africa ou da agência. Não há nada de institucional nisso.
O objetivo é conscientizar à população sobre o fato de que cada um, em sua área de atuação, seja ela qual for, pode fazer algo. E na profissão de publicitário e redator ele criou o jingle e está ligando nas rádios, pedindo apoio para veicular a campanha.
Seguem os textos.
Abraços
Fernanda "

Spot 45”: “João Hélio 1”

“Neste final de semana, a capa de uma das revistas mais importantes do país pergunta ao Brasil: “E aí? Nós Não vamos fazer nada?”. Se referindo ao bárbaro crime do garoto que foi arrastado por 7 kms no Rio.
E aí, motorista de táxi? E aí, aposentado? E aí, mãe de família? Nós não vamos fazer nada?
E aí, Rio de Janeiro, não vamos fazer nada? E aí, Brasília, São Paulo, não vamos fazer nada?
E aí, governo e oposição, não vamos fazer nada?
E aí, sociedade brasileira?
A pergunta não quer calar. Um menino de 6 anos foi arrastado durante 7 kms, uma morte brutal.
E aí? Nós não vamos fazer nada?”

Spot 45”: “João Hélio 2”

“Neste final de semana, a capa de uma das revistas mais importantes do país pergunta ao Brasil: “Não vamos fazer nada?”, se referindo ao bárbaro crime garoto que foi arrastado por 7 kms no Rio de Janeiro.
Bom, nós que somos publicitários decidimos fazer uma campanha de rádio para fazer a mesma pergunta da revista: E aí? Nós não vamos fazer nada?”.... E a nossa proposta é que cada um de nós, dentro do que pode fazer na sua profissão, faça alguma coisa.
E espalhe esta pergunta: um garoto de 6 anos foi arrastado por 7 kms. E aí, a gente não vai fazer nada?
Espalhe a pergunta, responda, reaja.”

Zona Sul faz ação especial pelo trânsito

A W/Brasil Rio, que cuida da conta da rede de supermercados Zona Sul, criou uma ação para o período do carnaval, exibindo, em 11 lojas da rede, carrinhos de compras como se tivessem sofrido um acidente automobilístico. Junto deles um cartaz diz: “Nesse carnaval, se beber não dirija”.
A mesma idéia também aparece em um anúncio veiculado na imprensa, com criação de Eduardo Salles e Rodrigo Lomelino e direção de criação de Rui Branquinho. A aprovação, pelo cliente, foi de Jaime Xavier e Cláudia Fernandes.

AgênciaClick entra na rede Isobar, do grupo Aegis

Agência do Ano do Prêmio Colunistas Brasil 2006, a AgênciaClick oficializou esta semana o que já era comentário do mercado desde o início de fevereiro: que negociou parte do seu controle acionário para o grupo inglês Aegis, passando a fazer parte da rede Isobar, que atua com serviços de comunicação digital em todo o mundo.
O presidente da AgênciaClick, Pedro Cabral, e a diretoria de empresa, como o vp de criação, Ricardo Figueira, continuam no comando da empresa, mas Cabral também passa a responder pela presidência da Isobar para América Latina.
Hoje, a AgênciaClick é a maior empresa de interatividade e propaganda online do Brasil, com escritórios em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Brasília, com uma equipe superior a 300 funcionários.
Com a associação com a AgênciaClick, a Isobar estará presente em 34 dos 40 maiores mercados mundiais que possuem banda larga. A companhia passará a ter cerca de 2.200 funcionários.

Hatmann cria Ciranda das Marcas

O empresário de promoções Ari Hartmann está lançando no mercado sua nova empresa, a Ciranda das Marcas, em associação com a publicitária Christiane Dumont, que deixou este mês a área de atendimento da DPZ, onde trabalhou por 13 anos.
Foi na própria DPZ, na verdade, que nasceu a parceria entre os dois profissionais. Como empresa de promoções responsável por diversas campanhas da Petrobras criadas pela DPZ, Ari já contava com a participação de Christiane no planejamento estratégico dos trabalhos.
A Ciranda vai englobar não apenas a área de eventos, que Ari realizava através de sua Hartmann Promoções, como a área de pesquisas, inaugurada pelo empresário no final de 2006.

Juan Vicente descansa, afinal

O publicitário e boa gente Juan Vicente faleceu no último dia 23 de fevereiro, na Argentina, seu país de nascimento. Depois de sofrer um agressivo AVC e um enfarte, Juan havia se afastado do mercado e se recolhido a Buenos Aires, ficando mais próximo de sua família. Ex-diretor geral da DPZ-Rio, Juan foi o fundador da agência JVA, depois absorvida pela 100%.

Juan Vicente descansa (Falam os leitores)

Juan Vicente
De Pedro Nonato, diretor do Jornal do Brasil

"Caro Márcio,
Não tenho palavras para descrever o carinho e a admiração que tinha pelo Juan.
Quando a Década sofreu aquela perseguição da CPI logo no começo do Governo Garotinho, fiz a 100% Propaganda e logo o Juan ofereceu ajuda: eu poderia usar seus serviços de mídia, administração e tráfego da JVA em troca de uma comissão que eu nunca conseguia repassar.
E que ele, é claro nunca cobrava.
Depois de um ano e pouco, eu decido deixar a agência por problemas de relacionamento com o Gustavo (já superados) e com o Caveira e o Juan de novo surpreende: comprou minha parte e pagou o que eu pedira ao Gustavo.
Já na Doctor, no começo de 2002, antes de seu AVC durante a Copa do Mundo, o Marcos Silveira e eu, sabedores de suas dificuldades na JVA, ofereremos a ele o cargo de Presidente.
Que ele com elegância - agora mesmo eu o vejo na minha frente, com suas calças vincadas, camisa social dobrada e um de seus casacos de cashmere nos ombros - recusou alegando estar compromissado com o Gustavo na nova 100%.
Sinto que morreu algo em mim, de meu passado como publicitário e de meu futuro como homem de bem.
Pedro Nonato"

De Gustavo Bastos, diretor da 11/21

"Marcio,
Acabei de saber, lendo sua coluna, da morte do amigo e companheiro Juan Vicente. Se a nossa propaganda já havia perdido um ótimo companheiro desde o derrame do Juan, agora perdemos todos um amigo inesquecível.
Gustavo"

Reforços do Mercado

Universal Channel (Rio - RJ) - O canal de TV por assinatura anuncia a contratação de Felipe Herz Boclin como novo profissional do departamento de marketing. Felipe será responsável pelo desenvolvimento e planejamento estratégico de projetos de marketing publicitário do canal e atuará em sinergia com a área comercial da Globosat. Natural do Rio de Janeiro, Felipe é formado em Administração de Empresas pela Universidade da Cidade. Antes de ingressar no Universal Channel fez parte da TV Globo Internacional, canal Premium à la carte transmitido 24 horas via satélite e cabo em 66 países e coordenou as ações de marketing da Globo TV Sports, com o lançamento da marca Brazilian Magic Football no mercado internacional. Com experiência em marketing internacional e cultural, já passou por empresas como FR Produções Artísticas, Dell´Arte Soluções Culturais e Gravadora Kuarup Produções Artísticas. Foi ainda idealizador, produtor-executivo e curador da “I Mostra Contemporânea Pequeno Formato”. (16/02/2007)

Diretoria Cinematográfica (Rio - RJ) - A produtora do diretor gente boa Libero Saporetti, está anunciando Silvia Carrano Salvatore como responsável pelo atendimento da produtora. Como RTVC, Silvia acumula passagens por agência como FCB Siboney, Y&R e VS, além de atuar na área de atendimento na Conspiração e S Filmes. Ao lado de Saporetti, Silvia terá como missão consolidar o nome da produtora no Rio de Janeiro e captar novos clientes em outros mercados. (13/02/2007)

Staff (Rio - RJ) - Sheila Calmon (ex-Lew Lara) assume como Diretora de Midia. Para o atendimento da La Roche-Posay, a agência contratou Agatha Baptistão (ex-marketing Citroën/SP). Já Igor Quintella (ex-Red Bandana) chega para integrar a equipe de Criação de Paulo Castro e responderá pela Direção de Arte. (12/02/2007).

SoHo Square (São Paulo - SP) - A agência de grupo WPP contratou o gaúcho Gustavo Otto (ex-Ogilvy Rio, ex-141 Rio, ex-LewLara) para assumir a diretoria de planejamento estratégico, com a missão de comunicar, na América Latina, a Avon, cliente da agência desde novembro de 2006. (05/02/2007)

DPTO (Rio - RJ) - Contratou o web designer Luiz Felipe Villar para a produção on-line da Gestetner, do grupo multinacional japonês RICOH, sua conta no escritório Rio de Janeiro. Luiz Felipe tem passagens pela Globo.com, Young&Rubican e Xerox do Brasil. (01/02/2007)

Giovanni+DraftFCB (Rio de Janeiro - RJ) - Anuncia a contratação de Josélia Souza, que assume o cargo de coordenadora de mídia, atendendo o cliente Ceras Johnson. Jô, como é conhecida no mercado, possui mais de 20 anos de profissão, trabalhou na Publicis e, em 2006, realizou trabalhos temporários na Giovanni. Keila Marconi é promovida para supervisora de mídia, também para o grupo de Ceras Johnson, e Lorena Barcellos passa a ser assistente de mídia. (01/02/2007)

Cia. de Cinema (São Paulo - sP) - Sergio Glasberg é o mais novo integrante do elenco de diretores da produtora. Considerado uma revelação em direção de cena, em apenas três anos, o jovem diretor já contabiliza filmes para algumas das mais renomadas agências do país, como W/Brasil, Age, Eugenio, Loducca e Z+. Antes de comandar as câmeras, Sergio atuou em algumas das principais produtoras do mercado como montador. Durante 10 anos, foi responsável por finalizar os filmes grandes campanhas para anunciantes como General Motors, Johnson & Johnson, Gessy Lever (OMO), Fiat e Nestlé. (01/02/2007)