Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 

Janela Publicitária - Edição de 16/NOV/2007
Marcio Ehrlich

 

Agência3 lidera concorrência da Eletrobras

A carioca Agência3 recebeu a maior pontuação na área técnica da concorrência da Eletrobras, cujos resultados foram divulgados esta sexta-feira. A agência somou 96,82 pontos, deixando em segundo a DM, com 96,36 pontos e em terceiro a DPZ, com 95,78. As demais concorrentes foram Giovanni Draft FCB (93,70), Contemporânea (93,18), McCann-Erickson (93,10), Young & Ruybicam (91,92), Giacometti (90,82), BorghiErh Lowe (86,54) e Sotaque (84,40).
A verba prevista para o cliente, para o próximo ano, é de 27 milhões de reais.
Com a vitória na área técnica, ela se torna a virtual vencedora da disputa, bastando aceitar as condições da proposta de preço que eventualmente for inferior à sua, na segunda fase do processo de licitação.

Eletrobras deve confirmar Agência3

Aberta as propostas de preço para a concorrência da Eletrobras, a Agência3 deverá ser confirmada como a vencedora da disputa. A empresa aceitou igualar seus preços ao da DM, que ofereceu descontos de 55% sobre a tabela de custos internos do Sindicato das Agências. A maioria das concorrentes, como a Agência3, havia proposto desconto de 50%.
O resultado oficial deverá ser publicado esta quinta-feira, no Diário Oficial.

Colunistas Rio divulga os indicados aos GPs

Será julgado este fim-de-semana, no Rio, a 26ª versão do Prêmio Colunistas Rio de Janeiro, promovido pela Associação Brasileira dos Colunistas de Marketing e Propaganda (ABRACOMP). O júri, formado por Claudia Penteado (JB), Fred Moreira (CCRJ e F/Nazca S&S), Jomar Pereira da Silva (Banco Hoje), Marcio Ehrlich (Janela Publicitária), Neusa Spaulucci (Propaganda & Marketing) e Teresa Levin (Editora Referência-Rio) vai analisar 514 peças de 33 agências de publicidade, nas áreas de Televisão e Cinema, Rádio, Mídia Impressa, Mídia Exterior, Mídia Alternativa, Mídia Digital, Websites e Campanhas.
Além dos Grandes Prêmios concedidos em cada uma destas áreas entre os trabalhos que conquistarem medalhas de ouro, os jurados também homenagearão as empresas e profissionais que mais tenham se destacado ou contribuído para o mercado publicitário carioca.
A ABRACOMP divulgou esta quinta-feira a relação dos finalistas para disputar estes Grand Prix, a partir de indicações feitas previamente pelos próprios jurados e por lideranças do mercado. São eles:

AGÊNCIA DO ANO: Agência3, Artplan e NBS.
PUBLICITÁRIO DO ANO: Álvaro Rodrigues (Agência3), Cyd Alvarez (NBS) e Rodolfo Medina (Artplan).
PROFISSIONAL DE PROPAGANDA DO ANO: André Lima (NBS), Luis Antônio Vargas (Petrobras) e Paulo Castro (Staff).
ANUNCIANTE DO ANO: Gafisa, Oi e Petrobras.
VEÍCULO IMPRESSO DO ANO: Meia Hora, Lance e Piauí.
VEÍCULO ELETRÔNICO DO ANO: Ilha Brasil (Second Life), MPB FM e O Globo Online.
EMPRESA DE MÍDIA EXTERIOR DO ANO: Ancar, Plus Media e Sign.

Estas empresas e profissionais, se desejarem fornecer mais informações ao júri para a análise do seu desempenho em 2006-2007, devem encaminhar o material até o final da tarde desta sexta-feira, 9 de novembro, à Rua Eurico Cruz, 11/304, no Jardim Botânico, ou obter mais informações pelo telefone (21) 2537-8180, com Valter Peixoto.

Cisco investe no Second Life com CSI

Em um dos maiores investimentos de marketing de uma empresa no Second Life, a multinacional de tecnologia Cisco está patrocinando uma divertida e inteligente ação que está acontecendo no metaverso, promovida pelos mesmos produtores da série de televisão CSI:NY, da americana CBS.
A iniciativa está sendo festejada entre os especialistas como um exemplo perfeito de que o potencial do jogo estava longe de ser esgotado, como chegou a ser apregoado após experiências mal sucedidas -- por erros de planejamento -- de diversos anunciantes.
Em um episódio que foi ao ar pela televisão em 24 de outubro nos Estados Unidos, o detetive Mac Taylor entrou no Second Life para desvendar um crime, dando início a um jogo aberto à participação dos detetives virtuais que frequentam o SL. Até fevereiro de 2008, diversas pistas serão colocadas no jogo pelos produtores do CSI:NY para ajudarem na elucidação dos casos, que também serão renovados para manter o interesse dos usuários.
Produzida pela The Electric Sheep Company, uma das principais agências americanas especializadas em mundos virtuais, a ação ganhou o patrocínio da fabricante de computadores Cisco, que tem sua marca exibida em diversos pontos das 4 ilhas virtuais que sediam o jogo. E que têm estado lotadas de centenas de avatares veteranos, além dos novatos que foram atraídos para o Second Life pela divulgação feita na CBS.
No Youtube, já há diversos vídeos sobre o CSI Virtual. Para assistir ao trailler do episódio, veja http://www.youtube.com/watch?v=kfXb6zb6Upc.
Na ilustração desta matéria, o avatar deste colunista, devidamente paramentado com um distintivo de CSI, começa a investigar o primeiro dos crimes: o assassinato de um avatar, atingido por um tiro em pleno vôo.

Reforços do Mercado

Antonio "Mega" NogueiraDM9DDB (São Paulo - SP) - Em um super-reforço, a equipe de criação da DM9DDB passa a contar agora com os diretores de Arte Benjamin Yung e Carlos Eduardo Lopes, e com o redator Antonio "Mega" Nogueira (foto).
Benjamin, o BJ, vem da Leo Burnett, onde trabalhou durante os últimos três anos. Formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, BJ estudou Design e Direção de Arte na Academy of Art College, em San Francisco, e formará dupla com o redator Arício Fortes. Paulistano, BJ já trabalhou na Loducca, Age, Young&Rubicam e DW. Ao longo de dez anos de carreira, já foi premiado com ouro no London Festival e no The New York Festivals, e com bronze em Cannes, além de várias medalhas no CCSP, entre outros.
Já o carioca Carlos Eduardo Lopes, o Cadu, vem da Publicis São Paulo. Cursou Desenho Industrial na PUC RJ, trabalhou, no Rio, na Salles e na DPZ. Há pouco mais de dois anos, mudou-se para São Paulo, para trabalhar na Giovanni FCB Draft. Com 12 anos de experiência profissional, Cadu traz na bagagem uma série de prêmios em festivais como Cannes, London Festival, FIAP e os anuários dos clubes de Criação de São Paulo e do Rio. Formará dupla com o redator Antonio Nogueira, o Mega, que chega à agência nesta segunda-feira. Também carioca, formado em Comunicação pela UFRJ, Mega vem da Publicis, com passagens pela Giovanni e F/Nazca. Com 10 anos de mercado, tem premiações como ouro e prata em Cannes, ouro no CCSP além de dois GPs no Festival da ABP, entre outros.

Binder/FC+M (Rio - RJ) - A diretora de arte Camilla Moreira (ex-LAXMI e Percepttiva) é a nova contratada da Binder/FC+M. Com 5 anos de experiência no mercado, ela se junta à equipe comandada pelo diretor de criação Alexandre Motta. (14/11/2007)

Leo Burnett (Madrid - Espanha) - O diretor de arte Sergio Lobo troca Portugal pela Espanha e é o novo criativo da Leo Burnett de Madrid. O publicitário passou dois anos na Leo de Lisboa onde teve a oportunidade de ganhar dois Leões no Festival de Cannes. Agora em Madrid, vai trabalhar para clientes como Orange (Telefonia), Kellogg’s, Fiat, TNT e Disney. (12/11/2007)

Cemusa (Rio - RJ) - Roberto Castilho ex-TV Globo, é o recém reforço da Cemusa, com a missão de melhorar as relações institucionais da empresa o mercado. A Cemusa está em processo de mudanças estruturais. (8/11/2007)

Agência3 (Rio - RJ) - O redator Rodrigo Gal incrementa a Criação fazendo dupla com o diretor de arte Luís Claudio Salvestroni. O criativo tem passagens pelas agências Quê, Casa da Criação e NBS. Para a Mídia chega Roberta Silva, com passagens por agências como Ogilvy & Mather e VS. A profissional substitui Denise Vieira, que passa a supervisionar o departamento de Planejamento da Agência3. No Atendimento foram contratadas como assistentes Juliana Fernandes (ex-Staff) para a conta de Eletronuclear; Monique Baldasso (ex-HomeWebbing) para Márcia Cosméticos, Urbi et Orbi e Dada.Net; e Cristiane Villas Boas (ex-Percepttiva), que atenderá ASSIM e Icatu Hartford. (5/11/2007)