Voltar Imprimir Enviar p/ um Amigo

PERFIL
Fabio Seidl, Influencer of The Year 2016.

Por Renata Suter

Fabio Seidl, Influencer of The Year 2016
O criativo brasileiro Fabio Seidl, como a imprensa brasileira noticiou profusamente no início de março, foi escolhido em votação aberta pela internet o vencedor do prêmio Influencer of The Year, promovido pela primeira vez pelo site britânico Creative Pool.

Surpreendentemente, ele mesmo não se considera um influenciador: "Não acho que seja uma palavra confortável. Não consigo nem mesmo influenciar a minha filha a comer legumes", exagera.

Ídolo profissional de Fabio, o publicitário Washington Olivetto - o W, da WMcCann -, com sua habitual genialidade, explica a modéstia de seu ex-redator sênior: "O Fabio é melhor influenciador como Pessoa Jurídica do que como Pessoa Física, daí não influenciar a filha", brinca. Para Olivetto, as pessoas se enxergam de maneira diferente daquela que são vistas pelos outros, daí também a resistência de Seidl em se ver como um influenciador.

Washington relembra ainda o Fabio da época em que trabalharam juntos, logo após a fusão da W com a McCann, em 2010: "Quando soube que o Seidl foi o influenciador do ano, imaginei a alegria dele ao receber o prêmio. Ele ambicionava ganhar muitos, o que era bastante natural naquele estágio da carreira", avalia Olivetto.

Para Fabio, atual group creative director da 360i de Nova York, a prioridade agora é outra: "Estar na lista com 100 líderes da criatividade global já era um prêmio. Acompanhar a votação e receber o apoio dos profissionais do mercado publicitário me realizou, foi muito mais até do que o próprio prêmio."

O bom temperamento e a facilidade em se relacionar com seus pares ajudaram a alavancar a carreira meteórica que Fabio Seidl construiu - aos 24 anos, já era diretor de criação na Fischer. Pode ser também a explicação para a votação expressiva que recebeu.
Seidl ataca o baixo elétrico na banda Ack.

Washington Olivetto arrisca mais um palpite sobre isso: "Quando a W se fundiu à McCann, Fabio já era redator nesta última. Eu conhecia o seu trabalho e bom astral. Seidl criava com alegria. Assim como eu, buscava fazer a diferença, tinha a ambição de tornar o que criava parte da cultura popular do país."

E a opinião de Washington é confirmada por Fabio: "Meu prazer é criar coisas que venham a ser consideradas relevantes, que divirtam as pessoas e que inspirem novos talentos."

Inspiração aliás, encontrada em seu próprio pai, o fotógrafo Sérgio Afonso, levando-o a começar do outro lado das lentes aos 14 anos, como modelo e ator. Pouco tempo depois, Seidl passou a ajudar o pai nas produções enquanto, paralelamente, se dedicava a uma das coisas que mais gosta na vida: a música. Junto com amigos montou em 1994 a banda Ack, da qual era baixista. O grupo seguiu firme e forte por dez anos, gravando clipes e fazendo turnês. Atualmente, reúnem-se - quase sempre no Rio de Janeiro, cidade onde começaram - para o único show anual.

PAI DA VALENTINA

No Rio de Janeiro, onde nasceu, Fabio Seidl Barbosa da Silva formou-se em Publicidade pela UFRJ. É casado há seis anos com a jornalista e assessora de imprensa Rita Durigan Seidl - moram desde novembro de 2015 em Nova York, com a filha Valentina de três anos. Antes moraram em Chicago, Portugal e São Paulo, locais onde Fabio já trabalhou.

Nem tudo é só Fenêtre Publicitaire para Seidl e Accioly no Festival de Cannes
As mudanças constantes não faziam parte dos planos de Seidl: "Tudo o que planejo acontece diferente e isso não me incomoda. De cada lugar que saí, a sensação de missão cumprida me acompanhou. Tudo vale enquanto estamos felizes, e eu estou muito feliz!"

Uma das alegrias de Fabio, aliás, é poder cobrir o Festival de Cannes -  começou em 2000, realizando a cobertura pelo site Vox News. Desde 2003 é colaborador da Janela Publicitária, com a Fenêtre Publicitaire, durante o festival no balneário francês: "É como a hora do recreio, além de reencontrar pessoas que raramente vejo, posso dar a minha visão do que rola por lá. Quando a Fenêtre começou, as redes sociais não existiam, participar me permitiu contar em tempo real o que via em Cannes."

A ideia era inovar: "Nada de cobertura careta, pensamos num profissional do mercado publicitário contando tudo sobre o evento, de forma descontraída, como se estivesse conversando num bar", conta Seidl, que tem Antonio Carlos Accioly como seu parceiro nesse trabalho. "A confusão tem paixão pelo Accioly! Mas ele sabe muito bem como sair de uma. O legal é que ele sempre quer fazer a coisa dar certo. É um profissional sério e competente."

Cannes tem um significado ainda mais especial para Fabio Seidl. Foi lá, em 2007, que conheceu a mulher, Rita - ela fazia a cobertura para um outro veículo do mercado. Três meses depois estavam namorando e após três anos casaram: "O Fabio é uma das pessoas mais determinadas, criativas e práticas que já conheci. Suas conquistas são fruto de muita dedicação e de um talento que ele vai moldando ao longo do tempo. É uma pessoa inspiradora pra se ter do lado em todas as circunstâncias da vida", afirma Rita.

Fabio conheceu Rita em Cannes, onde Valentina já é veterana.
Do relacionamento nasceu em 2013 a adorável Valentina. Fabio encara, desde então, ser pai como sua principal função: "Ela me acorda todos os dias às seis e meia da manhã. Até às oito e meia trabalho na "agência" dela, brincando com ela e os Legos." Depois disso, Seidl segue para o escritório da 360i, no bairro novaiorquino de Tribeca, voltando para casa às sete da noite onde inicia novo "turno" com a filha. Até às nove da noite, a brincadeira da dupla é no castelo das princesas. Só depois disso, então, é liberado por ela.

A filha é, inclusive, a razão de Fabio guardar um dos poucos prêmios que mantém com ele até hoje, o Leão de Ouro que recebeu pelo trabalho aprovado segundos antes de sua mulher telefonar, avisando que Valentina ia nascer. Ao receber o troféu, Seidl embalou o Leão como um bebê, em homenagem à filha: "Não costumo guardar prêmios, mas esse ficou comigo. O troféu não é o objetivo principal, mas ter caráter, gerar negócios e trabalhar bem, sim", resume.

E foi assim que Fabio Seidl construiu sua carreira, trabalhando bem. O início foi como redator. Passou por várias agências, como a Fischer, a Africa - onde trabalhou com outro de seus ídolos, o publicitário Nizan Guanaes - e a Ogilvy, entre outras. Por quase três anos morou em Portugal, onde trabalhou na McCann de lá. O bom trabalho rendeu o convite para ser o vice-presidente sênior e diretor executivo de criação da Leo Burnett em Chicago, onde ficou por dois anos. Outro convite, dessa vez da 360i de Nova York o levou à Big Apple.

Em Nova York, Seidl reencontrou uma antiga paixão, o basquete - ele jogou, quando adolescente, pelos times do Botafogo e do Tijuca Tênis Clube -, agora como torcedor do Chicago Bulls. Foi a maneira que encontrou de sentir menos falta do esporte que adora, o futebol, e, principalmente, de seu time do coração, o Vasco. E ele responde à pergunta-provocação do editor deste site, Marcio Ehrlich, que quis saber se ele, como autêntico vascaíno, teve medo de ser vice concorrendo ao Influencer of The Year. A resposta no mais puro estilo Fabio Seidl de ser: "Fiquei feliz de estar na Primeira Divisão!"

(Renata Suter - 30/03/2016)

 
[ ÚltimasAnterioresGuia do MercadoSobreFale Conosco ]
 
Copyright 2017 © Todos os direitos reservados a Janela Publicitária.