Publicidade: Alfa

Arcos busca alternativa para sua operação de Furnas no Rio

Foto de Marcos Dantas para Furnas

EM PRIMEIRA MÃO – A agência Arcos, de Recife, começou a buscar uma solução para o atendimento de seu cliente Furnas, no Rio de Janeiro, agora que a operação carioca da agência sofrerá uma redução. O diretor da Arcos em Brasília, Pedro Arlant Neto, confirmou à Janela que toda a equipe — inclusive o diretor do escritório Rio, Ricardo Ladvocat — já foi avisada e recebeu o aviso prévio, para que as mudanças possam ser realizadas dentro do amparo legal.

Segundo Arlant, uma das possibilidades é de a Arcos fechar acordo com alguma agência carioca que possa, inclusive, absorver os profissionais que já tem conhecimento profundo da conta. A Furnas vem sendo atendida pela Arcos desde 2010 (veja aqui os relatórios publicitários da empresa), quando a empresa encerrou seu contrato com as agências McCann Erickson e D&M, que dividiam o atendimento.

De acordo com Pedro Arlant, ele próprio tem mantido reuniões com o cliente, que já se declarou satisfeito com o atendimento que o pessoal da Arcos Rio vinha dando.

Em 2015, Furnas até chegou a ficar sem contrato com qualquer agência, enquanto não se resolvia uma turbulenta concorrência para uma verba de R$ 20 milhões — da qual também participaram Agnelo Pacheco, Artplan, Binder, Borghi, Calia, Casa da Criação, Conceito, Eugenio, Fields, Giacometti, JMM, NBS e Propeg. Na época, os termos do edital foram questionados (leia aqui) pela Federação Nacional de Agências de Propaganda (Fenapro) e pelo Sindicato das Agências de Propaganda do Rio (Sinapro-RJ).

Em conversa com a Janela, Ricardo Ladvocat adiantou que também está estudando suas alternativas profissionais, entre as quais, inclusive, a de continuar com o grupo que seguir com a conta de Furnas na nova agência. O profissional, que tem carreira respeitada de quase 40 anos no mercado — os últimos cinco na própria Arcos –, hoje também se dedica à atividade docente, como professor na ESPM.

Crise e política

Uma das mais tradicionais agências pernambucanas, a Arcos sofreu um baque em julho deste ano após a prisão dos irmãos André Gustavo Vieira e Antonio Carlos Vieira da Silva Jr. por envolvimento em negociações escusas com o ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil Aldemir Bendine, preso na mesma operação.

A despeito de o imbroglio dos dois não ter qualquer relação com a atividade da agência, a imagem da Arcos acabou sofrendo os respingos, citada em matérias de toda a imprensa brasileira.

(A ilustração da matéria é foto de Marcos Dantas para campanha criada pela Arcos Rio para Furnas)

Publicidade: Dinâmica Talentos

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta