Eduardo Almeida deixa a direção de criação da Heads no Rio

Eduardo Almeida

EM PRIMEIRA MÃO – Na Heads Rio desde agosto de 2017, quando a agência absorveu a Giacometti, estava desde março como diretor de criação, Eduardo Almeida está deixando a empresa. Segundo o criativo, que ainda não tem destino definido, sua saída é “reflexo da crise por que vem passando o mercado carioca”.

Com mais de 20 anos de experiência no mercado, Dudu Almeida já comandou a criação de outras agências cariocas, como a Quê e a NBS, além da sua própria Battery, que manteve em 2016 em sociedade com o também criativo João Santos. Além disso, foi redator em agências como FCB e Z+G Grey.

Formado em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), carioca e vascaíno doente, em 2010, Almeida foi premiado como o Profissional de Propaganda do Ano do Colunistas Rio, por seu trabalho na Quê. De 2010 a 2013, Didu presidiu o Clube de Criação do Rio de Janeiro (CCRJ) e, ao final de sua gestão, recebeu o Troféu Publicista Latinoamericano, como o escolhido do Rio de Janeiro do Festival de Gramado, onde, aliás, havia sido jurado em 2006.

MX Publicidade
Publicidade

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta