• DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
    Eletromídia
  • Otimismo cai entre donos de agências do Rio em relação a 2018

    Empresários estão menos otimistas

    Apontado pela Federação Nacional de Agências de Propaganda (Fenapro) como o estado mais otimista do Brasil no início deste ano, o Rio de Janeiro repensou as suas expectativas para 2018, que caíram de 86% para 47,62% de que o ano fechará melhor do que 2017.

    Não que tenha batido o desespero, pelo contrário. A pesquisa VanPro no 2º trimestre de 2018, que ouviu 21 dirigentes de agências do Rio, aponta que os cariocas ainda acreditam que os negócios estão melhorando. Menos do que se imaginava, mas estão.

    Aqueles 47,62% são inferiores, por exemplo, do que apontam, na média, 55% dos empresários da região Sudeste, que inclui São Paulo, Minas e Espírito Santo. Inferiores inclusive em relação à média brasileira, de 51% de otimistas para o ano atual.

    A pesquisa foi realizada em todo o país com 171 agências, das quais 21 do Rio. E, nas palavras do presidente da Fenapro, Glaucio Binder, “os resultados dessa tomada, relativa ao 2º trimestre de 2018, mostram um quadro de cautela por parte das agências. O otimismo quanto ao futuro, tanto no curto prazo, como em relação ao ano, se mantém, mas com um pé atrás. As agências de propaganda, assim como os demais setores da economia, anseiam por sinais de estabilidade política e econômica”.

    1 – Como foi o segundo trimestre de 2018 (abril, maio e junho), comparado ao trimestre anterior?

    Melhor 42,86%
    Pior 33,33%
    Igual 23,81%

    Observações: Na pesquisa anterior, 43,0% dos empresários cariocas já haviam considerado o primeiro trimestre melhor que o último de 2017. O número caiu levemente, mas ainda representa a maioria.

    2 – E o número de concorrências e licitações, comparado ao primeiro trimestre de 2018.

    Aumentou 47,62%
    Diminuiu 19,05%
    Ficou igual 33,33%

    Observações: Para 67% dos empresários cariocas de propaganda, as concorrências no primeiro trimestre de 2018 haviam ficado igual ao último de 2017. Portanto, houve uma aumento real no número de clientes consultando agências. Isso será bom?

    3 – Qual sua expectativa de investimento dos seus clientes no 3º trimestre de 2018?

    Aumento 28,57%
    Diminuição 23,81%
    Ficar igual 47,62%

    Observações: Já começa a se ver aqui a queda do otimismo. Na pesquisa anterior, 57% dos empresários cariocas acreditavam que seus clientes investiriam mais no trimestre seguinte. Agora, o maior percentual é de quem indique que tudo ficará igual entre julho e setembro.

    4 – Qual a sua expectativa de negócios para sua agência em 2018?

    Aumento 47,62%
    Dimunuição 28,57%
    Manutenção dos níveis atuais 23,81%

    Observações: Nesta pergunta, a fé em um ano melhor despencou em relação ao começo do ano. Profissionais do otimismo, os publicitários começaram 2018 com 86% deles declarando que esperavam ter um ano melhor que 2017. Agora, a indicação de aumento ainda domina, mas com apenas 47,62%

    5 – De quais setores você espera mais negócios em 2018?

    Público (Prefeitura/ Estado/ Secretaria/ Estatal) 14,29%
    Comércio 33,33%
    Indústria 28,57%
    Imobiliário 9,52%
    Serviços 80,95%
    Outro 4,76%

    Observações: Não houve muita mudança aqui. O carioca continua tendo na área de serviços a sua principal fonte de negócios. Curiosamente, o comércio ficou no segundo lugar, deixando a indústria, segunda colocada anteriormente, para trás.

     

    MX Publicidade
    Publicidade

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta