• Quem vê esta coruja, Vota Eletromídia
    DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
  • Mostarda cria festival e Victor Mello mostra seu lado ‘DJ Mellow’

    Victor Mello, o DJ Mellow, atração do Pipoca Festival

    Empresário de promo e live marketing, o diretor da Mostarda Produções, Victor Mello, também vai mostrar seu lado como DJ Mellow no Pipoca Festival, que a agência criou e realizará no próximo dia 29/09 no Morro da Urca. O evento pretende celebrar a diversidade da música, da arte e da gastronomia brasileira e terá, entre outras atrações do lineup, Liniker e os Caramelows e o AcaraJazZ.

    Em conversa com a Janela, Mello conta que o Pipoca Festival é uma volta às origens da Mostarda, que nasceu em 2006, com seus sócios Caio Barreto e Helvio Lima, para a realização de eventos com venda de ingressos, em shows de nomes conhecidos como Anitta e Jorge Benjor. Só em 2013, pelo acúmulo de experiência na produção de eventos, o grupo passou a se dedicar à área corporativa, cuidando, desde então, de ações para marcas como Lancôme, Accor e Gafisa. Victor Mello explica a novidade:

    – Como esta área agora está muito bem, resolvemos nos lançar novamente em projetos próprios, com coisas que a gente gosta, como música brasileira e sustentabilidade. O Pipoca é justamente isso, mostrar novos talentos da música brasileira não necessariamente associado ao que chamam de MPB. E em um ambiente totalmente consciente, com a cenografia usando material reutilizável, além de gestão do lixo orgânico (compostagem) e do lixo reciclável.

    A Mostarda, por exemplo, produziu cerca de 2 mil “eco copos” reaproveitáveis personalizados, que o público poderá adquirir na entrada por R$5 para consumir suas bebidas. Ao final, quem não quiser mais, poderá devolver, recebendo o mesmo valor pago.

    O Pipoca Festival acontece dia 29/09, no Morro da Urca
    O Pipoca Festival acontece dia 29/09, no Morro da Urca
    Nas carrapetas

    Como um dos donos do evento, Victor Mello também se deu ao direito de se divertir nele, se apresentando como o DJ Mellow. A experiência, porém, não é nova.

    – A gente vai virando empresário e, de repente, percebe que se afastou de coisas que sempre gostou, como a pista de dança, ver as pessoas reagindo à música. Em 2015, então, comecei a pensar nisso e fiz curso de DJ. Desde então, venho me dando ao direito de fazer as duas coisas paralelamente.

    Ao que parece, com sucesso, já que o DJ Mellow tocou no último fim de semana em uma festa no Castelo de Itaipava e este sábado poderá ser visto animando um casamento no Museu de Arte Moderna do Rio.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta